Mundo RPG

O Lar do Rpgista Brasileiro
 
InícioPortalGaleriaFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 O Conto da Mata Escura - Aventura I (solo) - Yrel Nek'Dur

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3
AutorMensagem
zignon
Usuário
avatar

Número de Mensagens : 110
Idade : 37
Localização : Azeroth
Data de inscrição : 18/09/2018

MensagemAssunto: Re: O Conto da Mata Escura - Aventura I (solo) - Yrel Nek'Dur   Qui Nov 29, 2018 3:07 pm

A fada está intrigada com as mudanças no cenário da clareira e mais ainda com a porta aberta e agora suja e velha e não bonita como logo cedo e vê os homens com medo e Gedeão perguntando se era aquilo que ela queria mostrar.

Ela medita um pouco e diz: - As coisas estão um tanto mudadas por aqui, mas basicamente era isso sim, um pouco mais feio, sem a maquiagem da ilusão e se estiverem com medo não os recrimino se voltarem e me deixarem só e voa em direção da porta e tenta sentir a magia que emana da porta e do corredor de tijolos após a porta, antes de entrar e procura as pegadas do Gondz, para verificar se ele realmente entrou como ela supõe.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Arvedui
Flooder Master
Flooder Master
avatar

Número de Mensagens : 2161
Idade : 105
Localização : Mundo da Lua
Data de inscrição : 13/07/2008

MensagemAssunto: Re: O Conto da Mata Escura - Aventura I (solo) - Yrel Nek'Dur   Seg Dez 03, 2018 4:23 pm

Após as suas palavras, alguns homens ficam a ponto de desistir. Contudo, um grito trovejante de Gedeão anima os corações dos aldeões. Todos decidem segui-la.

Há pegadas em volta da porta, mas dentro dela não há marcas visíveis dos pés do grande cachorro. o corredor é todo feito de tijolos lisos, sem poeira ou manchas que possam denunciar a passagem de alguém antes do seu grupo. Não há nenhuma magia evidente no local, além daquela que você já havia detectado (a ilusão).

No mais, olhando para dentro da porta você percebe que o corredor parece apenas seguir e seguir. Até onde sua vista alcança (e até onde a escuridão do corredor permite), você não consegue detectar bifurcações ou entradas laterais.

- Você procura algo, pequena? O velho Athos estará aí dentro, por acaso? Os homens estão amedrontados... eu também estou. Mas seguireos você.

________________________________________________
Devagar e sempre...



"Ser único, na verdade, é ter coragem suficiente pra viver feliz sem depender dos outros..."
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
zignon
Usuário
avatar

Número de Mensagens : 110
Idade : 37
Localização : Azeroth
Data de inscrição : 18/09/2018

MensagemAssunto: Re: O Conto da Mata Escura - Aventura I (solo) - Yrel Nek'Dur   Seg Dez 03, 2018 8:54 pm

A pequena fada olha para Gedeão e fala: - Não posso garantir que Gedeão esteja aqui, apenas sei que ele sumiu aqui perto e o único que eu e o cão não verificamos era adentrando esta porta que deixei fechada e agora está aberta.

Pensa um pouco e continua: - Posso ir voando a frente, pois enxergo no escuro, posso colocar luz em um objeto escolhido por vocês para iluminar vosso caminho e seguir invisível para surpreender algum inimigo e avisa-los a tempo de um recuo estratégico, que acha do plano?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Arvedui
Flooder Master
Flooder Master
avatar

Número de Mensagens : 2161
Idade : 105
Localização : Mundo da Lua
Data de inscrição : 13/07/2008

MensagemAssunto: Re: O Conto da Mata Escura - Aventura I (solo) - Yrel Nek'Dur   Ter Dez 04, 2018 10:10 am

O homem apenas assente, sem dizer palavra. Todos os membros da expedição de busca armam-se, engolem em seco e partem para dentro do local "assombrado". A noite estava fria e silenciosa, os corações pesados e o medo congelante percorrendo os corpos dos humanos como um veneno enregelante.

Contudo, a coragem tão característica dos humanos os moveu porta adentro, juntamente com você.

Adentrando o local, sua visão lhe mostra o mesmo que vira do lado de fora: um corredor feito de tijolos lisos, muito limpo e plano. Essa é a única visão que você e os homens têm por muitos e muitos metros enfadonhos. De tempos em tempos, Gedeão sugere que parem para escutar, para perceber se algo se move em direção contrária. Contudo, em todas as vezes, nada é escutado. Por segurança, o ferreiro levava em sua mão uma tocha, a qual servia para iluminar bem o caminho.

Após quinze minutos de caminhada cautelosa, quando a porta já não é mais visível e os poucos sons da floresta já parecem um sonho distante, vocês finalmente chegam a uma bifurcação. O caminho pelo qual vinham segue em frente, mas tanto do seu lado direito quanto do esquerdo há caminhos alternativos.

Todos os caminhos são iguais: há corredores de pedra lisa, perfeitamente limpos, exatamente iguais em todos os aspectos.

________________________________________________
Devagar e sempre...



"Ser único, na verdade, é ter coragem suficiente pra viver feliz sem depender dos outros..."
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
zignon
Usuário
avatar

Número de Mensagens : 110
Idade : 37
Localização : Azeroth
Data de inscrição : 18/09/2018

MensagemAssunto: Re: O Conto da Mata Escura - Aventura I (solo) - Yrel Nek'Dur   Ter Dez 04, 2018 7:41 pm

A pixie fica feliz quando os homens, após um pouco de hesitação, e também devido a atitude de Gedeão em aceitar ir somado com a curiosidade e coragem humana, a seguiram pelo corredor que sucedia a porta. O caminho era muito igual, limpo e sem surpresas, até que apareceu uma bifurcação.

Yrel pensou, e parou no ponto onde os caminhos separavam e procurou por alguma evidencia que indicasse a tomada de um lado ou outro por alguém nas ultimas horas, vestígio por menor que fosse e fica focada em achar algo para poder decidir da melhor maneira.


Teste de Habilidade:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Arvedui
Flooder Master
Flooder Master
avatar

Número de Mensagens : 2161
Idade : 105
Localização : Mundo da Lua
Data de inscrição : 13/07/2008

MensagemAssunto: Re: O Conto da Mata Escura - Aventura I (solo) - Yrel Nek'Dur   Qua Dez 05, 2018 8:42 am

A princípio, suas observações não lhe revelam nada além do já sabido: vocês estavam dentro de alguma construção perfeitamente regular, sem quaisquer elementos que pudessem ajudar a identificar um caminho a seguir. Você observou com atenção e por algum tempo, a ponto de os homens já amedrontados ficarem severamente inquietos. Alguns sussurraram que ficar parado por muito tempo num local como aquele poderia ser perigoso.

Você estava a ponto de desistir quando o limite de sua visão captou algo. Na entrada a sua direita havia uma e apenas uma das pedras lisas do corredor com uma marca de arranhão triplo, quase imperceptível naquela meia-luz fantasmagórica da tocha. Era uma marca muito semelhante àquela que um cachorro deixaria, por exemplo, no solo ao cavar, ou numa árvore ao arranhar sua casca. A pedra de boa qualidade utilizada na construção daquele corredor quase não fora afetada, mas era possível, a olhos atentos, enxergar os tênues arranhões, meramente superficiais, em uma das pedras.

Se aquilo era um joguete para atraí-los a algum lugar, ou se Gondz de fato passara por ali, não era possível saber, tendo em vista que você não conseguia captar qualquer outro indício da passagem do cachorro. Sabia, apenas, que ele era inteligente o suficiente para deixar marcas que pudessem ser seguidas.

- E então, senhorita, achou alguma coisa? Os homens estão ficando inquietos. - sussurou Gedeon, apreensivo.

________________________________________________
Devagar e sempre...



"Ser único, na verdade, é ter coragem suficiente pra viver feliz sem depender dos outros..."
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
zignon
Usuário
avatar

Número de Mensagens : 110
Idade : 37
Localização : Azeroth
Data de inscrição : 18/09/2018

MensagemAssunto: Re: O Conto da Mata Escura - Aventura I (solo) - Yrel Nek'Dur   Qua Dez 05, 2018 9:00 pm

A fada observa com calma, não quer perder nenhum detalhe e seguir o caminho errado, o ambiente ao seu redor é confuso e tenso, os homens estão ansiosos e amedrontados com a demora e permanência no mesmo lugar e quando está no limite da sua esperança observa algo diferente em uma das pedras do corredor a direita.

Yrel esfrega os olhos e se aproxima da pedra e confirma que são três riscos paralelos como se fosse as garras do cão passando por ali, não há outras evidencias, mais é o melhor que tem e pensa que um cachorro inteligente como Gondz poderia, sim, deixar uma marca como pista.

A pequena vira-se para Gedeon na mesma hora que ele lhe pergunta por respostas e ela diz: - Acabei de concluir, o cachorro passou pelo caminho da direita, vamos e levanta voo e segue pelo corredor da direita.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Arvedui
Flooder Master
Flooder Master
avatar

Número de Mensagens : 2161
Idade : 105
Localização : Mundo da Lua
Data de inscrição : 13/07/2008

MensagemAssunto: Re: O Conto da Mata Escura - Aventura I (solo) - Yrel Nek'Dur   Sex Dez 07, 2018 10:42 am

Percepção de Gedeon:

Arvedui efetuou 1 lançamento(s) de dados (d6.) :
2

Reflexos dos demais homens:

Arvedui efetuou 3 lançamento(s) de dados (d6.) :
2 , 5 , 5

________________________________________________
Devagar e sempre...



"Ser único, na verdade, é ter coragem suficiente pra viver feliz sem depender dos outros..."
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Arvedui
Flooder Master
Flooder Master
avatar

Número de Mensagens : 2161
Idade : 105
Localização : Mundo da Lua
Data de inscrição : 13/07/2008

MensagemAssunto: Re: O Conto da Mata Escura - Aventura I (solo) - Yrel Nek'Dur   Sex Dez 07, 2018 10:48 am

Seu grupo caminha por outro longo corredor perfeitamente liso, limpo, cinza e indefinido. Não há sons, não há pegadas, não há novos arranhões, não há qualquer indício de que algum ser vivo tenha passado por ali. Vocês caminham por aproximadamente 30 metros, você sempre à frente, quando então você escuta alguns sons: primeiro, o som de uma engrenagem trabalhando; segundo, um som metálico, como lâminas sendo desembainhadas. Por fim, um grito que, no silêncio sepulcral daquele lugar fez o coração de todos gelar.

Ao olhar para trás, você vê que o caminho foi parcialmente bloqueado por uma série de lâminas muito afiadas que parecia vir do solo e foram acionadas quando Gedeon pisou em um dos tijolos do piso. As lâminas claramente tinham o intuito de empalar um invasor descuidado. O próprio ferreiro escapou por muito pouco, tendo tempo de alertar ao homem que vinha logo atrás. Por sorte - ou por habilidade do ferreiro - nada de mais grave aconteceu.

O homem olhou para você, lívido, enquanto passava cuidadosamente pelo lato das lâminas:

- Sorte sua que você voa, Yrel. Caso contrário, poderia estar em situação ruim agora. É melhor irmos com mais cautela.

Os homens começavam a ficar cada vez mais amedrontados. O ferreiro pôs-se a olhar ao redor em busca de mais armadilhas.

OFF escreveu:
Desconsidere os testes de reflexos. Só seriam necessários caso o ferreiro tivesse errado na percepção.

________________________________________________
Devagar e sempre...



"Ser único, na verdade, é ter coragem suficiente pra viver feliz sem depender dos outros..."
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
zignon
Usuário
avatar

Número de Mensagens : 110
Idade : 37
Localização : Azeroth
Data de inscrição : 18/09/2018

MensagemAssunto: Re: O Conto da Mata Escura - Aventura I (solo) - Yrel Nek'Dur   Sab Dez 08, 2018 2:10 am

A pequena se assusta com o barulho e com as lâminas que vê ao se virar e diz: - Desculpe Gedeon, vou mais devagar e observando melhor, me perdoe.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Arvedui
Flooder Master
Flooder Master
avatar

Número de Mensagens : 2161
Idade : 105
Localização : Mundo da Lua
Data de inscrição : 13/07/2008

MensagemAssunto: Re: O Conto da Mata Escura - Aventura I (solo) - Yrel Nek'Dur   Seg Dez 10, 2018 5:38 pm

Ao continuar por mais alguns metros, vocês chegar a uma curva à direita no caminho. Nesse ponto, Gedeon assume a frente e sonda cuidadosamente a dobra no caminho, na tentativa de identificar quaisquer eventuais armadilhas ou inimigos na espreita. Após um bom tempo de análise, volta-se e chama a todos. O caminho estava limpo.

Novamente, um longo corredor de presa lisa, perfeitamente polida e sem marcas visíveis. A monotonia da paisagem começava a enervar os homens amedrontados, e quanto mais fundo adentravam na caverna, mais você e seu grupo sentiam frio. Até que, por fim, chegaram a uma segunda bifurcação. Ou melhor, "trifurcação". O caminho segue reto, mas há também um corredor à direita e outra à esquerda. Todos exatamente iguais, num primeiro olhar.

OFF escreveu:
Caso você deseje tentar novamente verificar algum sinal, só rolar teste de habilidade. Eu te sugiro fazer um mapa à mão mesmo, ou no paint, ou onde você desejar, pra ir acompanhando os caminhos. Essa caverna é pequena, mas é bem intrincada.


________________________________________________
Devagar e sempre...



"Ser único, na verdade, é ter coragem suficiente pra viver feliz sem depender dos outros..."
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
zignon
Usuário
avatar

Número de Mensagens : 110
Idade : 37
Localização : Azeroth
Data de inscrição : 18/09/2018

MensagemAssunto: Re: O Conto da Mata Escura - Aventura I (solo) - Yrel Nek'Dur   Seg Dez 10, 2018 8:21 pm

Yrel segue tranquila em frente, sua preocupação é que os homens fiquem com medo e desistam e acabam chegando em um bifurcação de três caminhos e para para analisar e fala para Gedeão fazer o mesmo.


Teste de Habilidade

Spoiler:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Arvedui
Flooder Master
Flooder Master
avatar

Número de Mensagens : 2161
Idade : 105
Localização : Mundo da Lua
Data de inscrição : 13/07/2008

MensagemAssunto: Re: O Conto da Mata Escura - Aventura I (solo) - Yrel Nek'Dur   Ter Dez 11, 2018 7:04 pm

Tanto você quanto o ferreiro observam atentamente o início de cada corredor. Os demais homens ajudam, mas sempre com medo. Da parte dos humanos, contudo, você não obtém nada de proveitoso. Os olhos deles não são bons como os seus.

Observando o corredor da esquerda, porém, você nota pequenas poças de água no solo, como se alguém molhado tivesse caminhado por ali e deixado pingos pelo solo. O que isso significava, contudo, você não soube precisar. No caminho da direita, ao contrário, você encontra outra daquelas marcas de arranhões que parecem pertencer a Gondz.

No caminho que segue em frente, você nada percebe que possa ser de ajuda, a não ser o fato de que o corredor, seguindo em frente, fica mais largo, o suficiente para que uma carroça, por exemplo, passe por ele com tranquilidade.

________________________________________________
Devagar e sempre...



"Ser único, na verdade, é ter coragem suficiente pra viver feliz sem depender dos outros..."
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
zignon
Usuário
avatar

Número de Mensagens : 110
Idade : 37
Localização : Azeroth
Data de inscrição : 18/09/2018

MensagemAssunto: Re: O Conto da Mata Escura - Aventura I (solo) - Yrel Nek'Dur   Qua Dez 12, 2018 4:13 pm

Yrel observa pequenos detalhes em cada um dos caminhos e está prestes a decidir o caminho da direita por coerência de seguir os arranhões quando decide que é melhor ouvir o que seu coração de fada diz.


Teste de Habilidade:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
zignon
Usuário
avatar

Número de Mensagens : 110
Idade : 37
Localização : Azeroth
Data de inscrição : 18/09/2018

MensagemAssunto: Re: O Conto da Mata Escura - Aventura I (solo) - Yrel Nek'Dur   Qua Dez 12, 2018 8:12 pm

Yrel ouve seu coração e ele parece estar alinhado com a sua mente, pois o corredor com água, aquela distância da entrada fala mais de uma infiltração de algum rio ou lado da floresta que os pingos de alguém caminhando e parecem ser demasiado abundante para ser suor.

O corredor que se alarga, porém se a larga a partir daqui e não antes e o das marcas de arranhões mostrava uma continuidade com a pista inicial que a levara até ali, volta-se para o ferreiro e diz: - O caminho da esquerda tem alguns pontos de água com se estivesse pingando água da estrutura, que acusaria uma fissura na estrutura ou alguém passou molhado por aqui, o que não é provável, mas pode haver um lago ou rio seguindo este corredor, o corredor do meio tem um grande alargamento a frente e o da direita tem a marca de alguns arranhões como observamos lá atrás e portanto, por coerência proponho este caminho, mas se quiserem investigar alguma fonte com água podemos ir no caminho à esquerda e fica planando aguardando a sua decisão.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Arvedui
Flooder Master
Flooder Master
avatar

Número de Mensagens : 2161
Idade : 105
Localização : Mundo da Lua
Data de inscrição : 13/07/2008

MensagemAssunto: Re: O Conto da Mata Escura - Aventura I (solo) - Yrel Nek'Dur   Qui Dez 13, 2018 1:44 pm

Percepção do Ferreiro:

Arvedui efetuou 1 lançamento(s) de dados (d6.) :
3

________________________________________________
Devagar e sempre...



"Ser único, na verdade, é ter coragem suficiente pra viver feliz sem depender dos outros..."
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Arvedui
Flooder Master
Flooder Master
avatar

Número de Mensagens : 2161
Idade : 105
Localização : Mundo da Lua
Data de inscrição : 13/07/2008

MensagemAssunto: Re: O Conto da Mata Escura - Aventura I (solo) - Yrel Nek'Dur   Qui Dez 13, 2018 1:48 pm

O ferreiro até pensou em propor que o grupo se dividisse a fim de que pudesse cobrir toda a extensão do lugar, mas os homens estavam amedrontados demais e viam em você uma figura etérea que poderia protegê-los de todos os perigos.

- Seguiremos você por qualquer caminho que adote. - os homens apenas confirmam balançando suas cabeças trêmulas.

Dito isso, vocês viram à direita e, após alguns metros de caminhada, dão de frente com uma porta, a qual é feita de madeira, exceto pelas dobradiças e pela fechadura, que são de ferro muito resistente. Gedeon gasta algum tempo avaliando a porta, do chão até o teto, com a tocha bem próxima, de modo que a luz lhe possibilitasse uma análise mais acurada. A primeira armadilha, da qual haviam escapado por pouco, havia deixado o ferreiro reticente.

Muito delicadamente, o homem toca na maçaneta e a gira. Percebe, contudo, que a porta está trancada.

- Não vejo nada problemático, a não ser a porta trancada. Podemos derrubá-la, no entanto, mas isso fará barulho. - fala mais para si do que para os demais.

OFF escreveu:
Caso deseje examinar a porta, rola um teste de habilidade também. Relembrando: 1d6, aí você compara com sua habilidade. Se der igual, ou menor, é sucesso. Um resultado 1 é sempre um sucesso, ainda que seu atributo seja 0.

________________________________________________
Devagar e sempre...



"Ser único, na verdade, é ter coragem suficiente pra viver feliz sem depender dos outros..."
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
zignon
Usuário
avatar

Número de Mensagens : 110
Idade : 37
Localização : Azeroth
Data de inscrição : 18/09/2018

MensagemAssunto: Re: O Conto da Mata Escura - Aventura I (solo) - Yrel Nek'Dur   Qui Dez 13, 2018 3:18 pm

Yrel ouve o ferreiro dizer que a porta está trancada e que podem derruba-la à força com certa dificuldade e ela pede para examinar antes de decidir.


Teste de Habilidade:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: O Conto da Mata Escura - Aventura I (solo) - Yrel Nek'Dur   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
O Conto da Mata Escura - Aventura I (solo) - Yrel Nek'Dur
Voltar ao Topo 
Página 3 de 3Ir à página : Anterior  1, 2, 3
 Tópicos similares
-
» As aventuras do Detetive Águia
» Mage Knight Solo - domingo 09/03
» D&D 5e sendo traduzido
» Jogo Solo!
» Mage Knight - Solo Conquest

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Mundo RPG :: PLAY BY FÓRUM :: Jogos :: Medieval (3d&t)-
Ir para: