Mundo RPG

O Lar do Rpgista Brasileiro
 
InícioInício  PortalPortal  GaleriaGaleria  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-se  

Compartilhe | 
 

 Aventura I

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2, 3, 4  Seguinte
AutorMensagem
Arvedui
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1799
Idade : 104
Localização : Mundo da Lua
Data de inscrição : 13/07/2008

MensagemAssunto: Aventura I   Ter Dez 20, 2016 8:10 pm

Era quase noite em Sambúrdia. Uma chuva incomum para a época do ano caía gelada, após tantos e tantos dias de sol forte, que queimava a nuca dos viajantes. O tempo mudara no início da manhã, com densas nuvens cinzentas assomando no limiar da visão, aproximando-se cada vez mais do grupo ao longo do dia, conforme prosseguiam em sua penosa caminhada por um reino extenso, repleto de florestas (na verdade, IMERSO em uma grande floresta: Greenaria) e pouquíssimo povoado.

O grupo havia chegado ao reino a bordo de um barco clandestino - na verdade, um barco pirata -, cruzando a lança de Hynnin e desembarcando na costa próxima a Mehnat. Fora uma viagem longa desde Deheon, "base operacional" do grupo. Mas esperavam que valesse à pena: buscavam, na longínqua Sambúrdia, a espada "Destruidora do Mal" que, segundo as lendas locais, era o único artefato capaz de aniquilar o Destruidor de Mundos, o qual jazia adormecido em algum lugar do reino. Diziam as lendas que essa espada encontrava-se escondida na Tumba de Morkh Amhor.

Na verdade, essa era uma lenda que atraía uma quantidade considerável de aventureiros, mercenários, ladrões e toda sorte de pessoas que ansiavam por fama, pela glória de, possivelmente, salvar o mundo, ou simplesmente pelos rendimentos fáceis que uma arma supostamente mágica e potencialmente sagrada poderiam gerar no mercado negro. Ninguém jamais confirmara a suposta existência de tal artefato.

O estranho grupo, no entanto, havia decidido confirmar por si próprio a tal lenda. Não eram ainda aventureiros experientes, tampouco eram novatos, mas todo processo de amadurecimento passava por uma aventura como aquela, rumo ao desconhecido e com possibilidade duvidosa de lucros. Ainda sim, parecia melhor do que simplesmente vender as habilidades para um nobre  gorducho qualquer metido em intrigas palacianas, arriscando o pescoço por alguns trocados e um punhado de prostitutas desnutridas.

Podia-se dizer que aquele grupo, na contramão das regras de Arton, funcionava como um "freelancer": faziam seus próprios rendimentos, embora vez por outra aceitassem algum trabalhinho sujo em troca de umas poucas moedas. A regra, contudo, era seguir a própria vontade. E era isso o que faziam naquele fim de tarde agourento e chuvoso.

Já era o quarto dia de viagem desde que haviam deixado Mehnat, e tinham ainda pelo menos quatro vezes esse tempo de marcha, se o clima e o terreno ajudassem. Até aquele momento, houvera trilhas e estradas pelo caminho, cortando as plantações e pomares que faziam a riqueza de Sambúrdia. Contudo, aproximadamente no meio desse dia, o grupo precisara deixar o conforto e a segurança da estrada para continuar seguindo ao norte, rumo à Tumba de Morkh Amhor.

Desde o início do dia já avistavam à frente uma imensa a borda da imensa massa florestal que compunha a Greenaria. A floresta estava em seu caminho: se continuassem em linha reta, seria necessário enfrentá-la. Havia, é claro, a possibilidade de contornarem caminho, embora isso fosse aumentar sua viagem em incontáveis dias.

De todo modo, a noite chegava vagarosa, prometendo ser chuvosa, fria e desconfortável. Durante toda a viagem desde Mehnat, não houvera uma estalagem, taberna ou sequer um prostíbulo na beira da estrada, onde os viajantes pudesse comer algo quente e ter uma noite de sono livre de insetos, formigas e coceira. A viagem era estafante e as noites desconfortáveis. Com a chuva, a promessa era de mais desconforto, embora houvesse árvores à vontade debaixo das quais o grupo pudesse se proteger da chuva.

A noite chegou de repente, o manto de Tenebra, a deusa das trevas, cobrindo o verde de Sambúrdia com uma coberta cinzenta. Dentes trincavam de frio - afinal, aquele frio era comum? -, barrigas roncavam de fome, pés (ou cascos) doíam de cansaço. Os aventureiros sentiam que era hora de uma pausa.

Justamente quando se preparavam para armar acampamento debaixo de um grupo de árvores que pudesse lhes proporcionar ao menos um frágil abrigo contra a chuva, o Espectro e Jackbalis, com sua excelente visão noturna, puderam divisar à distância, talvez a pouco menos de 10 quilômetros do ponto onde estavam, o contorno cinzento de um vilarejo: casas pequenas e pobres, mas, indubitavelmente, com tetos. O que poderia representar uma considerável evolução, levando-se em conta que provavelmente dormiriam sobre troncos de árvore.
OFF:

Mapa da região de Sambúrdia, em Arton:

Spoiler:
 

________________________________________________
Devagar e sempre...


Última edição por Arvedui em Ter Dez 20, 2016 9:01 pm, editado 3 vez(es) (Razão : Editado para acrescentar imagem ao Post. Correção de passagens duplicadas.)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Elessar III
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 554
Data de inscrição : 03/12/2010

MensagemAssunto: Re: Aventura I   Qua Dez 21, 2016 8:48 pm

Uma Viagem cansativa um grande Minotauro já estava cansado não pela longa jornada mas porque até o momento sua sede de luta estava contida desde que embarcaram não havia esmurrado ninguém não havia sentido Adrenalina em seu corpo.

A caminhada continuava parecia que não havia fim a floresta ficava cada vez mais densa e escura fria e sem nada para bater esmurrar o mesmo alguma coisa para comer.

- Mas que m**** alguém me diga quanto tempo ainda vai demorar Quero chegar logo em algum lugar esmurrar algum coitado que eu não goste da cara.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Goran Pandev
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 973
Idade : 31
Data de inscrição : 23/07/2008

MensagemAssunto: Re: Aventura I   Qua Dez 21, 2016 9:00 pm

Estávamos cansados demais e a jornada ainda seria longa, porém algo inesperado nos encontrar e devemos tomar uma decisão logo ainda mais com esse frio que arranca suspiros de todos.

Ao visualizar na penumbra aquele pequeno vilarejo olho para o elfo negro e falo baixo:

- Irei me teleportar com o minotauro para mais próximo do vilarejo para avaliarmos o ambiente, nos esperem que virei busca-los caso não haja perigos...

Ao término das palavras me teleporto até o lado do minotauro e ouço suas reclamações e digo:

- Chegou a hora de agir grandão, há um vilarejo aqui próximo....

Ao término das palavras encosto nele e me teletransporto para uma distância segura do vilarejo e também que ambos possam ter uma boa visão do local.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Elessar III
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 554
Data de inscrição : 03/12/2010

MensagemAssunto: Re: Aventura I   Qua Dez 21, 2016 9:22 pm

Teleporte eu jamais vou me acostumar com essa coisa. Assim reclamava o Minotauro sussurrando para si mesmo enquanto se recuperava do teleporte uma coisa não muito agradável a final.

-Eu prefiro caminhar mesmo, vamos logo procurar um lugar que tenha comida.

Passar desapercebido e se preocupar com emboscadas não era lá o forte do Minotauro Afinal para ele uma boa luta era uma luta com um espetáculos e quanto mais gente pudesse ver melhor
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Paulo
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 183
Idade : 30
Data de inscrição : 30/07/2008

MensagemAssunto: Re: Aventura I   Qui Dez 22, 2016 6:57 am

O bardo ponderava se valia a pena entrar pela Greenaria, uma floresta tão densa e extensa poderia ser difícil e atrasar muito a viagem sem alguém que a conhecesse. Talvez contornar a floresta pelo rio Soupar não fosse um grande atraso...

- O que aconteceu? Onde esses dois foram?

O bardo olha ao redor pra ver se percebe alguma coisa estranha ou se alguém tem a resposta.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
DEATH
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1017
Data de inscrição : 15/11/2010

MensagemAssunto: Re: Aventura I   Qui Dez 22, 2016 7:43 am

Toda aquela viagem castigava seu ser, pois o Sol, aquela estrela desproporcionalmente grande castigava-o, obrigando-o a sempre procurar abrigo ou usar equipamento completo para se ocultar e fugir de seu açoite. Mas para sua sorte, o clima estava mudando, se tornando muito mais favorável a sua pessoa, embora tenha percebido um frio anormal.

Após alguns dias de viagem, quando estavam prestes a acampar no meio do nada, conseguiu junto de seu irmão de armas avistar ao longe o contorno do que deveria ser uma cidade. Seu irmão logo falou e acenou concordando.


Citação :
- Irei me teleportar com o minotauro para mais próximo do vilarejo para avaliarmos o ambiente, nos esperem que virei busca-los caso não haja perigos...


- Melhor leva-lo logo para socar algo ou ele acabará socando um de nós hehe

E então se aproximou um pouco mais do grupo, sabia como por vezes aquele mago era impulsivo e esquecia de avisar os outros, aparecendo e desaparecendo como bem entendia.


Citação :
- O que aconteceu? Onde esses dois foram?


- Foram até uma possivel cidade dar uma olhada, alguns quilometros daqui. Enquanto isso vamos delimitar um perímetro. Estarei nas sombras de olho em vocês... hehe

Propôs agir para ja estarem adiantados caso não tenha resultado frutífero sua ida até a cidade, delimitando o espaço ao redor, procurando algum ponto de observação considerável, talvez em alguma árvore, que pudesse ficar de olho no grupo e ao redor.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Elessar III
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 554
Data de inscrição : 03/12/2010

MensagemAssunto: Re: Aventura I   Qui Dez 22, 2016 1:24 pm

- Arrrrrrrrrrr Essa demora me irrita...

O Minotauro podia estar cansado fisicamente, mas isso não era o que lhe irritava mas sim a falta de alguma ação, podia não transparecer mas a ideia de caçar a própria comida era melhor que a ideia de chegar em um povoado no meio do nada. Nem mesmo um bom bar de viajantes aqui deveria ter, não que os bares não fossem bons mas que o que mais lhe agradava eram tavernas imundas e baratas, onde podia extravasar sem se preocupar, afinal um lugar assim só se frequenta vagabundos ou gente a procura de uma boa briga.

-Ei Jackbalis... sabe que lugar é esse? Não sou bom com mapas sigo meus instintos...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ninja
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1150
Idade : 21
Localização : Na frente do Pc
Data de inscrição : 29/11/2010

MensagemAssunto: Re: Aventura I   Qui Dez 22, 2016 2:49 pm

Caminhar para o Ronin não era pesaroso, era um costume, adquirido por nunca se fixar num lugar.
Ele era um dos pouco que não reclamava da caminhada. Já havia caminhado por muito tempo, por tantos lugares, que aquilo para ele parecia apenas uma pequena caminhada matinal.
Após o grupo finalmente se cansar, e decidirem montar acampamento, dois de seus companheiros notam estranhas estruturas a um distancia considerável. Tão rápido notam isso, o teleporter e se move até o local, levando junto o minotauro.
Seu companheiro sombrio começa a vigiar o perimetro, verificando o local e procurando um lugar bom para observar ao redor.
O ronin resolve se preocupar com outras coisas. Ele começa a olhar em volta, procurando qualquer coisa para comer, pois não estava afim de usar seus mantimento agora:
-Mas que caralhos é isso? - Dizia ao se deparar com uma forma ovalada, muito grande para ser um ovo de qualquer tipo que ja tenha conhecido, num amarelo vivo, e de um cheiro razoavelmente enojante:
Acho que vou usar isso para sacanear aquele bovino safado. Diz enquanto pega o quer quer que seja aquilo e guarda em sua bolsa.

________________________________________________
Kung Lao, Jogador de Chapelão



Última edição por Ninja em Sex Dez 23, 2016 7:50 am, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://italicox.blogspot.com.br/
Paulo
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 183
Idade : 30
Data de inscrição : 30/07/2008

MensagemAssunto: Re: Aventura I   Qui Dez 22, 2016 3:42 pm

Não parecia provável que fosse aparecer alguém ou acontecer alguma coisa por ali, mas se o homem de sortilégios podia prever algo ou se era hábito, certamente era melhor estar preparado.

Se coloca á beira do caminho, confere se seu amigo cascudo está bem e verifica a afinação de seu instrumento.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Arvedui
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1799
Idade : 104
Localização : Mundo da Lua
Data de inscrição : 13/07/2008

MensagemAssunto: Re: Aventura I   Qui Dez 22, 2016 4:20 pm

O mago e o minotauro, ao se teleportarem para as proximidades do suposto vilarejo, percebem que se trata tão-somente de um vilarejo - minúsculo, diga-se de passagem -, igual a tantos outros perdidos no meio de Arton, principalmente num reino tão pouco povoado quanto Sambúrdia. Há não mais que duas dezenas de casas em volta de uma rua principal (com outras secundárias) e, no meio dessa rua, um arremedo de praça, onde provavelmente se dá todo o comércio do local.

O detalhe perturbador, contudo, é que no vilarejo a dupla - ou, mais precisamente, o mago - não viu nenhum sinal dos habitantes do lugar. As casas, a rua principal e ruelas laterais, além da própria praça central encontravam-se em ótimo estado de conservação, não dando sinais de abandono. Contudo, todas as portas e janelas encontravam-se fechadas. Carroças encontrava-se estacionadas no que parecia ser um estábulo comunitário, mas as manjedouras e bebedouros estavam vazios.

===========

Do outro ponto, o restante do grupo rapidamente mapeou o perímetro: estavam no alto de uma pequena elevação em meio a tantas outras que definiam o terreno florestal de Sambúrdia. Ao seu redor, podiam ver a enorme floresta assomando, principalmente à frente - onde ficava a porção de mata chamada "Floresta das Escamas Verdes". Dizia-se que, nesse ponto em específico, havia dragões (daí o nome do local). De resto, algumas plantações esparsas, provavelmente dos colonos do vilarejo mais à frente.

Nada mais que pudesse ser relevante nesse momento.

Contudo, a chuva começava a se intensificar. Com ela, o sopro gelado da noite de Tenebra - a deusa das trevas - fazia cada um sentir o suave e doloroso pinicar de facas gélidas em toda a volta do corpo.

________________________________________________
Devagar e sempre...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Paulo
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 183
Idade : 30
Data de inscrição : 30/07/2008

MensagemAssunto: Re: Aventura I   Qui Dez 22, 2016 5:11 pm

- Tenebra, sempre marcando presença com sua sutileza... Diz o bardo com um sarcasmo amargo, pois o tempo não o agradava.

- Se esta floresta for realmente como contam as histórias, o melhor é evitá-la.

=====

[OFF] Mestre, o vilarejo fica em que direção? Entre nosso caminho e a tumba de Mork Amhor? E a distância entre a vila e a floresta? [OFF]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Goran Pandev
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 973
Idade : 31
Data de inscrição : 23/07/2008

MensagemAssunto: Re: Aventura I   Qui Dez 22, 2016 10:04 pm

Logo após o teletransporte fico a observar o vilarejo e a falta de movimentação me intrigou, pois ela não parece ser abandonada. Meus pensamentos são interrompidos com a pergunta do minotauro e assim o respondo:

- Era para ser um vilarejo comum, porém não há nenhuma movimentação nela e não sei por que isso. Não acho prudente entrarmos nela sozinhos. O elfo pode nos ajudar com a astúcia dele.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Elessar III
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 554
Data de inscrição : 03/12/2010

MensagemAssunto: Re: Aventura I   Qui Dez 22, 2016 10:31 pm

Eu não preciso de astúcia deixa eu dar uma olhada aqui para ver se encontro alguma coisa

Assim respondeu Minotauro e quanto ou de trava a Vila com seus pesados Passos sem a menor intenção de ser discreto mas sim chamar atenção de quem quer que seja entender um pouco porque não tinha ninguém ali

Quem sabe se eu bater com carinho alguém me atende?

Disse isso enquanto só acaba a primeira porta que apareceu na sua frente a fim de verificar seu interior de algumas daquelas coisas estava tão vazia quanto o restante da rua
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Goran Pandev
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 973
Idade : 31
Data de inscrição : 23/07/2008

MensagemAssunto: Re: Aventura I   Sex Dez 23, 2016 11:49 am

O minotauro era sutil que nem um elefante entrando no vilarejo. Todo esse silêncio não de deixa ficar tranquilo, ainda mais agora tendo um minotauro e meio-orc adentrando sem se importar com os barulhos que fazem.

Para nos ajudar com a retaguarda decido abrir um portal entre os dois locais, onde estamos e onde estão os outros, para que todos fiquem juntos.

Ao me aproximar deles os informo dá situação, silêncio, aparente abandono.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Elessar III
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 554
Data de inscrição : 03/12/2010

MensagemAssunto: Re: Aventura I   Sex Dez 23, 2016 11:54 am

Olá tem alguém em casa Viajantes passando

Não tem ninguém que mala e quebraram as portas se tem alguém ao menos vão reclamar e vamos saber o que é que está acontecendo nesse maldito lugar assim eu pensava a Fera
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Paulo
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 183
Idade : 30
Data de inscrição : 30/07/2008

MensagemAssunto: Re: Aventura I   Sab Dez 24, 2016 10:31 am

- Vamos lá antes que o minotauro ache confusão. Não é muito sensato deixá-lo sozinho.

O bardo que já estava preparado para o combate se aproxima do portal e o atravessa.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ninja
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1150
Idade : 21
Localização : Na frente do Pc
Data de inscrição : 29/11/2010

MensagemAssunto: Re: Aventura I   Sab Dez 24, 2016 11:48 am

-Esse boi deve ta comendo capim estragado..só pode...
Seguindo o bardo, atravessa o portal, ainda alerta.

________________________________________________
Kung Lao, Jogador de Chapelão

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://italicox.blogspot.com.br/
Arvedui
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1799
Idade : 104
Localização : Mundo da Lua
Data de inscrição : 13/07/2008

MensagemAssunto: Re: Aventura I   Sab Dez 24, 2016 12:22 pm

Mago e minotauro adentram a vila, pisando pesado, fazendo barulho, de modo a chamar a atenção de possíveis moradores. Ora, se na escuridão da noite não havia luz nas casas, nem sequer um lampião acesso, era muito improvável que houvesse moradores ali. De fato, Sambúrdia era conhecido por ser um reino pouco povoado, não seria incomum encontrar uma vila pouco habitada ou abandonada. Aquela, no entanto, não parecia abandonada, já que se conservava limpa e aparentemente funcional.

O Minotauro, ao bater à porta de um dos casebres, não obteve qualquer resposta, a não ser o mesmo silêncio e um eco fantasmagórico de sua própria batida, que ressoou noite adentro. Ao adentrar o casebre, encontrou um local arrumado e bem cuidado, embora pobre e com poucos móveis. Vivia - ou devia viver - gente ali, mas não havia sinal do morador nem deste e nem dos demais casebres.

Do outro ponto do acampamento, enquanto a equipe procedia aos preparativos para acampar, a chuva virou tempestade, com gotas gordas caindo nas costas dos aventureiros e doendo em seus olhos. Da bolsa de Tenshu soa um zumbido baixo, mas perfeitamente audível, mesmo contra o barulho da tempestade.

________________________________________________
Devagar e sempre...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
DEATH
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1017
Data de inscrição : 15/11/2010

MensagemAssunto: Re: Aventura I   Sab Dez 24, 2016 3:43 pm

Os arredores pareciam tranquilos, nenhum perigo iminente a vista, a não ser aquele clima que a cada instante parecia piorar. Estava ocupado fazendo sua ronda e vendo se algo poderia atrapalha-los quando um portal se abriu, era sinal que deveriam ir, coisa daquele mago...

Citação :
- Vamos lá antes que o minotauro ache confusão. Não é muito sensato deixá-lo sozinho.

-Esse boi deve ta comendo capim estragado..só pode...

- Será que sobrou algo da vila? hehe

Apenas brincou ja se dirigindo e atravessando o portal, atento pois nem sempre que o mago abria o portal estava do outro lado uma recepção calorosa, mas preferia manter as aparências e apenas prestar atenção no que aconteceria.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Elessar III
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 554
Data de inscrição : 03/12/2010

MensagemAssunto: Re: Aventura I   Sab Dez 24, 2016 7:01 pm

Então as portas se abriram dentro estava tão vazio quando lá fora. Bem se não tinha ninguém em casa tão mal não faria entrar e procurar alguma coisa para comer afinal se realmente tudo ele estivesse deserto não haveria comida em algum lugar mais se encontrar se comida fresca dentro daquela casa significa que alguém estiver ali a pouco tempo não deixaria comida se perder.
Então o Minotauro esquadrinha dentro da residência a procura de uma despensa e Comida de preferência carne para sanar sua fome um pouquinho de curiosidade
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ninja
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1150
Idade : 21
Localização : Na frente do Pc
Data de inscrição : 29/11/2010

MensagemAssunto: Re: Aventura I   Seg Dez 26, 2016 5:18 pm

Teste de Habilidade::
 

________________________________________________
Kung Lao, Jogador de Chapelão

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://italicox.blogspot.com.br/
Arvedui
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1799
Idade : 104
Localização : Mundo da Lua
Data de inscrição : 13/07/2008

MensagemAssunto: Re: Aventura I   Dom Jan 01, 2017 7:52 pm

O grupo finalmente estava junto, todos na vila que o elfo negro e o mago haviam percebido minutos atrás. Os membros do grupo que haviam ficado para trás (e que agora estavam chegando, via teleporte), puderam perceber, a exemplo dos demais membros que já estavam na vila, que o local parecia vazio (embora não parecesse abandonado).

O minotauro vasculha o casebre à procura de alimento e encontra, em um vão próximo aos fundos da casa, um pouco de carne de porco salgada e frutas secas, o que, mais uma vez, parece evidenciar o fato de o local ser habitado, embora aparente estar completamente vazio.

O Ronin não dá maior atenção ao zumbido que vem de sua bolsa, ainda imaginando ser aquele objeto uma simples pedra, ou quem sabe uma fruta da qual nunca ouviu falar. Contudo, conforme a tempestade se torna mais intensa e os raios começam a cortar o céu, o zumbido se eleva e o ovo começa a vibrar. Nesse momento, uma descarga elétrica perpassa o corpo do Ronin, partindo diretamente de sua mochila, mordendo-lhe o corpo rápida e intensamente, jogando-o ao chão. O ovo rola para fora da mochila e, nesse instante, os demais membros do grupo tomam conhecimento do objeto - muito parecido com uma enorme pepita de ouro - e podem perceber que a superfície da "pedra" encontra-se rachada em vários pontos e parece vibrar intensa e ritmadamente.

A essa altura, todo o grupo já se encontra molhado até os ossos.A tempestade atingiu seu ápice, rugindo e sacudindo o mundo como um brinquedo em mãos gigantes.

OFF:

Dano do choque: 1d (direto, sem defesa)

Arvedui efetuou 1 lançamento(s) de dados d6 (Imagem não informada.) :
2

Quem quiser tentar identificar de que se trata a "pedra" que rolou da bolsa do ronin, lance também um teste de habilidade.

________________________________________________
Devagar e sempre...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Paulo
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 183
Idade : 30
Data de inscrição : 30/07/2008

MensagemAssunto: Re: Aventura I   Dom Jan 01, 2017 8:34 pm

Com o temporal que estava do outro lado deu até vontade de voltar pelo portal. O bardo até tentou falar alguma coisa, mas os trovões dominavam agressivamente qualquer outro som.

OFF
Paulo efetuou 1 lançamento(s) de dados d6 (Imagem não informada.) :
2
Teste para identificar o ovo. H2.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
DEATH
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1017
Data de inscrição : 15/11/2010

MensagemAssunto: Re: Aventura I   Dom Jan 01, 2017 11:55 pm

DEATH efetuou 1 lançamento(s) de dados d6 (Imagem não informada.) :
5

Teste do ovo
H1
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Goran Pandev
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 973
Idade : 31
Data de inscrição : 23/07/2008

MensagemAssunto: Re: Aventura I   Seg Jan 02, 2017 6:55 pm

Todos estavam reunidos numa vila em que os moradores estavam ou escondidos ou nos preparando um ataque e debaixo de um temporal imenso, o corpo molhado com a chuva faz a situação ficar pior a cada passo.

O objeto que rolou da bolsa do Ronin e fez o mesmo cair, chamou a atenção, porém o elfo negro e o invocador podem verificar a situação.

Com minha visão mais aguçada que a dos demais, busco visualizar alguma praça ou alguma casa maior que as demais, iria verificar melhor o local.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Kleiner
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1810
Idade : 32
Data de inscrição : 13/07/2008

MensagemAssunto: Re: Aventura I   Seg Jan 02, 2017 6:55 pm

O membro 'Goran Pandev' realizou a seguinte ação: Dados


'd6' : 1
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://mundorpg.forumbrasil.net
Elessar III
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 554
Data de inscrição : 03/12/2010

MensagemAssunto: Re: Aventura I   Ter Jan 03, 2017 2:30 pm

Trovoadas junto de grandes clarores... Era uma forte tempestade que se aproximava, mas por enquanto estava tudo bem, afinal a dispensa havia algumas previsões que não era lá tudo muito fresco, mas daria para saciar a fome enorme que sentia.
Não encontrou coisas frescas, como ovos, queijo ou frutas, apenas carne salgada e furtas desidratadas, não existia sinais de que o fogareiro havia sido usado recentemente, afinal não havia pão naquele lugar.

-Onde diabos as pessoas foram parar? E pelo visto aqui esta vazio a mais de 7 dias....

Indagava o Minotauro a si mesmo enquanto comia sem se preocupar com os outros do grupo. No mais seja o que for que aconteceu na vila, não haveriam de serem levados a força, pois não havia sinais de luta, ou coisas largadas as pressas na cozinha, ou saíram para viagens longas, pois com toda certeza levariam a carne salgada.

-Ah, vou deixar por conta dos elfos descobrirem algo, eles são melhores em pensar e eu melhor em bater.

Morgoth, procurou um lugar para sentar e esperar até que os outros aparecessem, afinal agora aquela era uma casa cuja a porta estava arrombada, e com toda certeza alguém iria aparecer parar verificar
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Elessar III
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 554
Data de inscrição : 03/12/2010

MensagemAssunto: Re: Aventura I   Ter Jan 03, 2017 3:14 pm

Elessar III efetuou 1 lançamento(s) de dados d6 (Imagem não informada.) :
5
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ninja
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1150
Idade : 21
Localização : Na frente do Pc
Data de inscrição : 29/11/2010

MensagemAssunto: Re: Aventura I   Qui Jan 05, 2017 5:29 am

Naquele dia nada parecia estar dando certo ao Ronin.
Estavam ainda muito longe do que deveriam estar.
Estava chovendo.
E ele levou uma forte descarga elétrica daquele objeto que carregava em sua bolsa, algo aparentemente aleatório e randomicamente impossível de se acontecer.
Mas aconteceu.
Enquanto se levantava do chão sozinho, ja que nenhum de seus companheiros sequer ofereceu a intenção de ajudá-lo a levantar ou de ir ver se estava bem.
-Eu estou bem pessoal, obrigado por se importarem. Imagina, não preciso de ajuda, eu levanto sozinho -Diz para qualquer um que pudesse ouvir.
Talvez aquilo fosse para chamar sua atenção, ou sua fúria, mas o caso é que mesmo assim, o ronin volta a pegar o objeto e o carrega para dentro da casa que fora gentilmente aberta pelo minotauro. Talvez lá de dentro ele pudesse observar melhor o objeto. E talvez pudesse pregar alguma peça naquele bovino com ele.

________________________________________________
Kung Lao, Jogador de Chapelão

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://italicox.blogspot.com.br/
Ninja
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1150
Idade : 21
Localização : Na frente do Pc
Data de inscrição : 29/11/2010

MensagemAssunto: Re: Aventura I   Qui Jan 05, 2017 5:34 am

Ninja efetuou 1 lançamento(s) de dados d6 (Imagem não informada.) :
6

________________________________________________
Kung Lao, Jogador de Chapelão

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://italicox.blogspot.com.br/
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Aventura I   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Aventura I
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 4Ir à página : 1, 2, 3, 4  Seguinte
 Tópicos similares
-
» Testem meu Jogo de Aventura
» De Maceió-AL (SBMO)BR para Fort Lauderdale (KFLL)-EUA - Parte 2
» Segredos,Easter Eggs e mensagens ocultas
» As aventuras do Detetive Águia
» Aventura pelo Mundo dos Selos

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Mundo RPG :: PLAY BY FÓRUM :: Jogos :: Medieval (3d&t)-
Ir para: