Mundo RPG

O Lar do Rpgista Brasileiro
 
InícioInício  PortalPortal  GaleriaGaleria  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-se  

Compartilhe | 
 

 1º Crônica – Pedacinho do Céu – Amaterasu

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Heidi Cavalieri
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1178
Idade : 27
Data de inscrição : 15/07/2008

MensagemAssunto: 1º Crônica – Pedacinho do Céu – Amaterasu   Qui Jan 09, 2014 11:21 pm



Desde que teve permissão para vir à terra, aprendeu muitas coisas, desde pequenas gestos, como grandes sentimentos, aos poucos, a raça humana começava a ficar menos misteriosa e complicada, mas ainda estava longe de ser compreendida.

Alguns seres humanos eram tão desprezíveis quanto os demônios, não acreditam em nada, não tem fé em nada, e para o seu desgosto, encontrou com alguns pelo seu caminho.

É quarta feira, a pensão estava calma, como à tempos não fica. Você esta no seu quarto, meditando, rezando, quando escuta passos apressados batendo no chão de madeira, e em pouco tempo uma batida apressada na porta.

- Castiel, Castiel, desculpa, mas é urgente.

Sem esperar a resposta, Cristopher abre a porta, um dos gerentes que colocou no lugar.

-Me desculpe ir entrando assim, mas é urgente, como já disse. – Ele respira um pouco, fazendo uma pausa, voltando a falar. – Um senhor, já de idade, chegou e pagou adiantado um ano de estadia. Ele já está se acomodando, deve ser seu conhecido, assim que pagou, disse que mais tarde iria conversar com Castiel. Mas apenas de noite. Enfim, o que faço com tanto dinheiro? Temos que pagar algumas contas que estão atrasadas.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Amaterasu
Usuário
avatar

Número de Mensagens : 317
Data de inscrição : 08/10/2013

MensagemAssunto: Re: 1º Crônica – Pedacinho do Céu – Amaterasu   Sex Jan 10, 2014 7:55 pm

Eu interrompo minhas orações e simplesmente vejo Cristopher entrando tão apressado que sequer esperou minha resposta.
-calma,amigo. respire e se acalme. não há motivo para tanta afobação. se temos contas a quitar e esse dinheiro será útil, paguemos as contas. o restante, deixo em suas mãos decidir onde será empregado.
Levo a mão direita ao queixo e pareço pensar um pouco.
-mas antes, me diga em que quarto meu conhecido se instalou, pois desejo apressar nossa conversa.
Fecho novamente os olhos e me ajoelho, pronto para retomar minhas orações.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Heidi Cavalieri
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1178
Idade : 27
Data de inscrição : 15/07/2008

MensagemAssunto: Re: 1º Crônica – Pedacinho do Céu – Amaterasu   Sab Jan 11, 2014 3:14 pm

Ele se acalma um pouco, era muito nervoso e apressado, mas um ótimo gerente de contas, sempre conduziu de forma honesta e transparente, pedindo sua opinião em tudo, antes que tomasse qualquer decisão.

Olhando para você com mais calma, lhe responde:

-Ele está no quarto 19, não sei o que ele tem, mas me parece um pouco diferente. Devem ser as roupas. Enfim, seu nome é Elifas.

Disse se retirando, já pegando o seu tablet, analisando algumas contas.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Amaterasu
Usuário
avatar

Número de Mensagens : 317
Data de inscrição : 08/10/2013

MensagemAssunto: Re: 1º Crônica – Pedacinho do Céu – Amaterasu   Sab Jan 11, 2014 5:57 pm

Esse nome me era familiar de alguma forma, mas eu não sabia onde o tinha ouvido, nem qualquer coisa sobre ele.
Restava me ou esperar, ou ir a seu encontro.
Paciência era uma virtude, mas viver com os humanos me tirava mais dela a cada dia então resolvi ir até o quarto 19.
Simplesmente bati na porta e nada disse esperando que alguém atendesse.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Heidi Cavalieri
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1178
Idade : 27
Data de inscrição : 15/07/2008

MensagemAssunto: Re: 1º Crônica – Pedacinho do Céu – Amaterasu   Dom Jan 12, 2014 1:09 pm

Você bate na porta, e não obtém resposta. Bate novamente, e depois de muito tempo, escuta uma voz rouca, lá no fundo:

- Entre, Castiel.

Assim que entra abre a porta, um misto de sensações invade o seu corpo. Primeiro, um formigamento, inicialmente nos seus pés, subindo pelas pernas, entranhas, tórax, e cabeça. Depois, seu corpo começa a tremer, suando frio por alguns instantes. Apesar de todas essas sensações, você sente-se incrívelmente bem. Como se estivesse meditando no céu.

O homem estava sentado na cama, suas vestes eram simples, calça e camisa de algodão, ambas brancas. Seus olhos, pareciam carregar toda a paz do mundo, de um azul profundo, que reluzia naquele quarto.

Ele acena com a mão para a cama, indicando que você se sentasse. Levanta-se lentamente, caminha até a janela, o sol, que estava lindo naquela tarde, ilumina o contorno do corpo do homem, revelando suas asas brancas, as asas de um anjo. Finalmente, ele quebra o silêncio.

- Já faz muito tempo que esta entre os humanos, Castiel. Como esta se sentindo?

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Amaterasu
Usuário
avatar

Número de Mensagens : 317
Data de inscrição : 08/10/2013

MensagemAssunto: Re: 1º Crônica – Pedacinho do Céu – Amaterasu   Dom Jan 12, 2014 4:11 pm

Eu não tinha muito a fazer após sentir aquela aura de paz toda e ver as asas de um anjo.
Me sentia diferente só por estar ali. mas não conseguia relembrar daquele rosto. estaria em alguma das tarefas sagradas que realizei conjuntamente com os outros anjos?
Apesar disso permaneci de pé, mesmo com o convite para sentar-me.
-fiquei curioso quando me informaram que um possivel conhecido meu se hospedou aqui...veja bem...Elifas,não?
Eu caminhei um pouco de um lado a outro do quarto, não por estar nervoso, mas por ter meio que adaptado esse hábito humano.
-eu não costumo ser lembrado pelos humanos, salvo raras exceções,então me surpreendi. e receio que apesar de me sentir bem, ainda não os compreenda tão bem como deveria. alguns depositam sua fé em motivações errôneas, outro sequer depositam sua fé em algo... é meio frustante, não acha?
Me detenho um pouco e respiro fundo, outro hábito humano.
-mas diga-me, o que veio fazer aqui? algo relacionado as hostes celestiais?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Heidi Cavalieri
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1178
Idade : 27
Data de inscrição : 15/07/2008

MensagemAssunto: Re: 1º Crônica – Pedacinho do Céu – Amaterasu   Seg Jan 13, 2014 3:07 pm

O anjo continua na janela, olhando o pôr do sol, sua expressão era a mesma, mas sua voz indicava o contrário.

- Os seres humanos são criaturas extremamente controversas; enquanto alguns são nobres, bondosos e justos, outros, podem nos surpreender, parecendo ser servos do próprio Lúcifer.


Ele volta-se para você, abre um sorriso, e sua tonalidade de voz novamente se torna um pouco mais grave.

- Não nos conhecemos ainda, embora eu tenha lhe acompanhado por muito tempo. Mesmo um anjo, quando vem para a terra, precisa de sua proteção. Muitas coisas aconteceram durante o período que esteve ausente.

Ele caminha até você, seus movimentos eram leves.

- Alguns demônios, nos últimos anos, tem conseguido passar para esse plano, e você, sabe tão bem quanto eu, que isso é praticamente impossível. O contrato de San Venganza, inúmeros demônios e adeptos estão a sua procura, e também...
- faz uma pausa, voltando depois – há boatos ainda mais remotos, de que Mamom esta tentando vir a este plano.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Amaterasu
Usuário
avatar

Número de Mensagens : 317
Data de inscrição : 08/10/2013

MensagemAssunto: Re: 1º Crônica – Pedacinho do Céu – Amaterasu   Ter Jan 14, 2014 8:25 pm

Pertubador.
Eu já havia ouvido sobre aquelas coisas, mas pensei serem apenas boatos. como ele disse, era quase impossivel. mas havia o quase.
Mamon... o ser de trevas impares. não, definitivamente não poderia acontecer.
Fiz um gesto como se afastasse os pensamentos de minha cabeça e por fim reuni forças para falar
-isso seria desastroso e indesejado. conhece os termos de tais coisas? há algo que eu possa fazer? a humanidade é sim controversa e alguns são tão pecadores quanto lúcifer, mas ainda tem uma chance de redenção. mas com a vinda desses seres para esse plano, tudo muda. acima de tudo, humanos são corruptiveis, amigo... e ter corruptores demoniacos desequilibra as coisas. te pergunto...sabes de algo que possa ser feito?
Havia calma em minhas palavras, mas também temor. mas era minha missão afinal... equilibrar a balança e conceder aos humanos a chance de se redimir perante O Criador.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Heidi Cavalieri
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1178
Idade : 27
Data de inscrição : 15/07/2008

MensagemAssunto: Re: 1º Crônica – Pedacinho do Céu – Amaterasu   Dom Jan 19, 2014 4:24 pm

Ele permanece do mesmo jeito, e sem rodeios, começa a falar.

- No momento, o contrato de San Venganza não é nossa preocupação. Ele esta oculto pelos selos angelicais, e isso ainda não mudou. Os anjos que sabem de sua localização, estão em reclusão total durante séculos, por escolha deles.

Pára por alguns instantes, pesando melhor suas palavras.

- Vou ser claro, não tem como ser ameno em situações como essa. Nossa preocupação é Mamom, a muitos milênios atrás, tivemos o desgosto de sua presença, e foi algo terrível, nem os demônios o querem. Seu próprio pai, Lúcifer, não concorda com seus atos, mesmo amando-o acima de tudo, sabe que é para o bem de todos mantê-lo adormecido. Em seu reino, se ele retornar, não haverá mais humanidade, não haverá mais o que equilibrar. Só haverá dor, destruição, abusos excessivos, ele quer transformar a todos em demônios. Será o fim da terra se isso acontecer.

Seu tom era grave, realmente estava preocupado.

- Não sabemos como ele esta controlando demônios menores, convencendo eles de o ajudarem, ou como ele ira retornar a este plano. Estamos trabalhando para isso ocorra. E você ficou incumbido de proteger e ajudar um grupo que estuda esses acontecimentos, já deve ter ouvido falar sobre o padre Max, que se encontra na Basílica de São Pedro, aqui mesmo, nesta cidade.

Precisamos de você na igreja, essa pensão não é segura, deixe ela com alguém de sua confiança, e jamais deixe que aluguem este quarto, quando estiver em apuros, venha para cá.


Depois de suas palavras, o anjo desaparece.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Amaterasu
Usuário
avatar

Número de Mensagens : 317
Data de inscrição : 08/10/2013

MensagemAssunto: Re: 1º Crônica – Pedacinho do Céu – Amaterasu   Ter Jan 21, 2014 6:49 pm

Sai do quarto e convoquei uma reunião com meus gerentes e lhes passei informações expressas sobre meus planos.
Eu me ausentaria por algum tempo e eles ficariam no comando, devendo deixar o quarto 19 reservado para mim a partir daquele momento.
Não era preciso dizer mais. tinha confiança neles e graças a minhas magias, sabia que eles eram boa gente e cumpririam sua parte no trato, além de honrar nossa amizade.
Me retirei lentamente para fora do hotel e certificando-me de não ser visto, voei rapidamente para a basílica de são pedro.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Heidi Cavalieri
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1178
Idade : 27
Data de inscrição : 15/07/2008

MensagemAssunto: Re: 1º Crônica – Pedacinho do Céu – Amaterasu   Qua Jan 22, 2014 11:28 pm

Tópico trancado, postar no tópico Basílica de São Pedro – Goran.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: 1º Crônica – Pedacinho do Céu – Amaterasu   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
1º Crônica – Pedacinho do Céu – Amaterasu
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Para quem não conhece a transamazônica...
» Selos Personalizados - 50 Anos da Mônica
» Mecânica de Aeronaves - Apostilas e Provas ANAC
» [Brasil] Monomotor faz pouso forçado com políticos em Rondônia
» [Brasil] Construtora negocia aeroporto para aviação executiva em SP

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Mundo RPG :: Arquivo Morto :: JOGOS :: Universo Paralelo :: Arquivos-
Ir para: