Mundo RPG

O Lar do Rpgista Brasileiro
 
InícioInício  PortalPortal  GaleriaGaleria  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-se  

Compartilhe | 
 

 DEBERI - Ventos da mudança

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2  Seguinte
AutorMensagem
DEATH
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1017
Data de inscrição : 15/11/2010

MensagemAssunto: DEBERI - Ventos da mudança    Seg Fev 17, 2014 3:37 pm

O farfalhar das folhas marrons caindo indicavam que logo o inverno chegaria, deveria faltar pouco mais de um mês, já tendo começado os preparativos para a reunião dos druidas no solstício de inverno, um período que antes poderia ser marcado com comemorações, nos últimos anos tem sido de lamentações e pesares.

As cidades cresciam, algumas prosperavam mais, mas a grande maioria estava em desequilíbrio, cresceram mais do que suportavam, proliferando pragas piores do que qual escorpiões ou cobras, era a miséria se espalhando. Ladrões, assassinos, prostitutas.

Nem mesmo a floresta estava se mantendo intocável diante daquela praga que se espalhava, dando cada vez mais trabalho aos druidas e rangers protegerem aquele solo que havia se tornado seu novo lar. Os animais que antes eram completamente dóceis agora estavam assustados e ariscos, com um medo constante de qualquer barulho.

Deberi era um Druida antigo naquela floresta e estava presenciando as mudanças que vinham acontecendo com um ar de seriedade e preocupação. Se tudo continuasse a acontecer como na cidade, logo a vida na floresta estaria arriscada.

Constantemente vivia andando pela floresta, se assegurando que tudo estaria bem, mas naquela manhã isso não aconteceu, pois percebeu uma carcaça de fêmea de alce muito mal abadia e abandonada, provavelmente só pegaram um quilo de carne e deixaram de lado.

A fêmea estava prenha e pelas marcas, havia sofrido muito com tantos golpes de lâmina cega. Havia uma trilha de sangue seco, da noite anterior quando o animal foi abatido, levando provavelmente para uma pequena clareira conhecida, próxima à algumas rochas, um local que por várias vezes já havia encontrado alguns pequenos grupos de viajantes...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Goran Pandev
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 973
Idade : 31
Data de inscrição : 23/07/2008

MensagemAssunto: Re: DEBERI - Ventos da mudança    Seg Fev 17, 2014 3:58 pm

Deberi estava acostumado com sua floresta, sabia onde encontrar cada animal, cada ser vivo nela, porém, os últimos tempos não estão sendo nada agradáveis. Os animais estão agitados e ariscos, estão com medo.

E se isso continuar, a vida na floresta será muito complicada a cada dia que passar.

Toda as manhãs caminho pelas florestas, conversando com animais e plantas, porém nessa manhã não pude manter minha rotina. Logo cedo encontro um alce fêmea, abatido, porém apenas pouca quantidade de carne foi retirada.

Ao verificar a trilha percebi um rastro de sangue a qual leva a lugar conhecido. Prontamente chamo Galax, meu companheiro em todas as horas para acompanhar até o local e assim o faço. Começo a correr na direção que o rastro leva.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
DEATH
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1017
Data de inscrição : 15/11/2010

MensagemAssunto: Re: DEBERI - Ventos da mudança    Ter Fev 18, 2014 9:37 am

Seu fiel companheiro não demora em aparecer, seguindo-o enquanto corre pela trilha de sangue em meio a mata. Enquanto corria, podia ver as marcas da noite anterior, com vários galhos e plantas pisadas de qualquer jeito, com sangue seco começando a atrair insetos, uma trilha que ate um humano da cidade poderia seguir.

Conforme se aproximou da clareira, suas suspeitas se tornaram certezas. Ainda era possível sentir o cheiro de madeira e carne queimada, conseguindo distinguir uma voz mais alta e a outra baixa.

- Acorda cambada, o sol ja levantou ! Temos que voltar logo pra cidade cambada de inuteis. - Disse a voz em tom mais alto, mandando.

- Cala a boca, Jeremy, to ate agora passando mal com aquela carne que você estragou... Disse o outro, com a voz mais arrastada e baixa.

Era possível ver por entre os galhos que eram três, um deles parecia ainda estar dormindo. Havia uma pequena fogueira no meio, com uma panela virada. Próximo aonde estavam, haviam varias garrafas jogadas no chão. Era possível ver também uma espada velha manchada de sangue e todos carregavam o que pareciam ser facas, exceto o que dormia, que tinha uma espada a seu lado.

[off: e agora? tu ta furtivo na mata pq ainda não te viram e tem vantagem da surpresa, oq vai fazer? ehehe]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Goran Pandev
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 973
Idade : 31
Data de inscrição : 23/07/2008

MensagemAssunto: Re: DEBERI - Ventos da mudança    Sex Abr 11, 2014 9:35 am

OBS: voltei!!!

__________________________

Enquanto seguia pela trilha percebo que não se preocuparam em esconder suas pegadas, ficando fácil a descoberta do local. Assim que me aproximo ouço algumas vozes, porém, há ainda um sujeito deitado, o qual possui uma espada enquanto os outros possuem apenas facas.

Olhando rapidamente em volta decido abrir um buraco embaixo daquele que possui a espada e fazê-lo cair dentro dele em seguida faço a terra o cobrir novamente. E meu fiel companheiro ataca aquele que está em pé para derrubá-lo e imobilizá-lo.

Logo após a aparição do tigre também revelo meu rosto enquanto digo:

- Não façam nada para o bem de vocês...

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
DEATH
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1017
Data de inscrição : 15/11/2010

MensagemAssunto: Re: DEBERI - Ventos da mudança    Sex Abr 11, 2014 11:05 pm

O ataque de Deberi foi uma explosão selvagem que pegou todos completamente desprevenidos. O que caiu no buraco nem teve tempo de gritar e foi engolido pela terra, devorado pelo chão. Aquele que foi atacado pelo tigre começou a gritar assustado e quando tentou sacar sua faca para se defender, em vez de segura-la acabou fazendo-a cair afastada dele, ficando completamente a mercê da fera, chegando a urinar nas calças.

O outro se levantou correndo, mas estava segurando uma faca corretamente, mas tremia bastante devido a adrenalina do susto que receberam, olhando ao redor como se procurassem mais atacantes, com medo que algo pulasse da mata para acerta-lo.

- Pra trás monstros !!! Vocês não sabem com quem estão lidando! Vão embora senão mato vocês aqui mesmo!!!

Vociferava o homem, como se estivesse afirmando para si mesmo de que seria capaz de enfrentar o druida ou o felino a altura, utilizando apenas uma faca. Do lado oposto ao do acampamento, surge correndo um homem, estava com uma espada na mão direita enquanto que a esquerda segurava a calça, ainda aberta, provavelmente sendo pego de surpresa numa hora incomoda.

O homem não diz nada, apenas olha a cena e parte gritando para cima do felino, brandindo a espada no ar, mais para tentar afasta-lo do que acerta-lo, mostrando não saber utilizar tal arma. O tigre, para não ser acertado, recua para o lado do druida, aguardando algum comando para atacar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Goran Pandev
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 973
Idade : 31
Data de inscrição : 23/07/2008

MensagemAssunto: Re: DEBERI - Ventos da mudança    Sab Abr 12, 2014 9:45 am

O elemento surpresa nos favoreceu. Estávamos em vantagem, talvez o mais perigoso sucumbiu diante do poder da terra, agora restou apenas mais 3, sendo que um está morrendo de medo, outro paralisado em pé e o tercei com as calças nas mãos vindo na direção do felino.

Imediatamente faço um movimento com minhas mãos e as plantas que existem no local prendem as pernas desse que está com a espada em mãos. A magia segurar inimigo irá funcionar muito bem nesse momento.

Galax não precisou esperar por um comando, assim que viu o seu oponente ser paralisado voltou para cima daquele que está ao chão, para impossibilitá-lo de realizar ações.

Enquanto isso, caminho lentamente para mais perto daquele que está com a faca em mãos dizendo:

- Sou o protetor dessa floresta e o que fizeram aqui não tem perdão. Digam, o que vieram fazer aqui, não permito que os animais sejam maltratados em meus domínios. Sejam sinceros que deixarei voltar para suas casas com vida...

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
DEATH
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1017
Data de inscrição : 15/11/2010

MensagemAssunto: Re: DEBERI - Ventos da mudança    Sab Abr 12, 2014 11:44 pm

Ao usar sua magia, raizes e trepadeiras com espinhos surgem rachando o chão, prendendo as pernas do homem e subindo para seu corpo e braços como chicotes de um capataz. O homem tenta em vão corta-los, pois para cada um que cortava haviam varios outros substituindo, ainda mais numa região de mata como aquela.


Citação :
- Sou o protetor dessa floresta e o que fizeram aqui não tem perdão. Digam, o que vieram fazer aqui, não permito que os animais sejam maltratados em meus domínios. Sejam sinceros que deixarei voltar para suas casas com vida...


Aquele que estava no chão estava incapacitado e ao ouvir as palavras do druida, o outro que estava com a faca a jogou no chão, esticando as mãos abertas para a frente, em sinal de que estava desarmado, enquanto que o mijado apenas tentava rezar.

- Nós viemos até aqui porque ouvimos que tem bastante gente vindo pra ca cortar árvores, não sabiamos que ainda tinha algo que nem você por esse mato... Por favor, não mate a gente, não quero virar uma carranca...

Aquele ultimo comentário se referia a uma superstição de que druidas transformavam pessoas em estatuas deformadas de nadeira para espantar os maus espiritos, uma crença não tão longe da verdade, mas que poucos druidas na verdade tinham tal conhecimento ou chegavam a usa-lo como punição extrema.

Entretanto a parte sobre mais pessoas indo naquela direção e cortar árvores foi algo que chocou Deberi, pois aquela mata era intocavel a séculos e de acordo com seus mentores, deveria permanecer imaculada dos avanços da civilização, um sinal claro de que algo grande e perigoso estava começando a acontecer.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Goran Pandev
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 973
Idade : 31
Data de inscrição : 23/07/2008

MensagemAssunto: Re: DEBERI - Ventos da mudança    Dom Abr 13, 2014 4:20 pm

A situação estava controlada. Eles não iriam mais perturbar a paz e a ordem deste local sagrado, porém, suas palavras sobre mais pessoas vindo para cortar árvores me deixou preocupado demais. Fui criado e ensinado que tais árvores devem se manter intactas e assim iriam continuar nem que custe minha vida.

Aproveitando a situação de superioridade e percebendo que eles estão desesperados, decido propor algo inédito, chamá-los para me ajudar a entender o que está acontecendo nessa região, pois sozinho será muito complicado buscar por respostas.

- Tenho uma proposta a vocês. Essa floresta a muitos séculos está intacta e assim deve permanecer. Meus conhecimentos dizem que se ela for danificada o equilíbrio da humanidade não mais irá existir. O que tenho a propor é a busca por informações, vamos juntos descobrir o que as pessoas desejam vindo até aqui cortar minhas árvores.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
DEATH
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1017
Data de inscrição : 15/11/2010

MensagemAssunto: Re: DEBERI - Ventos da mudança    Dom Abr 13, 2014 6:08 pm

O homem caído no chão não esboçava qualquer reação contrária, balançando afirmativamente a cabeça rapidamente. Aquele que havia largado a faca parecia estar ponderando um pouco suas palavras e dava sinais de que estava começando a deixar de ficar tão apavorado. Entretanto, aquele com a espada ainda tentava se soltar das plantas, gritando de raiva.

- Eu vou é te cortar em pedaços quando me soltar, seu desgraçado orelhudo! Vou tacar fogo nesse mato todo enquanto você se arrepende por ter mexido com quem não devia!

Era visível que quanto mais se debatia, mais forte as plantas apertavam e mais os espinhos machucavam, mas nenhum sinal do homem desistir de se soltar a força. O que estava em silêncio decidiu então intervir, tentando mediar a situação no mínimo inusitada.

- Cala a boca Greg, você viu o que ele fez com o Stuu, se ele quisesse matar a gente ele já teria feito isso, então para de bancar o machinho!

- E que garantias temos que nada ira acontecer com a gente ou que simplesmente não vamos embora? O que exatamente você quer que a gente faça? Seria interessante se a gente pudesse ter algo em troca desse trabalho que não fosse apenas nossos pescoços...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Goran Pandev
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 973
Idade : 31
Data de inscrição : 23/07/2008

MensagemAssunto: Re: DEBERI - Ventos da mudança    Dom Abr 13, 2014 7:04 pm

O nervosismo do rapaz estava me deixando irritado, pois se continuar assim irá se machucar e muito o que não me agrada e nada, a intenção era apenas neutralizá-lo para continuar com minhas ações sem ser interrompido.

Suas palavras grosseiras me fizeram imaginar um final bem trágico para ele, porém um de seus amigos interrompeu meus pensamentos e me questionou quanto a garantias sobre a proposta.

Com a voz firme o respondo:

-Quanto ao pagamento, tenho muito conhecimento nessa floresta, posso conseguir qualquer coisa que desejarem. Em troca preciso receber informações sobre o que está motivando as pessoas a virem cortar as árvores e o mais importante, se tem alguém por trás disso.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
DEATH
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1017
Data de inscrição : 15/11/2010

MensagemAssunto: Re: DEBERI - Ventos da mudança    Seg Abr 14, 2014 7:24 pm

Ao ouvir o companheiro, o homem que se debatia decidiu parar de se sacudir e esbravejar mas sem largar sua espada, encarando Deberi com raiva mas em silêncio, um incomodo a menos. O outro, ja se sentindo um pouco mais avontade com a situação, decidiu se sentar no toco de árvore que estava antes, proximo a fogueira.

- Então parte disso ja posso lhe oferecer, foi exatamente por isso que viemos aqui. Ficamos sabendo que uma... como é que fala mesmo? uma companhia, acho, esta precisando de mais carvão e madeira pra crescer mais e pra isso decidiram pegar aqui... Não sei os detalhes, mas estão falando que vai ser um pequeno exercito de trabalhadores vindo até a floresta, muitos deles eram pra ter o azar de encontrar com a gente pelo caminho... hehe

- Acho que a sudoeste daqui, uns dois dias de caminhada nessa mata fechada e dá pra encontrar o acampamento deles. A gente não tinha muita coisa, nem armas, por isso decidimos pegar os batedores primeiro e o que eles carregavam pra so então nos meter nos grupos pequenos. Foi o Stuu que pegou aquele bicho pra gente comer, a gente não sabia que ia ter problema...

Respondeu o outro, aquele amedrontado mijado no chão, tentando falar tudo que sabia para quem sabe sua vida ser poupada.

- A gente pelo menos ouviu isso quando ouvimos a propaganda na capital de que precisavam de gente pra trabalhar, mas depois que conversamos com quem voltou dos outros acapamentos, descobrimos que são quase escravos, mas quem toma conta deles e diz o que fazer são essa bosta de nobres e riquinhos...

Ao que parece, a situação havia ficado um pouco mais clara para Deberi, pois pelas explicações de cada um, não passavam de aproveitadores desesperados que estavam tentando a sorte em um ataque sem nenhum pingo de chance contra o que estava por vir. O druida sabia que estava cada vez mais aumentando o número de pessoas como aquele bando, vindo da capital se arriscar numa forma clandestina daquelas e se não fizesse algo, logo toda a floresta poderia dar lugar a um escapado com rios vermelhos...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Goran Pandev
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 973
Idade : 31
Data de inscrição : 23/07/2008

MensagemAssunto: Re: DEBERI - Ventos da mudança    Ter Abr 15, 2014 11:21 pm

Essa descoberta me deixou intrigado e preocupado ao mesmo tempo, pois sei que sozinho não poderei contornar essa situação. Sabendo disso decido propor a eles um novo acordo, eles irão até a cidade, em busca de novas informações sobre os nobres e o que eles desejam enquanto eu irei até o acampamento.

- Irei até o acampamento deles investigar sobre como eles agem. E vocês irão até a cidade buscar informações sobre os nobres e riquinhos. Com certeza, vocês possuem contatos que irão ajudá-los nessa empreitada. Nos encontramos nesse mesmo lugar em 3 dias. O que me dizem?

Ao término de minhas palavras desfaço minha magia para soltar o terceiro invasor.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
DEATH
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1017
Data de inscrição : 15/11/2010

MensagemAssunto: Re: DEBERI - Ventos da mudança    Ter Abr 22, 2014 10:33 pm

- Cinco, porque será pelo menos três dias de ida e volta ate a cidade, passando por essa floresta fechada...

Tentou negociar o homem, uma vez que eles não tinham os mesmos dons que Deberi e precisavam adentrar na mata a força, com dificuldade, mostrando pela reação de que estava interessado no que aquilo poderia dar.

O homem que foi solto guardou a espada e se sentou, com expressão fechada, apenas ouvindo o que falavam enquanto procurava um pedaço de pão velho na sacola. O outro, mentalmente desfavorecido, apenas acompanhava o que aquele primeiro fazia, possivelmente era o lider do grupo e assim o seguia.

- Vamos juntar tudo e preparar para partir... E sem discuções.

[off: ja pode postar falando oq vai fazer qnd sair dali]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Goran Pandev
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 973
Idade : 31
Data de inscrição : 23/07/2008

MensagemAssunto: Re: DEBERI - Ventos da mudança    Qua Maio 21, 2014 10:40 am

- Combinado então. Em cinco dias nos encontraremos aqui.

Dito isso sigo o caminho indicado pelo grupo em busca de informações valiosas, antes disso irei conversar com os animais da floresta para que fiquem atentos a toda movimentação e a intrusos, depois me transformo num pequeno pássaro e sigo voando ao lado do meu companheiro para juntos descobrirmos o que há de errado nesse acampamento.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
DEATH
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1017
Data de inscrição : 15/11/2010

MensagemAssunto: Re: DEBERI - Ventos da mudança    Ter Jun 10, 2014 7:33 pm

Ao longo de todo o caminho, Deberi podia notar que o ar ia ficando mais denso e pesado, como uma aura invisivel de medo cobrisse todos os seres vivos da região na medida que se aproxima mais e mais do acampamento, vendo bandos inteiros de diferentes animais fugindo para o interior, ate então seguro, da floresta.

Aquela sensação de voar era reconfortante para o druida, uma liberdade indescritivel, liberdade essa ameaçada por fumaças negras no horizonte, de onde ja era possivel avistar algo que foi fundo em sua alma: a visão desolada de boa parte da entrada da floresta ja ter sido simplesmente varrida da terra, em uma linha reta para o coração da mata , restando um lugar inospito, quebrando completamente o ciclo da vida e da morte.

Na medida que se aproxima, o druida percebe que há uma grande movimentação em um vai e vem frenetico, como um formigueiro, mas eram principalmente humanos que estavam ali, cortando as árvores, carregando-as em grandes carruagem de metal sendo puxadas por cavalos e minotauros, levadas para algum lugar por um caminho negro que seguida atras do grupo.

Eram incontaveis mas parecia que uns poucos controlavam eles, dando ordens e as vezes estalando chicotes no ar, como se ordenasse uma marcha incansavel. Um pouco atras do aglomerado, longe da loucura frenetica, haviam algumas barracas, de onde era possivel notar que deveriam estar saindo dali as ordens.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Goran Pandev
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 973
Idade : 31
Data de inscrição : 23/07/2008

MensagemAssunto: Re: DEBERI - Ventos da mudança    Ter Ago 26, 2014 10:06 pm

A cena da floresta ter sido devastada deixou meu coração magoado, não acredito em ter visto tudo isso e nada pude fazer. A sensação é horrível e a intenção nesse momento é enfrentar a todos, porém não posso fazer isso sem antes ter maiores informações.

Com essa ideia em mente peço para que meu companheiro fique nas redondezas, procure por passagens secretas, algo diferente do que há nesse lugar, e que não procure por confusão.

E assim que ele se distancia continuo na forma de pássaro e começo a sobrevoar o local, dando mais ênfase às barracas.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
DEATH
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1017
Data de inscrição : 15/11/2010

MensagemAssunto: Re: DEBERI - Ventos da mudança    Sex Ago 29, 2014 2:18 pm

Olhando daquela perspectiva, Deberi lamenta profundamente pelo que estava ocorrendo, parecia que uma grande enfermidade estava tomando conta da floresta, como um fungo que aos poucos corroi uma árvore morta, com excessão que a velocidade era assustadora.

Seu companheiro busca por entradas ou caminhos, mas constantemente é avistado e precisa recuar, pois estavam avançando de forma compacta e sem muitos espaços, alguns deles até mesmo com armas enxotando qualquer ser vivo que se aproximasse de mais.

Com sua visão melhorada devido a forma de passaro, o druida nota que na barraca não havia grandes mudanças, apenas o entra e sai de alguns daqueles que portavam chicotes. Num dado instante, percebe que um homem usando roupas diferentes, mais limpas e ornamentadas que os outros, surge na porta com uma taça em mãos e levanta levemente o pano da entrada, parado observando, como se contemplasse aquela destruição com orgulho dela.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Goran Pandev
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 973
Idade : 31
Data de inscrição : 23/07/2008

MensagemAssunto: Re: DEBERI - Ventos da mudança    Dom Mar 29, 2015 5:51 pm

Cada segundo olhando toda aquela destruição me faz ficar com mais raiva, fazendo com que meu coração se encha de ódio e me faz pedir vingança. Porém a razão fala mais alta que a emoção e decido recuar pensando numa estratégia melhor.

Ao avistar aquele ser olhando com prazer a destruição sobrevoo acima dele e calculo onde deveria soltar os excrementos e fazê-lo cair exatamente dentro da taça dele. Após fazer isso digo mentalmente ao meu companheiro para me seguir, pois iria em direção do nosso ancião buscar conselhos.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
DEATH
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1017
Data de inscrição : 15/11/2010

MensagemAssunto: Re: DEBERI - Ventos da mudança    Dom Mar 29, 2015 8:10 pm

Acostumado a sua forma aérea, o druida consegue sucesso em seu bombardeio fecal, despejando o material fétido parte no copo e parte no braço do homem, fazendo-o no reflexo puxar o braço e largar o copo deixando-o cair antes de perceber que já era tarde de mais. O homem chegou a olhar pra cima e esbravejar algo, inaudível naquela distância, ainda mais ficando para trás a medida que o druida se afasta mais e mais, voando rapidamente.

O caminho era um pouco distante, pois era isolado de qualquer sociedade, do jeito que os druidas preferiam. Seu companheiro o seguia pelo solo e pela velocidade que viajavam, outros druidas perceberam a movimentação e logo se puzeram a acompanha-los, todos indo em direção ao Conselho.



O local vivia em um crepúsculo esmeralda, no linear da vida e morte, o ciclo sem fim, um lugar verdadeiramente sagrado para os druidas, especialmente os elfos negros, possuindo no centro da clareira um lago cristalino. O alto Conselho não está ali, apenas o velho guardião, observando a curiosa aproximação apressada.

[color=green] - Jovem druida, não me recordo de vê-lo agir de tal forma nessas terras. O que seria de tão grave que o faz agir assim?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Goran Pandev
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 973
Idade : 31
Data de inscrição : 23/07/2008

MensagemAssunto: Re: DEBERI - Ventos da mudança    Dom Mar 29, 2015 10:37 pm

A chegada em nosso solo sagrado trás uma sensação de alívio e bem estar que não sentia há tempos. Ao visualizar o lago central retorno à minha forma humanóide e acaricio meu companheiro, deixando-o ir descansar logo em seguida.

Meus passos voltam a normalidade assim que ouço a voz do velho guardião, meu coração se acalma e minha respiração deixa de ser ofegante, e minha expressão volta ser firme antes de responder ao questionamento.

- Um grande mau assola nossa floresta meu senhor. Não sou capaz de proteger nosso habitat sozinho. Necessito de seus conselhos e do auxilio dos meus irmãos.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
DEATH
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1017
Data de inscrição : 15/11/2010

MensagemAssunto: Re: DEBERI - Ventos da mudança    Seg Mar 30, 2015 10:59 am

Os druidas que o viram no percurso e lhe acompanharam vão chegando aos poucos, mudando suas formas e tomando posições na "platéia" do Conselho, com apenas alguns poucos mais entregues à natureza permanecendo como pássaros nos poleiros ou felinos e ursos se acomodando em grandes raízes.

- E qual seria o grande perigo que urge em nossas terras? Alguma praga ou incêndio talvez? Alguns poucos mortais que não sabem seu lugar e estão violando nosso lar?

A forma como o ancião falava era de alguém que já havia se acostumado com pequenos eventos, coisas corriqueiras e quase sem importância, alguém que provavelmente viveu tempo de mais na paz e segurança e esqueceu os tempos de guerra do passado e da reconstrução de seu lar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Goran Pandev
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 973
Idade : 31
Data de inscrição : 23/07/2008

MensagemAssunto: Re: DEBERI - Ventos da mudança    Seg Mar 30, 2015 1:17 pm

A resposta veio rápida e simples:

- A entrada da nossa floresta simplesmente foi varrida da terra. Muitos homens e minotauros estão devastando nosso lar, e as árvores estão sendo carregadas em carruagens de metal.

- A impressão que tenho é que parece uma doença assolando a floresta, porém com uma velocidade muito maior que a normal. Não podemos ficar imparciais nesse momento. Precisamos agir e rápido.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
DEATH
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1017
Data de inscrição : 15/11/2010

MensagemAssunto: Re: DEBERI - Ventos da mudança    Seg Abr 13, 2015 11:19 pm

A platéia se agitou quando Deberi pronunciou tais palavras com um impacto de uma tempestade de verão. Alguns soltaram expressões dizendo ser absurdo tal acusação, enquanto outros mais exaltados gritavam dizendo que era verdade, que os animais estavam se agitando e fugindo.

O ancião fez um som alto que muito lembrava um rugido, embora ainda em sua forma "humanoide", bastando o eco de tal som para que todos se silenciassem. Ele parou por um instante, refletindo brevemente de olhos fechados e falando, abrindo-os lentamente enquanto fala.

- Acho improvável que tenham sem nenhum motivo quebrado o pacto com nosso povo... Da mesma forma como foram inúmeras situações improváveis que começaram várias guerras no passado distante... Nuvens pretas se aproximam de nossa terra sagrada, sopradas por um movimento que em muito lembra épocas de outrora. Esteja pronto para as consequências, jovem Deberi, hoje sois vós o Corvo da Tempestade, iremos em peso até a fronteira e vamos torcer para que apenas você pague por uma mentira no Conselho.

As palavras do ancião fizeram os olhares de todos permanecerem estáticos nele, quase hipnotizados, pois era um misto de tranquilidade de longos anos com uma apreensão de quem já passou pelos horrores de uma guerra e teme que em breve estejam em uma nova.

{off: parabens, ganhou o titulo "Corvo da Tempestade" (bonus alto de reação dos outros e chance maior de convenser quando der um aviso, alem de um pequeno bonus de fama}
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Goran Pandev
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 973
Idade : 31
Data de inscrição : 23/07/2008

MensagemAssunto: Re: DEBERI - Ventos da mudança    Seg Jun 22, 2015 11:49 am

O ancião realmente era altivo e apenas a sua presença demonstra a seriedade da situação. Estava realmente preocupado com a nossa terra e pude perceber que não fui o único a perceber tal tragédia, porém ninguém teve a coragem necessária para informar o restante.

Após as palavras do ancião apenas o respondo com frieza: "Não irei me arrepender de nada. Pois a notícia que trago é verídica". E depois disso me silencio aguardando novas orientações.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
DEATH
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1017
Data de inscrição : 15/11/2010

MensagemAssunto: Re: DEBERI - Ventos da mudança    Ter Jun 23, 2015 12:39 am

- Vamos irmãos e irmãs! Nossa floresta vos chama!

Aquele grito serviu como uma fagulha num barril de pólvora, irrompendo uma verdadeira explosão de sons, gritos e barulhos, pois todos os druidas começaram a agir, se transformando em animais e correndo para fora do Conselho, já partindo em direção a mata, rumo a fronteira indicada por Deberi.

O ancião por sua vez decidiu aguardar Deberi, iria ao seu lado embora nada dissesse, num misto de apoio e insegurança, como se ao mesmo tempo estivesse dando o apoio ao irmão druida mas também estivesse de olho nele caso fosse tudo mentira.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Goran Pandev
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 973
Idade : 31
Data de inscrição : 23/07/2008

MensagemAssunto: Re: DEBERI - Ventos da mudança    Ter Jun 23, 2015 1:16 pm

Após o alto grito e dispersão de todos a caminho da fronteira fico mais tranquilo e convoco meu companheiro para me acompanhar por terra, enquanto me transformo num passado e sigo meu caminho pelo céu.

A esperança em ver seu território livre de tais males me domina e não deixa outros pensamentos entrarem em minha mente. Estava focado em levar todos em segurança e provar que não estou louco.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
DEATH
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1017
Data de inscrição : 15/11/2010

MensagemAssunto: Re: DEBERI - Ventos da mudança    Sex Jun 26, 2015 1:20 am

No caminho de volta, a viagem pareceu mais rapida do que de ida, talvez pela pressa ou talvez pela adrenalina de ter tantos companheiros ao seu redor. Juntamente com os druidas transformados, outros animais passaram a segui-los, alguns devido ao chamado deles, enquanto que outros eram guiados pelos seus próprios instintos de grupo, mas uma coisa era certa: a floresta estava se movendo.

Do alto, era possivel ter uma ideia, uma pequena tempestade se formava e aumentava no meio das árvores, com um barulho gradativamente maior e maior, dando para se ouvir de longe. Um pouco mais a frente agora, o ancião pareceu aumentar o ritmo na medida que se aproximavam, parecendo sentir o tamanho da ferida que era aberta na floresta, ficando ele próprio aguniado.

Como uma avalanche, todos começam a pular das matas e atacar os madeireiros, seguindo a instrução do Ancião de não mata-los caso não tentem algo contra. Boa tarde no entanto, assustados com o estouro da manada, tentava futilmente resistir, acertando um, mas cendo derrubados por três ao mesmo tempo.

O ancião parecia seguir reto ao que antes Deberi havia pensado ser o lider daquele acampamento, restando agora uma duvida sobre o que exatamente deveria Deberi fazer: ajudar seus companheiros a darem conta dos madeireiros ou seguir o ancião e garantir sua segurança e tentar colocar um fim naquilo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Goran Pandev
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 973
Idade : 31
Data de inscrição : 23/07/2008

MensagemAssunto: Re: DEBERI - Ventos da mudança    Sex Jun 26, 2015 2:01 pm

A sensação de estar junto com seus iguais indo ao encontro dos malfeitores da querida floresta. A velocidade e ferocidade com que todos agiam era algo inimaginável, nem mesmo em meus melhores sonhos pude imaginar algo assim.

Em todo momento me mantenho ao lado do ancião com a intenção de ajuda-lo em qualquer imprevisto que possa ocorrer, mas no momento que percebo que ele está indo ao encontro do líder dos madeireiros, fico em postura de combate e decido acompanha-lo até o final.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
DEATH
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1017
Data de inscrição : 15/11/2010

MensagemAssunto: Re: DEBERI - Ventos da mudança    Seg Jun 29, 2015 9:36 am

Conforme avançam em direção a barraca, podia perceber que o grupo se organizava melhor para tentar defender o local, mesmo tendo sido pego de surpresa ja buscam levantar algumas fileiras para impedir o avanço, provavelmente indicando que não eram apenas lenhadores, mas talvez parte de uma milica.

Ao redor e tentando acertar vocês, era possivel ver diversas magias, não muito espalhafatosas nem grandes, ao contrario, pequenas e concentradas, forte o suficiente para atordoar e ate derrubar aqueles que voavam e no solo.

Observando melhor atraves de seus olhos de corvo, foi possivel notar que tal magia estava sendo usada a partir de um objeto da mão de diversos invasores, parecendo um bastão, mas segurado diferente, apoiado em seus ombros.

Os invasores armados com tais armas se colocavam atras das fileiras mais "brutas", havendo minotauros levantando verdadeiras cortinas de pó e terra de tanto estardalhaço, e humanos, improvisando armas e escudos com o que havia a disposição.

Pela forma como tal tais magos estavam lançando aquelas magias e a proximidade maior deles, tanto o Ancião quanto os outros druida se viam obrigados a descer e tentar outro plano para se aproximar do comando daquela invasão.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Goran Pandev
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 973
Idade : 31
Data de inscrição : 23/07/2008

MensagemAssunto: Re: DEBERI - Ventos da mudança    Sab Jul 04, 2015 6:08 pm

Agora a situação estava se complicando, a presença de minotauros e magos, faz com que a nossa estratégia seja alterada, iríamos descer e decidir uma nova forma de ataque. Assim que descemos, assumo minha forma humanoide e digo rapidamente ao ancião: [b]-Vou tentar abrir diversos buracos abaixo dos minotauros, para que se dispersem e assim possa atacá-los. Se possível, utilizaremos a própria floresta para prendê-los.[b]

E assim começo a gesticular com os braços, fazendo movimentos circulares, e a medida que os faço, alguns buracos surgem abaixo dos pés dos minotauros fazendo-os cair nele, mas não por completo, pois faço com que a terra se feche assim que estivessem com a terra na altura do peito.

______________

Habilidade Especial: Controlar elemento Terra.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: DEBERI - Ventos da mudança    

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
DEBERI - Ventos da mudança
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 2Ir à página : 1, 2  Seguinte
 Tópicos similares
-
» Tempos de mudanças
» Ventos nos EUA levantam até avião
» [Internacional] Ventos de 100 km/h fazem aviões 'dançarem' no ar na Espanha.
» EBAY - Mudança de senha URGENTE!!!
» Cartas de Ventos

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Mundo RPG :: PLAY BY FÓRUM :: Jogos :: A era da Escuridão :: ÁREA ON - Jogos-
Ir para: