Mundo RPG

O Lar do Rpgista Brasileiro
 
InícioInício  PortalPortal  GaleriaGaleria  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-se  

Compartilhe | 
 

 Espectro - Bones

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3  Seguinte
AutorMensagem
DEATH
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1017
Data de inscrição : 15/11/2010

MensagemAssunto: Re: Espectro - Bones   Ter Jan 21, 2014 3:14 pm

[off: opa, vlw =) e como não tem como saber a natureza daquele papel, pensei em deixar com aqueles outros dois justamente pra caso algo d ruim acontecer, q seja com aquela guerreira que ficou me encarando hehehe e se for uma runa de teleporte ou pra saber onde esta, o mago vai seguir eles e nao os jovens... ;)Cara, pensei numa HE, vou mandar pm com detalhes...]

Ate para sua própria surpresa, tudo saiu conforme planejou, ficando impressionado pela façanha, visto que nem sempre conseguia agir da forma que imaginava. Todos os "requisitos" para sair da taverna foram completados, restava apenas agora o jantar com o velho, que ja o aguardava com um sarcasmo na ponta da língua.

- Tussa enquanto tem garganta, velho...

- Desculpe a demora, estava animado la dentro... hehe

Decidiu permanecer em silêncio, observando mais aquele velho, vendo seu jeito de andar, as roupas, gestos, procurando alguma pista que pudesse mostrar se ele escondia algo. Não precisou se esforçar tanto quando entrou na casa, pois praticamente tudo ali chamava sua atenção.

- Como diabos um simples mercador conseguiu juntar tudo isso numa vila como essa!? Quem é esse cara!?

Foi chamado para a cozinha e pode visualizar um jantar que fazia anos que não comia. Um jantar de verdade e não aquelas refeições requentadas das tavernas e buracos por onde se enfiava. O cheiro estava delicioso e era difícil resistir. Não fez nenhuma cerimônia e foi logo se sentando, pegando um pouco de cada cada coisa, mas olhando com um certo cuidado o que pegava, sempre dando uma cheirada e comendo uma porção menor antes de continuar, pois vindo de um homem como aquele, todo cuidado parecia pouco...

Citação :
- Você deve estar com muitas dúvidas, pode me fazer as perguntas que terei o prazer em respondê-las...



- Você poderia começar me falando a receita dessa batata, estão uma delicia! hehe Falou brincando, dando mais uma mordida na batata antes de voltar a falar - Mas pra dizer a verdade, desde que entrei nessa vila, percebi que muitas coisas não se encaixam muito bem... Por exemplo, essa casa mesmo... Não me leve a mal, mas não diria que pertence a um simples mercador de uma vila com esse porte...


Nesse momento ele se cala, esperando a reação do homem...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Goran Pandev
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 973
Idade : 31
Data de inscrição : 23/07/2008

MensagemAssunto: Re: Espectro - Bones   Ter Jan 21, 2014 3:42 pm

- Sarcástico e pontual. Acho que vamos nos entender muito bem. Ele come um pouco da batata e volta a falar: - Pode comer a vontade, não tem nenhum veneno na comida, aqui você está seguro, Espectro. Mais uma mordida e um sorriso leve: - Recebi a informação de que você estava vindo nessa direção e que sua cabeça tem um preço, porém, para a sua sorte, o homem que o quer morto não é meu amigo. O lorde Dexter, acho que você sabe quem é, pois retirou um quadro que ele "não gostava" e vendeu. Está lembrado?! Ele te encara profundamente e volta a falar: - Devido a sua profissão, acredito que esteja a procura de um serviço e, eu o tenho, algo muito interessante.



____________________________

Vou ficar no aguardo da MP.
Podia ter feito outra coisa com o papel.
Vai ficar na curiosidade agora kkk
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
DEATH
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1017
Data de inscrição : 15/11/2010

MensagemAssunto: Re: Espectro - Bones   Ter Jan 21, 2014 4:10 pm

No instante que o velho pronunciou sua alcunha, fechou os punhos e estava pronto para ataca-lo com suas lâminas por puro instinto, pois a simples menção de seu apelido significava que ele próprio estava em uma desvantagem tremenda. Entretando ouvindo o que o velho tinha a dizer, parecia que finalmente havia encontrado um "contratante" digno a sua altura.

- Acho meio difícil de lembrar, foram tantos serviços naquela época... Mas não tem como esquecer um quadro velho como aquele, teria feito o trabalho pela metade do valor hehehe

Tomou um gole do vinho, tentando se lembrar do tal Lorde Dexter e possíveis conexões que poderia ter ouvido.

- Então, a que devo a honra de tão nobre cortesia em me buscar pessoalmente na estrada, do que se trata tal serviço?

[off: pooo, sacanagem deixar os outros na curiosidade !!! hehehe xD]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Goran Pandev
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 973
Idade : 31
Data de inscrição : 23/07/2008

MensagemAssunto: Re: Espectro - Bones   Qua Jan 22, 2014 4:12 pm

- Para esse serviço terá que se desdobrar, sozinho não conseguirá, portanto, essa noite passará estudando um velho pergaminho, a qual contêm uma poderosa habilidade, chamada "Clone de Sombras". Ela consiste em criar uma cópia idêntica a você, com todos os seus poderes e habilidades, porém, com pouquíssima vitalidade. Essa habilidade é milenar e são poucos os capazes de utilizá-la. Ele come um pouco e bebe o vinho, e um silêncio se fez na cozinha até o velho voltar a falar:

- O serviço será realizado num cemitério aqui perto, dentro da floresta. Preciso que entre numa tumba com o símbolo de Rammuh, dizem que nela há uma escada para o subsolo. Dentro dela haverá muitos itens, mas preciso de apenas um. Um colar com um pingente vermelho em forma de estrela.

- Dentro deste lugar haverá muitos tesouros. Pode ficar com o que desejar, esse será o seu pagamento. Além disso, posso ajudá-lo com novos poderes...futuramente.

- O que me diz?



___________________________

Sacanagem nada. Quem manda não ser curioso. Agora ficará com essa pulga atrás da orelha!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
DEATH
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1017
Data de inscrição : 15/11/2010

MensagemAssunto: Re: Espectro - Bones   Qua Jan 22, 2014 10:22 pm

Ouviu muito intrigado a proposta do velho, muito mais do que tentadora, uma oportunidade de melhorar e muito suas habilidades para qualquer tipo de serviço dali por diante. Mas nem tudo era de graça, foi o que aprendeu inúmeras vezes ao longo da vida, ainda mais para quem escolhe uma vida "alternativa" como ele...

- Devo presumir que tal tumba deve estar repleta de armadilhas, vários mortos vivos desgostosos com o não vida e no mínimo diversos olhos interesseiros de aventureiros sem juízo buscando a veracidade de uma velha historia sobre uma tumba repleta de itens... Acertei? hehe

O comentário era mais um sarcasmo diante da situação do que uma pergunta, como se aquilo fosse um clichê, copia de tantas outras historias de taverna que já havia escutado. Deu um gole curto, normalmente evitava álcool mas aquela era uma ocasião especial, e logo se pôs a continuar a falar.

- É com muito prazer que aceito tal oferta e firmo a partir desse momento nosso contrato. Aceito os termos formalmente e ficam estabelecidos os limites conforme foi combinado. Trarei o tal item que busca, gostaria de estipular algum prazo? Não leve a mal a formalidade, mas em minha posição gosto de manter um nível de excelência no atendimento e satisfação para todos, mantendo a reputação.

Daquele momento em diante, não importava o que acontecesse, sua prioridade seria cumprir tal missão. Sempre foi um tanto quanto metódico quanto ao seu trabalho, algumas vezes ate sendo ridicularizado por sua formalidade, mas em se tratando de ofertar um bom atendimento, havia conseguido ganhar bastante destaque, principalmente por manter sua palavra.

- Ao que parece, senhor, caso ambos concordemos e mantenhamos nossas palavras, acredito que possamos criar uma ótima parceria

- Foda vai ser aqueles pirralhos... Eu disse que ia ajuda-los, mas não chegamos a um acordo... Será que isso é considerado quebrar minha palavra?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Goran Pandev
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 973
Idade : 31
Data de inscrição : 23/07/2008

MensagemAssunto: Re: Espectro - Bones   Qui Jan 23, 2014 8:45 am

- Estipular prazos é excelente. Preciso desse item em quatro dias. O local é aqui perto, cerca de três horas de caminhada floresta a dentro. E para ajudar há uma antiga trilha. Você irá sair da cidade até perceber no meio da floresta um caminho desgastado. O cemitério não é visitado. O clérigo da vila proibiu dos moradores irem, diz que o local não está seguro para ninguém. Desde então ninguém mais foi.

Ele fica a te observar, parecia que estava fazendo uma leitura corporal sua. O velho está o analisando dos pés a cabeça.

- Acredito que não preciso pedir que mantenha o nosso contrato em sigilo?! Afinal, não queremos ter problemas com os locais nem com os lordes da região.

Um leve sorriso aparece em seu rosto antes de beber mais um gole de vinho.

- Assim que terminar sua refeição, atrás de você há uma porta, lá dentro encontrará uma caixa vermelha, pode pegar o pergaminho que está dentro dela e desça as escadas, ao final dela encontrará um espaço para aprender a técnica do Clone de Sombras. Eu estarei no meu quarto, no primeiro raio do sol, o esperarei aqui na cozinha com o café posto, precisará se alimentar e se hidratar pela manhã.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
DEATH
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1017
Data de inscrição : 15/11/2010

MensagemAssunto: Re: Espectro - Bones   Qui Jan 23, 2014 9:44 am

Ele ouve o comentário com atenção e ao que tudo indica, algo aconteceu nesses últimos dias para que o clérigo pudesse ter proibido tal lugar e o velho requisitar seu serviço. Nada que fosse atrapalhar, apenas pensando nas inúmeras possibilidades que poderia encontrar no local.

Citação :
- Acredito que não preciso pedir que mantenha o nosso contrato em sigilo?! Afinal, não queremos ter problemas com os locais nem com os lordes da região.



Soltou uma leve risada


- Assim o senhor me ofende hehehe Achei que tivesse ouvido mais a meu respeito além de meu nome... Uma das garantias que ofereço em meu serviço é total discrição. Além de nos dois, ninguém jamais saberá sobre nosso contrato.


A comida realmente estava saborosa, comia com prazer enquanto ja planejava suas ações dali por diante e imaginando o material necessário. Um treinamento bem vindo, uma pequena jornada de 3 horas e uma tumba desconhecida, quatro dias para terminar o serviço, um prazo razoável.



Restavam ainda quatro kunais, facas de arremesso boas que podiam também ser usadas manualmente, um número abaixo das dez de costume mas dariam para o gasto. Suas lâminas escondidas nos braços estavam boas, mas após aquela missão era certo que precisariam ser afiadas e desmontar, limpar e reparar o mecanismo para evitar ferrugem ou desgaste. Talvez alguns poucos alimentos, não mais que suficientes para dois dias fora, sendo um dia a mais no calculo por precaução.


- Obrigado pela hospitalidade. O senhor realmente é muito misterioso, consegue fazer uma refeição saborosa dessas a ponto de de dar mais vontade de voltar aqui hehehe Se aceitar, preciso apenas de 15 minutos lá fora para terminar uma ponta solta que deixei antes de vir aqui e assim que retornar começarei o treinamento. O senhor aprova?


Podiam não se conhecer a muito tempo, mas para si enquanto estivesse com um contrato firmado, haveria uma posição de respeito para com o contratante e não fazia nada que não fosse anunciado, sempre pedindo permissão quando se tratava de. Bom, pelo menos nada que fosse contra o contrato diretamente...


- Preciso terminar logo meu assunto com aqueles dois, isso aqui é bem mais importante... Pra que que foi que eu disse que iria ajudar... Se bem que...


Nesse momento começou a se lembrar de alguns detalhes que tiravam o peso de sua consciência, trazendo uma certa alegria em ver que ainda mantinha sua "honra" intacta. Mas de fato mesmo assim ainda precisaria encontrar com os dois apenas para terminar o que havia começado.


[off: so d raiva agora sou eu q vou manter segredo heheheh xD calma que vc ja vai descobrir.. ou nao xD hehehe ]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Goran Pandev
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 973
Idade : 31
Data de inscrição : 23/07/2008

MensagemAssunto: Re: Espectro - Bones   Qui Jan 23, 2014 12:11 pm

- Mas não demore e não gaste sua energia. O treinamento será árduo. A porta estará aberta, mas tome cuidado com o tapete em frente dela. E assim o velho se recolheu a seu quarto, levando consigo a garrafa de vinho.

E assim Espectro terminou sua janta e logo seguiu caminho até a praça. A lua estava esplêndida, iluminando toda a praça. E os dois jovens estavam lá, sentados num banco próximo à uma estátua de um lobo.

Ao te avistarem se levantam e caminham em sua direção.



___________________________

off: kkkkk vamos ver então.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
DEATH
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1017
Data de inscrição : 15/11/2010

MensagemAssunto: Re: Espectro - Bones   Qui Jan 23, 2014 11:50 pm

Nem precisou responder nada ao velho, apenas concordou e prestou atenção sobre o tapete, talvez um apego a ele ou uma armadilha escondida nele. Procurou ser rápido com aquele assunto, visto que o treinamento seria mais importante. Aproveitou a própria iluminação do luar para se lembrar bem do caminho de volta, dessa vez o faria sozinho e seria no mínimo vergonhoso se perder...

Quando chegou perto da praça, pode perceber que os dois jovens estavam ali o aguardando conforme havia instruído, vindo em sua direção. Após alguns passos parou e procurou observar mais ao redor do que eles, para ver se havia mais algum olhar curioso antes de prosseguir.

- E então, sobre o que se trata o serviço que precisam?

[off: queria usar a marca do assassino pra ver se especificamente aquele mago ta por ali ou ter uma noção de qual direção ele esta... Vou rolar, caso não seja possivel, desconsidere...]

DEATH efetuou 1 lançamento(s) de dados (d20.) :
14
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Goran Pandev
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 973
Idade : 31
Data de inscrição : 23/07/2008

MensagemAssunto: Re: Espectro - Bones   Sex Jan 24, 2014 10:35 am

Espectro estava na praça e não perdeu tempo para observar tudo a sua volta, mas não havia ninguém suspeito, tinham apenas bêbados em alguns bancos e um grupo de jovens conversando um pouco quase que na saída da praça.

Seus sentidos não funcionaram, estranhamente não conseguiu perceber onde o mago se encontra, algo estava atrapalhando.

Logo após sua pergunta, o rapaz lhe responde:

- Nós não precisamos de serviço nenhum. Decidimos seguir nosso rumo sozinhos, não iremos precisar contratar um segurança. E que nossa conversa termine aqui, tudo bem por você?!

O rapaz estava mudado, outrora estava com medo e agora demonstrava muita confiança, e a garota que falava muito agora ficou calada.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
DEATH
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1017
Data de inscrição : 15/11/2010

MensagemAssunto: Re: Espectro - Bones   Sex Jan 24, 2014 12:14 pm

Pelo que podia perceber, a praça parecia livre de olhos curiosos, mas teve um mal pressentimento quando tentou usar sua habilidade para rastrear o mago e não teve nem uma vaga noção de seu paradeiro, sendo isso a primeira coisa a lhe chamar a atenção.

Citação :
Nós não precisamos de serviço nenhum. Decidimos seguir nosso rumo sozinhos, não iremos precisar contratar um segurança. E que nossa conversa termine aqui, tudo bem por você?!


Essa sem dúvida foi a segunda, o comportamento deles estava estranho, bem diferentes do que havia visto na taverna. Algo havia acontecido. Entretanto, sua relação com eles era nula, não tinha obrigação nenhuma e muito menos era uma babá, pelo menos enquanto não tivesse um contrato...

- Por mim esta ótimo, já cumpri com o que havia dito e ajudei quando falei o que sabia e sumi com o papel. Como não temos mais negócios a tratar, com licença.

E então se retira do local, atento a qualquer possibilidade de um ataque ou coisa parecida devido a tantos fatos fora do comum, mas sua consciência estava tranquila, pois realmente ajudou eles dentro do possível.

Em vez de voltar diretamente para a casa, decidiu andar mais aleatoriamente, tentando despistar qualquer um que tentasse segui-lo. Usaria no máximo duas vezes seu teleporte, procurando poupar suas energias pois logo começaria um treino.


[off: Ele disse q ia ajudar mas não recebeu nda em troca, deu informações mas como eles dispensaram, quebraram o acordo inicial. Então ele tá livre dos pirralhos xD hehehe]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Goran Pandev
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 973
Idade : 31
Data de inscrição : 23/07/2008

MensagemAssunto: Re: Espectro - Bones   Seg Jan 27, 2014 1:30 pm

Eles nada falaram após o seu comentário e, assim, todos seguiram os seus caminhos, sendo que Espectro não utilizou o mesmo caminho, seguiu por ruas tortuosas para despistar qualquer perseguidor e utilizou por duas vezes seu teleporte, chegando rapidamente na casa do seu mais novo amigo.

Assim que chegou em frente a casa, lembrou do comentário sobre o tapete, a porta estava entreaberta e assim que a empurrou percebeu que o tapete brilhou levemente. Havia um dispositivo mágico nele. Pelo seu conhecimento, é uma armadilha mágica sensível ao toque, ou seja, não podia pisar no tapete.

Assim que entrou na casa, percebeu que há uma garrafa de água e uma túnica preta em cima da mesa da cozinha. Apanhou os pertences e seguiu em direção a porta indicada.

Ao adentrá-la percebeu que há muitas caixas guardadas em prateleiras, de várias cores, porém não há nenhuma escada, pelo menos visível.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
DEATH
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1017
Data de inscrição : 15/11/2010

MensagemAssunto: Re: Espectro - Bones   Seg Jan 27, 2014 3:04 pm

Seguindo conforme planejou e sem nenhuma surpresa pelo caminho, logo chegou a casa do velho, agora sim podendo notar que realmente se tratava de uma armadilha conforme havia imaginado, algo que poderia ter pego qualquer desavisado e desatento a esses tipos de detalhes.

Entrou uma capa, algo em útil para ele, visto que sua antiga havia a muito tempo se desgastado na viagem, e ficar andando por ai com sua "roupa de trabalho" não era algo aconselhável... A agua simplesmente apanhou, deu um pequeno gole para molhar a garganta e guardou-a consigo, seguindo seu caminho.

Mas no momento que chegou ao lugar indicado, parecia que tinha um pequeno quebra cabeças, pois não havia escada alguma, pelo menos não uma visível ali.

- Tendo uma ideia de que tipo de sujeito estamos falando e de que conhecimento ele deve ter, incluindo a armadilha na porta, ja era de se esperar que ele fizesse isso, embora foi um FILHO DA PUTA por ficar me testando desse jeito...

Podia ter se tornado um assassino de relativo sucesso, mas aquelas habilidades mais "basicas" não eram bem seu ramo de atuação, ele era alguém bem mais especializado e focado no que fazia... Achar portas falsas e bater carteiras realmente não era seu tipo de serviço, conhecia a teoria, mas a pratica é algo bem diferente...

Visto que o velho havia dito sobre uma caixa vermelha, então começou a procura-la e ver se realmente tinha tal pergaminho dentro dela, tomando cuidado ao se aproximas e encostar nas caixas, pois poderia muito bem haver alguma falsa com armadilha pronta para pegar o primeiro curioso.

Tocaria apenas na caixa vermelha caso a encontrasse e apenas depois iria procurar uma outra escada ou passagem para o tal lugar que ele havia dito, examinando frestas nas paredes e chão, procurando correntes de ar e possíveis objetos "falsos" que possam abrir uma passagem.

TESTE
Hab 13
DEATH efetuou 1 lançamento(s) de dados (d20.) :
17
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Goran Pandev
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 973
Idade : 31
Data de inscrição : 23/07/2008

MensagemAssunto: Re: Espectro - Bones   Seg Jan 27, 2014 3:15 pm

Estava dentro da sala, ela não era muito ampla, na verdade mal cabiam duas pessoas dentro dela. Seus olhos encontraram a caixa facilmente, ela estava atrás de você, essa foi fácil, pois era a única de cor avermelhada. Porém a escada não encontrou, procurou e procurou, porém nada o ajudou, nenhuma corrente, nenhuma passagem secreta, nenhum objeto falso, ao menos você não os reconheceu. Ainda bem que sabia que não tinha tal habilidade, pois durante toda a sua ida se preocupou com projetos e estudos mais elaborados, deixando o básico da profissão de lado, o que pode ser um erro ao longo de sua carreira.

Enquanto estava a procurar alguma passagem ouviu um leve som na porta, ela havia sido lacrada, tentou se teleportar, porém não funcionou, algo o impedia, ao olhar para cima percebeu uma leve fumaça adentrando o local e, novamente, sentiu aquela dor na mão, a mesma que teve na taverna, ao olhá-la viu algo escrito: "Isso será necessário para o seu próximo serviço. Seja rápido e mantenha a calma, encontre a passagem".

A medida que o tempo passa a respiração fica mais difícil, o ar está diminuindo, é melhor ser mais rápido e sortudo na próxima vez.


__________________________________

Tem duas chances para acertar!
Boa sorte!

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
DEATH
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1017
Data de inscrição : 15/11/2010

MensagemAssunto: Re: Espectro - Bones   Seg Jan 27, 2014 3:24 pm

Aquela deveria ser no mínimo a situação mais embaraçosa que conseguia se lembrar em sua vida. Um profissional como ele simplesmente não conseguindo achar uma maldita passagem e ainda por cima ficando sem ar no local.

- Sabia que tinha que ter prestado mais atenção em como fazer isso em vez de treinar as 75 maneira de matar alguém com um garfo... Que vergonha, meus ancestrais devem estar se revirando no túmulo agora...

Novamente surgiu aquela dor no braço e um aviso muito do sem vergonha dizendo o óbvio se for considerar que iria entrar em uma tumba repleta daquele tipo de situações e perigos ainda maiores. Tentou dar uma respirada um pouco mais longa, buscando um foco e concentração, tentando ver algum detalhe que não tinha percebido ate o momento, novamente procurando a tal passagem.

TESTE (vergonhoso)
Hab 13
DEATH efetuou 1 lançamento(s) de dados (d20.) :
1
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Goran Pandev
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 973
Idade : 31
Data de inscrição : 23/07/2008

MensagemAssunto: Re: Espectro - Bones   Seg Jan 27, 2014 3:30 pm

Parece que o recado surtiu efeito.

Espectro ficou indignado com tal situação, estava com vergonha de estar passando por isso, mas isso fez com que lembrasse das poucas aulas que fez sobre encontrar passagens secretas. Respirou fundo, procurou por passagem de ar, por caixa fora do normal, por cordas em local inapropriada, por madeiras ocas, enfim, sua mente trabalhou muito bem, e viu uma caixa que estava fora do padrão, todas tinham o mesmo formato, porém esta era diferente, ao tirá-la, encontrou uma alavanca e assim que a puxou, uma das prateleiras se ergueu, revelando uma escada de pedra que leva ao subsolo.


________________

Ohhhh sorte!!!
Pode colocar um novo talento: Encontrar passagem secreta!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
DEATH
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1017
Data de inscrição : 15/11/2010

MensagemAssunto: Re: Espectro - Bones   Seg Jan 27, 2014 10:29 pm

Não iria de nenhuma forma comemorar tal feito, para si aquilo era uma vergonha e mesmo tendo conseguido descobrir o mecanismo e achado a passagem, aquilo foi tarde, havia passado pela situação constrangedora de ter dificuldade em acha-la... Tentou dessa vez recordar bem dos passos que precisou seguir para acha-la, para que numa próxima vez não passasse por aquilo de novo...

Tratou de pegar os pertences e descer logo, dando uma boa olhada no maldito lugar que demorou para achar e ver se realmente tinha algum espaço ali para treinar. Com a caixa em mãos, deu uma boa olhada nela e então decidiu abri-la, dando uma examinada no seu interior e se continha o pergaminho que lhe daria tal sonhado poder...

{off: vc viu a alegria neh, ate mandei msg na hr q postei e rolou isso xD heheheheh gelei achando q podia ser um 20 =X]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Goran Pandev
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 973
Idade : 31
Data de inscrição : 23/07/2008

MensagemAssunto: Re: Espectro - Bones   Ter Fev 04, 2014 8:22 am

OFF - voltando aos trabalhos.
Vou ter que mudar minha ideia inicial dos grupos, pois o Bidy e o Brazen não responderam, então vou considerar que eles saíram do jogo.

____________________

Dentro da caixa realmente há um pergaminho, porém o odor é forte demais o deixando atordoado mas não a ponto de perder a consciência, apenas um leve incômodo. A escada de pedra é totalmente escura, mas a medida que inicia a descida algumas tochas acendem automaticamente, revelando um amplo espaço onde conseguirá treinar.

No lugar há um pedestal, onde pode colocar o pergaminho e um tatame para realizar o treinamento.

No momento em que colocou o pergaminho no pedestal ele brilhou, fazendo com que um holograma se forma-se no tatame, demonstrando como seria a sua nova habilidade. Conseguiu visualizar um jovem realizando clones de si mesmo.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
DEATH
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1017
Data de inscrição : 15/11/2010

MensagemAssunto: Re: Espectro - Bones   Ter Fev 04, 2014 3:14 pm

O local parecia realmente apropriado para um treinamento, todo preparado com o necessário e ao que parece, não tinha mais nenhum "quebra cabeças" daquele velho para resolver. Se aproximou e colocou o pergaminho em cima do altar, logo aparecendo algumas imagens diante de seus olhos.

- Se todos os magos, bruxos e o escambal aprendem seus poderes dessa forma, acho que deveria começar a repensar minha profissão... Olha ali, nem precisam ficar correndo dos guardas!

Pensou ele de certa forma irritado, pois parecia ser algo tão mais simples de ser aprendido, algo muito mais "natural" do que aqueles anos e anos de treinamentos, onde tinha que se dedicar durante semanas e ate mesmo meses em uma única tarefa para poder aperfeiçoa-la.

Pelo menos agora ele tinha a oportunidade de começar a virar um pouco a situação a seu favor. Para tal, começou observando o jovem que aparecia naquela imagem: sua postura, respiração, gestos. Tudo aquilo poderia lhe dar uma informação valiosa de como utilizar tal habilidade, que sem sombra de dúvidas vendo ali, diante de seus olhos, podia imaginar inúmeras situações onde poderia usa-la e coisas que já tinha imaginado antes em fazer mas não conseguia.


Uma vez tendo observado a cena detalhadamente, iria partir para o próprio pergaminho, procurando se havia algo escrito, símbolos e quaisquer detalhes mais importantes, principalmente no que dizia respeito a como usar sua energia e direciona-la na forma de um clone. Passaria quanto tempo fosse necessário, ainda mais num lugar como aquele, que nem percebia as horas passarem...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Goran Pandev
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 973
Idade : 31
Data de inscrição : 23/07/2008

MensagemAssunto: Re: Espectro - Bones   Qua Fev 05, 2014 11:39 am

Tentou uma, duas, três, quatro, várias vezes até começar a conseguir realizar o primeiro clone, algo que o deixou contente, pois assim poderá realizar novas manobras em seus trabalhos. Com o corpo e mente cansados acabou cochilando no tatame, porém logo levantou e começou a subir as escadas novamente para ir ao encontro do seu novo "amigo".

Porém assim que alcança a sala onde ficou preso, escutou uma voz diferente do lado de fora, tinha uma pessoas diferente na cozinha e provavelmente estava se alimentando.


OFF - responda no tópico do ninja, se for interagir.

________________________________________________
Se você obedece todas as regras, acaba perdendo a diversão!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
DEATH
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1017
Data de inscrição : 15/11/2010

MensagemAssunto: Re: Espectro - Bones   Qua Fev 05, 2014 1:23 pm

Sem nem perceber direito, havia passado passado de seus limites e nem percebeu a hora em que acabou deixando de meditar e passou a cochilar naquele tatame, satisfeito com os avanços que tinha conseguido ao realizar seu primeiro clone, mas nem se comparava ao que um simples garoto fazia invocando vários clones.

Acordou um pouco assustado, pois por instantes se esqueceu de onde estava e até pensou ter sido raptado, o que parando para pensar sobre sua chegada acompanhada na vila, não estava tão longe assim da verdade.

Pegou e bebeu o final da água que restava, juntando suas coisas e subindo as escadas, fechando a passagem e guardando o pergaminho novamente na caixa vermelha, deixando tudo como estava antes de sua passagem por ali.

- Da onde estão vindo essas vozes... o velho me entregou para alguém!?

Imediatamente assumiu uma postura mais curva, abaixado, encostando na parede e tentando ver pelo canto da porta de quem era aquela voz. Foi possivel ver que na cozinha havia um homem, se alimentando, talvez outro trabalhador daquele velho, possivelmente um colega de profissão, ou na pior das hipóteses alguém encarregado de leva-lo dali.

Decidiu colocar logo em pratica seu treinamento daquela noite, criando um clone que iria ate a cozinha e pegar pão, um pedaço de queijo e leite, enquanto ele permaneceria no canto, observando a reação do homem, pronto para ataca-lo pelas costas caso tentasse algo contra seu clone.

[off: ae, esquecemos de definir uma coisa: o char divide os sentidos com o clone? tipo, vê e ouve atraves dele? é imediato ou depois q o clone é destruido ele "lembra" oq aconteceu com o clone? Acho q ficaria interessante haver essa divisão dos sentidos como forma de coordenar melhor as ações do char e do clone, oq acha? tipo, um toma conta das costas do outro...]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
DEATH
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1017
Data de inscrição : 15/11/2010

MensagemAssunto: Re: Espectro - Bones   Sab Abr 12, 2014 8:45 pm

De longe conseguia notar que o pequeno grupo até estava se saindo bem, embora tivessem acabado se dividindo ao ser fechada as pressas aquela porta. Contudo, uma das estatuas acabou sendo decepada, então seria um problema a menos para eles.

-E esse é o momento que o heroi desconhecido aparece, oferece ajuda cortando a cabeça da outra e todo o grupo segue feliz como se fossem amigos de infância... Pelo amor de deus, como que tem gente que consegue ser burro e pensar assim???

Quase chegou a rir de seu próprio sarcasmo, pensando no quão idiota poderia ser a vida de alguns tolos que se achavam "herois" e "defensores da justiça e bablabla", vivendo uma vida em função da existência e satisfação dos outros. Bem, ele mesmo não estava tão distante de ter uma vida em função dos outros, mas seus meios e objetivos eram completamente diferentes e uma ação atruistica como aquelas seria a ultima coisa que poderia se esperar dele.

Por falar em boa vontade, a sua com aquele cavaleiro ja estava se esgotando, pois não parecia ter a habilidade necessaria para segui-lo da mesma forma e o risco que correria seria maior. Teria que manter distância de ambos, o que o deixava desconfortável e estava seriamente tentado a diminuir suas dificuldades, ainda mais de um sujeito sozinho, ja que seu animal de estimação parecia se afastar, e possuindo algo que lhe interessava.

Para tal, sabia que demoraria alguns instantes até que pudesse fazer outro clone, então se prepararia para o momento correto, ficando a observar o grupo de forma furtiva, escondido nas sombras, deixando que eles se matem contra aquele guardião, enquanto espera que o cavaleiro possa se aproximar. Ja tinha em mente uma combinação de suas proprias habilidades que gostaria de tentar e seria ele a cobaia ideal...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Goran Pandev
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 973
Idade : 31
Data de inscrição : 23/07/2008

MensagemAssunto: Re: Espectro - Bones   Sex Maio 02, 2014 9:16 am

Estava na espreita observando o grupo contra a estátua, porém o orc derrubou a última arremessando os restos da primeira estátua que foi derrubada. Estavam livres agora, porém do lado de fora da tumba e a quantidade de mortos-vivos estava aumentando do lado de fora.

Sua percepção lhe informou que seu clone está se aproximando juntamente com o cavaleiro. Chegou a hora de agir?! Ou o assassino irá esperar mais um pouco?!

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
DEATH
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1017
Data de inscrição : 15/11/2010

MensagemAssunto: Re: Espectro - Bones   Sex Maio 02, 2014 1:59 pm

Ao que parece o grupo tinha um típico cérebro de músculos, um brutamontes que jogou o que sobrou do guardião contra a porta e pelo visto acordou a outra metade do cemitério que ainda estava morta, aumentando e muito o número de mortos vivos. Já para seu companheiro, era chegada a hora.

Esperou até que o cavaleiro estivesse sobre uma superfície mais firme do que aquele galho de árvore e numa distância inferior a nove metros, pois já estava acostumado com seu poder e sabia a distância ideal para agir. Ficou atento a cada atitude, acompanhando as reações do cavaleiro e tentando antecipar instantes antes qual seria o próximo movimento, se focando para o momento decisivo, caminhando lentamente para traz de uma cruz para o cavaleiro perde-lo de vista por um instante. E assim o fez.

O clone num subto movimento, ataca frontalmente o cavaleiro, tentando acertar-lhe um golpe com a lâmina do braço mirando nas coxas do cavaleiro, seja para acertar e causar-lhe um dano e impedi-lo de correr ou seja para que ele esquive, indo para traz. Era justamente o que pretendia que ele fizesse pois o original iria usar seu teleporte para traz o homem, atacando com a lâmina do braço direito pouco abaixo de onde terminava a ultima costela, num golpe de baixo para cima, tentando assim acertar órgãos vitais, como coração e pulmões, puxando-o com sua mão esquerda pelo ombro para ter certeza que o golpe pegaria forte e onde deveria.

Se o homem tentasse esquivar do primeiro ataque, teria o azar de usar o mesmo impulso contra ele mesmo, pois fincaria mais fundo e forte a lâmina do original em suas costas. Sua mão esquerda serviria não apenas para puxa-lo, mas segura-lo para que não caísse, pois a ultima coisa que precisava era ter que revirar seus pertences no meio de tantos mortos.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Goran Pandev
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 973
Idade : 31
Data de inscrição : 23/07/2008

MensagemAssunto: Re: Espectro - Bones   Qua Maio 21, 2014 10:20 am

Plano perfeito. O cavaleiro foi vítima do seu plano e sucumbiu frente ao ataque furtivo e letal de Espectro. Não teve tempo de revidar, pois sua esquiva foi justamente o que causou mais dano a seu corpo, fincando a lâmina mais facilmente em seu coração.

Em poucos segundos, a vida saiu desse corpo, ficando caído no tronco da árvore.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
DEATH
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1017
Data de inscrição : 15/11/2010

MensagemAssunto: Re: Espectro - Bones   Sab Maio 24, 2014 12:16 am

- Que sua alma encontre a paz...

Com um sussurro parecendo uma silenciosa prece, retirou a lâmina das costas do cavaleiro, deitando-o sobre o tronco. Não era um ritual e nem sempre fazia aquilo, apenas uma crendice dele de quando tirava uma vida que precisava mas que particularmente julgava "inocente", embora praticamente nada sabia sobre ele.

Com a avidez de um abutre, começou a revirar o corpo do homem, buscando pertences e objetos, principalmente aquela medicina que o velho lhe deu, assim como possivel ouro e quem sabe algum documento ou item mais valioso. Tentava ser discreto, evitar gestos bruscos e fazer pouco ou quase nenhum barulho, pois ainda haviam muitos mortos no local e por alguns instantes deixado de acompanhar a movimentação do grupo.

[off: eu ja subi de lvl, entao vou comprar o talento OLHO LADINO e a HE de ficar imaterial, conforme a gente tinha combinado... vou atualizar a ficha, qlqr coisa vc me avisa que eu corrijo ^^ ]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Goran Pandev
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 973
Idade : 31
Data de inscrição : 23/07/2008

MensagemAssunto: Re: Espectro - Bones   Ter Abr 11, 2017 1:33 pm

Alguns meses depois.

A aventura na tumba não saiu como o planejado, muitas mortes, perdas, sacrifícios, enfim, tudo o que desejou saiu errado. Em um certo momento desejou não ter aceitado tal proposta, mas infelizmente aceitou e tentou, sem sucesso, alcançar o objetivo designado.

Porém, seu ego estava ferido e sua vontade era a de encontrar o mago que causou todo esse transtorno e retirar sua vida. mas como descobrir onde ele se esconde? Mesmo sendo astuto e muito inteligente, o mago sempre estava três passos a sua frente, em nenhum momento conseguiu o surpreender.

Com esses pensamentos em mente, passou o dia todo caminhando em volta da pequena cidade onde seu mentor mora, aproveitando para pegar algumas ervas e raízes, que podem lhe servir para remédios e venenos futuramente. A noite veio rápido, bem como o frio gélido, e logo retornou para companhia de seu mentor, o qual sempre tinha ótimas palavras em momentos de reflexões.

Ao chegar em casa, observa que seu mentor, está sentado de costas para porta e de frente para lareira, uma xícara vermelha fumegante em sua mão esquerda, no chão uma faca velha e toda enferrujada, o fogo da lareira deixou o ambiente confortável e relaxante, com uma voz compassada e baixa ele lhe diz:

- Hoje não irei cozinhar. Ficarei aqui aproveitando meu chá. Faça alguma coisa para comermos, pois teremos algumas coisas para conversar durante a refeição.

Desde que veio morar com seu mentor, ele nunca o pediu que fizesse a comida, apenas lhe solicitava serviços externos, mas hoje algo o deixou intrigado, o que poderia fazer com que o velho senhor nem levantasse da sua poltrona?

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
DEATH
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1017
Data de inscrição : 15/11/2010

MensagemAssunto: Re: Espectro - Bones   Qua Abr 12, 2017 9:48 pm

Mesmos já tendo retornado, sua cabeça ainda estava na tumba, ou melhor, naquele mago que perseguiu na tumba, temendo estar enferrujado ou tendo encontrado um adversário muito mais poderoso do que ele, pelo menos efetivamente falando.

Andar por ali e manter sua cabeça ocupada procurando ervas, lembrando para que elas serviam e colhendo algumas, tanto para poções quando venenos. Precisava manter-se focado, direcionado, disciplinado para que pensamentos de fraqueza não lhe tirassem seu objetivo: iria caçar aquele mago e mata-lo lenta e dolorosamente.

O tempo passou que nem percebeu e ao cair da noite retornou para a cabana do velho, tendo uma estranha surpresa, pois pela primeira vez a comida ainda não estava pronta, ao contrario, estava sendo requisitado que fizesse o jantar além de criar um suspense sobre o anuncio de "ter coisas a conversar".

- Só não reclame do gosto, sou acostumado apenas com comida de acampamentos...

Disse ele se direcionando para cozinha, guardando as ervas que havia colhido em seus respectivos recipientes e deu uma olhada na despensa. Não abaixou sua guarda em nenhum instante, pois vindo daquele velho, qualquer coisa poderia se tornar um teste ou desafio, talvez armadilhas ou ataque surpresa?

Seja como fosse, mesmo que o velho nada fizesse, iria aproveitar a oportunidade para treinar um pouco, invocando seu clone de sombra para ajuda-lo no preparo do alimento, dessa forma faria tudo na metade do tempo. Escolheria alguns vegetais para cozinhar, uma carne para assar no fogo e algumas fatias de pão. Deveria ser o bastante.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Goran Pandev
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 973
Idade : 31
Data de inscrição : 23/07/2008

MensagemAssunto: Re: Espectro - Bones   Qui Abr 13, 2017 4:40 pm

O ato de cozinhar deveria ser fácil e prático, ainda mais utilizando seu clone para dividir o trabalho e assim terminar o quanto antes. A estratégia fora ótima. Rapidamente preparou o "mise en place", escolheu uma posta de boi, e acendeu o fogo.

Em poucos minutos o ambiente começou a esquentar e sua visão um pouco turva, além da respiração ofegante, algo naquele lugar não estava correto, seu corpo estava pesado, porém resistindo ao ambiente e continuava suas ações de forma cada vez mais lenta.



___________________

Role um teste de vitalidade
d20
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
DEATH
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1017
Data de inscrição : 15/11/2010

MensagemAssunto: Re: Espectro - Bones   Sex Abr 14, 2017 10:22 pm

DEATH efetuou 1 lançamento(s) de dados (d20.) :
5
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Espectro - Bones   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Espectro - Bones
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 2 de 3Ir à página : Anterior  1, 2, 3  Seguinte
 Tópicos similares
-
» mazoquecara adm - bones bolado parte 2

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Mundo RPG :: PLAY BY FÓRUM :: Jogos :: Evolução :: Área ON-
Ir para: