Mundo RPG

O Lar do Rpgista Brasileiro
 
InícioInício  PortalPortal  GaleriaGaleria  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-se  

Compartilhe | 
 

 Espectro - Bones

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2, 3  Seguinte
AutorMensagem
Goran Pandev
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 973
Idade : 31
Data de inscrição : 23/07/2008

MensagemAssunto: Espectro - Bones   Ter Nov 26, 2013 2:41 pm

Quatro dias de viagem. Uma longa viagem a pé num ambiente agradável, sem perigo e também sem viajantes, ou seja, não teve oportunidade de conseguir um novo trabalho. Mas em seu mapa há uma pequena vila um pouco mais a frente, deve ser muito pequena e com poucos habitantes. Espectro deposita toda sua esperança nessa cidade, pois está sem dinheiro e suas provisões estão acabando. Precisa de um novo "trabalho" o mais rápido possível.

E assim continuou sua caminhada por mais duas horas até conseguir visualizar a vila:



No alto da colina pode ver que a vila sobrevive da pesca, no rio que há ao lado e da agricultura. Ao final há uma igreja com um pequeno cemitério ao lado dela, onde devem ser enterrados os nobres ou religiosos. Há também um pequeno estábulo logo na entrada e uma feira no centro da vila.

Enquanto observa a vila um senhor com uma carroça sendo puxada por um cavalo surrado surge da mata ao lado, e lhe cumprimenta e pergunta se quer carona até a vila. Eram poucos metros, mas mesmo assim o velhinho foi cordial. Na carroça há apenas lenha.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
DEATH
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1017
Data de inscrição : 15/11/2010

MensagemAssunto: Re: Espectro - Bones   Ter Nov 26, 2013 5:39 pm

Aquela estava sendo uma viagem tranquila, sem problemas e por uma região pacifica. Basicamente tudo que ele detestava reunido em um único local, forçado a se refugiar por um tempo naquela região ate que a "poeira abaixe" na capital, ate mesmo para ele estava perigoso continuar seu ramo de atuação num lugar como aquele.

- Malditos sejam esses comerciantes medrosos... Quando me pagam para "convidar" a concorrência tudo bem, mas quando o deles esta na reta, fazem quase todo o exercito vir tentar pegar um sujeito pacifico como eu... Vê se pode...

Caminho ate encontrar o que deveria ser uma pequena vila de pescadores, um lugar interessante para passar uns dias, fazer um dinheiro facil e dar tempo antes de retomar seu ramo ou quem sabe descobrir um novo mercado para ele.

Ao longe, a cidade parecia interessante, embora pacata de mais para suas espectativas mas nada que não possa em meio as conversar mostrar o potencial de seu negocio. Estava quase descendo quando percebeu algo se aproximando. Fechou os punhos e se preparava para atacar quando percebeu que se tratava da cabeça de um cavalo. Bem, a cabeça, corpo e toda uma carroça surgindo proximo dele. Ouviu a proposta no mínimo curiosa, visto que faltava tão pouco para chegar na cidade.

- Posso aceitar... Ou então mata-lo, sumir com o corpo, assumir seu lugar e entrar disfarçado na cidade... Não, melhor não, ele deve ter conhecidos lá... Entrar com ele pode ser mais interessante do que chegar repentinamente...

- Boa tarde, senhor. Agradeço a oferta e aceito, meus pés estão cansados de tanto caminhar. Me chamo Zakarias.


Falou ele com um tom comum, normal, ficando atento para não cair em uma armadilha ou ataque surpresa, afinal, quem vivia uma vida como a dele, sempre dormia com um olho aberto e outro fechado. Foi um papo mais tranquilo, informal e nem precisou mentir, exceto pelo nome, pois realmente estava cansado. Não algo que o impedisse de entrar sozinho na cidade, mas justamente por preferir não entrar sozinho é que seria melhor aceitar a oferta e desviar alguns olhares curiosos a principio...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Goran Pandev
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 973
Idade : 31
Data de inscrição : 23/07/2008

MensagemAssunto: Re: Espectro - Bones   Qua Nov 27, 2013 9:02 am

- Muito prazer Zakarias. Sou Elmander. Ele tosse muito forte, onde pode perceber que seu peito está carregado, provavelmente o velhinho está gripado ou se recuperando de uma forte gripe. Porém o que lhe chamou a atenção é que dificilmente alguém nessa idade resista a uma forte gripe.

- O que faz nessa região meu jovem?! Ele lhe pergunta nem sem te olhar, apenas cuidando do cavalo, o qual aparenta ser muito velho, pois se fosse mais novo provavelmente vocês já estaria na entrada da vila, mas ainda estão no meio do caminho.

A sua visão da vila é pouca, nada além do que viu do alto da colina, por enquanto não observou nada de valioso. Isso só poderá ver quando adentrar nela.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
DEATH
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1017
Data de inscrição : 15/11/2010

MensagemAssunto: Re: Espectro - Bones   Qua Nov 27, 2013 2:20 pm

Citação :
- Muito prazer Zakarias. Sou Elmander.


Nesse momento decidiu subir na carroça, deixando que o homem o levasse ate a pequena vila. Mas ouvindo aquela tosse irritante, procurou ficar a uma distância razoável dele, afinal, não queria logo ele ficar doente e com isso vulnerável, chegando a se imaginar perseguindo um alvo e quando decide se aproximar, tosse e alerta ele.


Citação :
- O que faz nessa região meu jovem?!


- Sou um viajante em busca de novos negócios. Estava passando aqui próximo e decidir conhecer a vila... O que poderia me dizer sobre ela?

Aquela tosse realmente estava incomodando, logo ele que era conhecido por não ter muita empatia ou compaixão com os outros, teve que pegar carona com um velho doente, algo que ele pessoalmente considerava "descartável" socialmente. Tentava se focar no assunto da conversa, o que para ele era bem mais importante, tentando obter algumas informações sem entrar a fundo sobre si mesmo e seu "ramo" de atuação.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Goran Pandev
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 973
Idade : 31
Data de inscrição : 23/07/2008

MensagemAssunto: Re: Espectro - Bones   Qua Nov 27, 2013 3:32 pm

O removedor de pessoas indesejáveis não estava tão a vontade na carroça de Elmander, a tosse dele o irritava, e o deixava preocupado em pegar essa gripe, o que poderia prejudicá-lo em um de seus trabalhos. Mesmo assim aproveitou a oportunidade para conseguir informações a respeito da vila.

- Nossa vila é muito pacata. Vivemos da pesca e da agricultura. Povo religioso e trabalhador. Ele respira fundo, como se o ar lhe faltasse nos pulmões e volta a falar:- E quais são esses novos negócios que procura?! Acho difícil conseguir alguma coisa aqui... E voltou a tossir fortemente.

Nesse momento já estão na entrada da vila. E ali pode enxergar algumas pessoas, todas aparentam ser receptivas, saudáveis e trabalhadoras, pois todos os adultos estão fazendo alguma coisa. Puxando lenha, cuidando dos animais, costurando redes, amolando ferramentas para o arado.

Espectro já havia esquecido do velhinho quando ouvir uma tosse e ele falando que lhe esperava na praça a noite, pois iria o levar a sua casa para jantar.



______________

OFF - Bones, você já recebeu 14 XPs. Estarei sempre atualizando na ficha.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
DEATH
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1017
Data de inscrição : 15/11/2010

MensagemAssunto: Re: Espectro - Bones   Qua Nov 27, 2013 9:16 pm

Citação :
- Nossa vila é muito pacata. Vivemos da pesca e da agricultura. Povo religioso e trabalhador. E quais são esses novos negócios que procura?! Acho difícil conseguir alguma coisa aqui...


- Deu pra perceber... Disse ele num certo tom de desanimo vendo que estava adentrando num local que mais parecia dum templo da deusa da paz, mas logo em seguida tentou se corrigir um pouco, respondendo ao homem o que era necessário saber. - Costumo trabalhar por conta própria, normalmente removendo todo tipo de coisa e em algumas vezes protegendo quem precisa. Geralmente um contratante que precisa se livrar da concorrência ou que mate um inimigo antes que tente algo contra seu contratante.

Deixando um pouco de lado o velho, começou a buscar ao redor aqueles que deveriam ter uma posição um pouco mais privilegiada, talvez um dono ou parente de comerciante ou dono de terras dali, assim como casas um pouco melhores, maiores e que aparentassem estar melhor equipadas.

Procurou também pelo seu belo e antigo lar: uma taverna. Não que costumasse beber, ao contrário, sempre procurava manter seu corpo em plenas condições e em estado de alerta, evitando uso de álcool e outras substancias disponíveis nos becos da capital. Tratava a taverna como um lar, pois costumava passar a maior parte do seu tempo nelas, ouvindo historias e obtendo contratos, arrumando compradores e contratando serviços extras.

Novamente uma tosse forte o faz se lembrar do velho, fazendo um calafrio percorrer sua espinha devido ao incomodo que aquilo ja havia se tornado. O senhor lhe oferece para jantar em sua casa a noite.

- Espero que você não seja um "ninguém" ou que me traga informações muito valiosas, senão essa tosse pode se tornar mortal...

- Combinado, Elmander.

Respondeu ele, concordando por inicialmente precisar de um lugar para passar a noite, ter a chance de ouvir um pouco mais sobre a própria vila e seus moradores e avaliar o quão util poderia ser aquele homem.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Goran Pandev
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 973
Idade : 31
Data de inscrição : 23/07/2008

MensagemAssunto: Re: Espectro - Bones   Qui Nov 28, 2013 12:08 pm

Havia se perdido em pensamentos buscando por detalhes na vila que lhe possam trazer vantagens e um serviço para conseguir o dinheiro que necessita. Seus olhos treinados percorrem rapidamente todas as casas que há na entrada da vila. Duas lhe chamam atenção.

A primeira é a que fica ao lado do estábulo, talvez seja do dono. Ela é de uma madeira mais grossa e suas janelas possuem detalhes que lembram figuras élficas. No telhado há ainda eira e beira, demonstrando que a casa pertence a uma família de renome.

A outra, mesmo de madeira no tom vermelho escuro, possui linhas retas, perfeitas. Portas e janelas são altamente reforçadas, lembrando muito as construções que anões fazem. Ela está totalmente fechada, nenhuma movimentação no lado de fora, nem luminosidade no lado de dentro, mesmo com a noite se aproximando.

Quando ouvir a tosse e o convite voltou a si. Elmander lhe cumprimentou e seguiu seu caminho, o deixando próximo a essas duas casas.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
DEATH
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1017
Data de inscrição : 15/11/2010

MensagemAssunto: Re: Espectro - Bones   Qui Nov 28, 2013 1:56 pm

Pelo que podia perceber, de todas as casas apenas duas eram mais "estranhas". Uma que possuía detalhes que lembrava construções dos elfos, com algumas figuras. Já a outra parecia uma pequena fortaleza dos anões, com portas e janelas reforçadas, do tipo que ele detestava encontrar pela frente em seus trabalhos devido a dificuldade exagerada que elas impunham a ele.

Poderia ser o caso de serem dois moradores ou famílias das duas raças, "representantes" de seu povo ali, mas logo uma de frente a outra, parecia mais uma provocação do que um convívio pacifico. Ele deixou o velho seguir seu caminho, ficando próximo as casas e tentando se decidir.

- Malditos anões e suas fortalezas... Pelo jeito dessas portas e janelas, devem estar bem fechadas e sem conseguir ver ali dentro, não acho que vai ser tão fácil assim entrar... Ja aquela outra ali é melhor tomar cuidado com alguma magia, aqueles viados das florestas adoram tudo ligado a isso, inclusive armadilhas mágicas... É melhor eu olhar mais de perto pra ver se realmente é um deles ali ou só mais um afeminado que gosta dessas coisas... Qualquer coisa tem os estábulos perto, da pra disfarçar que vou passar a noite ali...

Pensava consigo mesmo enquanto caminhava se aproximando à casa ao lado dos estábulos, olhando quantas portas e janelas tinham, suas disposições, se era possível olhar um pouco ali dentro pela janela, tentando parecer apenas um "perdido" buscando abrigo.

Mas não pretendia ficar muito ali para não chamar a atenção, logo caminhando caso não fosse interrompido por alguém, olhando menos detalhadamente as outras construções, indo em direção do que deveria ser o "centro" daquela vila, ainda de olho em alguma taverna onde pudesse passar a noite em vez de dormir mais uma vez em um estábulo...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Goran Pandev
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 973
Idade : 31
Data de inscrição : 23/07/2008

MensagemAssunto: Re: Espectro - Bones   Seg Dez 02, 2013 9:00 am

Seus passos eram calmos, porém firmes, não demonstrando estar desorientado. Mas seus olhos eram rápidos e certeiros. A casa afeminada realmente eram de elfos, pois conseguiu visualizar um casal dentro da casa, porém nada de armadilhas, mas não soube identificar alguma mágica nas portas e janelas, as quais são muitas. Já na mini fortaleza, não visualizou nada, nem moradores, nem movimentação, as janelas e portas são grossas com algumas armadilhas aparentes, as quais só podem ser desfeitas pelo lado de fora, o que denuncia não ter ninguém na casa. Mas por que tais armadilhas?!

Seus passos levaram até o centro da vila, um local pacato, com algumas pequenas lojas e uma taverna humilde, mas que possui algum movimento nela.

Pelos seus conhecimentos em menos de uma hora irá anoitecer e o velho tossidor logo estará lhe esperando nesse mesmo lugar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
DEATH
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1017
Data de inscrição : 15/11/2010

MensagemAssunto: Re: Espectro - Bones   Seg Dez 02, 2013 5:17 pm

Suas suspeitas iniciais pareciam verdadeiras. Enquanto caminhava ate o centro, tentava ir se recordando e decorando o que havia visto. As armadilhas, as magias, as construções, imaginando como poderia agir em cada situação, ciente de que ele poderia ser bom, mas mesmo numa cidade como aquela, era recomendado que fosse discreto.

Pelo que podia imaginar, logo logo estaria escuro e seria hora de agir, sendo que caso fosse "dormir" na casa do velho, talvez não fosse uma má ideia assim, afinal ele teria um álibi se algo desse errado ou certo ate de mais.

- Pessoalmente acho que deveria entrar primeiro na casa daqueles afeminados, so porque não vou com a cara dessa raça, mas estrategicamente acho que seria melhor entrar primeiro no bunker, eles estão visivelmente se preparando e possivelmente escondendo algo, mas acho melhor ver isso depois...

Para conhecer um pouco melhor a cidade e ver um potencial mercado interessado em seus "serviços", decidiu entrar na taverna primeiro, para observar que tipo de pessoas estavam ali e ficar de ouvidos atentos as conversas em volta.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Goran Pandev
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 973
Idade : 31
Data de inscrição : 23/07/2008

MensagemAssunto: Re: Espectro - Bones   Qui Dez 05, 2013 9:26 am

Sua memória decorou cada pedaço por onde passou, e as coisas parecem caminhar para um ótimo destino, tudo está a seu favor. Até mesmo o velho lhe deu uma pequena ajuda oferecendo um lugar para jantar.

Dentro da taverna, se espantou com a movimentação, tinha mais pessoas do que imaginou. Assim que adentrou o espaço todos o encararam, ficaram surpresos com sua chegada, mas logo depois voltaram ao normal, continuando com as bebidas e conversas.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
DEATH
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1017
Data de inscrição : 15/11/2010

MensagemAssunto: Re: Espectro - Bones   Sex Dez 06, 2013 9:03 am

Aquela cena que viu dentro da taverna foi no mínimo familiar mas ao mesmo tempo muito interessante, no sentido surpreendente da palavra, pois jamais imaginava ver aquele movimento de pessoas em uma vila como aquela.

- Só o que falta é eu ter vindo parar numa "cidade de aventureiros", onde vários idiotas se achando heróis vem pra começar uma "jornada" e acabam morrendo 3 dias depois... Bom, pelo menos isso pode dizer que pelo menos algum deles tenha algo de interessante... Mas se forem todos da vila, pelo visto são um bando de desocupados...

Ele ia imaginando consigo mesmo enquanto caminhava para dentro do local, no bom e velho balcão. Se sentiu um pouco desconfortável com todos o encarando, afinal, que tipo de ladrão ou assassino que gostava de ser "popular"...

Procurou evitar o lado da mulher mal encarada com um machado, preferindo passar proximo ao homem sentado com alguns papeis e dar uma "olhadinha" em que tipo de coisa ele estava envolvido. Avançou mais, percebendo que ao lado da lareira havia um homem fumando, todo encapuzado, mas procurou não ficar encarando-o, talvez fosse algum "colega".

Por fim, iria se aproximar do balcão, dar uma olhada em silêncio como se examinasse as prateleiras e falar com uma voz de entonação normal.

- O que você tem ai de bebida que não seja alcoólico? Por sinal, também tem algum quarto disponível?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Goran Pandev
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 973
Idade : 31
Data de inscrição : 23/07/2008

MensagemAssunto: Re: Espectro - Bones   Sex Dez 06, 2013 9:47 am

A mulher com o machado o encara de uma forma diferente, parece que já o tinha visto antes, mas logo desviou o olhar e sentou-se na mesma mesa do homem que estava olhando alguns papéis. Esses por sinal reparou que eram mapas marítimos, o homem olhava e calculava as distâncias, mas não viu nenhuma anotação diferente.

O homem encapuzado fumando estava observando a tudo e a todos, seu olhar era sinistro, porém não se movimentou em nenhum momento.

A atendente no balcão lhe dá um leve sorriso, ajeita o decote, deixando seus fartos seios mais desejáveis e responde, com uma voz doce e fina:

- Pra você tenho leite e sucos...e tenho sim alguns quartos vagos...

Nesse momento observou um casal jovem, muito jovem, não devem ter mais do que 15 anos de idade, adentrando a taverna, dando risada e se sentaram numa mesa separada, porém antes disso reparou que o homem encapuzado colocou algo no bolso da da jaqueta da garota.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
DEATH
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1017
Data de inscrição : 15/11/2010

MensagemAssunto: Re: Espectro - Bones   Sex Dez 06, 2013 2:07 pm

Aquele mulher o deixou preocupado, não conseguia se recordar exatamente se já a tinha visto mas parecia que ela o conhecia, o que era um mal sinal, entretanto ela nada fez, então ele decidiu fazer o mesmo por hora. Quanto ao mapa, um pequeno interesse surgiu.

- Se for uma rota comercial, isso envolverá outros interessados e sem dúvida vai atiçar a concorrência, o que pra mim é vantajoso "comercialmente", mas aquela mulher junto tá mais parecendo uma guarda costas...

A atendente foi "atenciosa", descrevendo o cardápio, mas pela sua voz e postura, podia muito bem ser apenas para conquistar um novo cliente, embora ele próprio tivesse interesse em ver até onde iria tamanha hospitalidade...

- Acho que um suco seria bom por hora, mas mais tarde talvez aceite um pouco mais de suas ótimas ofertas...

Ele não mediu muito as palavras, não era bom com elas, mas ao falar aquilo, deixou escapar uma olhada para os "dotes" da mulher dando uma leve risadinha, deixando bem claro suas intenções, já que a máscara cobria sua face.

Enquanto esperava a reação dela, percebeu o jovem casal entrando e o homem encapuzado colocar algo no bolso dela, algo no mínimo curioso, mas ele se contentaria em apenas observar por hora e ver o que exatamente estava acontecendo ali antes de agir precipitadamente.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Goran Pandev
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 973
Idade : 31
Data de inscrição : 23/07/2008

MensagemAssunto: Re: Espectro - Bones   Ter Dez 10, 2013 8:01 am

A atendente lhe retribui com um sorriso meigo antes de entregar um copo de suco. Sua coloração é alaranjada e o aroma cítrico, a moça lhe diz que é especialidade da casa. Antes de começar a beber reparou que o homem encapuzado deixou a taverna sorrateiramente.

A mulher e o homem com o mapa começam a conversar mais próximos com muitos gestos e um certo nervosismo. Ambos estavam bebendo cerveja e algo lhe diz que eles estão em uma missão e estão decidindo qual rumo seguir.

Nesse momento você sente uma forte dor em seu braço esquerdo, fazendo-o contorcer e não conseguir segurar nada, mas logo passa e em sua mão começa a aparecer um escrito: "Não esqueça do nosso jantar...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
DEATH
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1017
Data de inscrição : 15/11/2010

MensagemAssunto: Re: Espectro - Bones   Ter Dez 10, 2013 5:52 pm

Estranhamente, mesmo estando em meio a uma pequena vila perdida no nada, se sentia no meio de algo grande, algo maior que estava acontecendo. Tanto o encapuzado com aqueles casal jovem quanto o casal de viajantes que tentavam decidir a rota, tudo ali parecia chamar sua atenção para "oportunidades", embora ja tivesse alguns poucos compromissos antes disso.

Quando começou a beber, sentiu algo estranho em seu braço, sem motivo algum começou a doer forte, fazendo-o perder as forças nele. Olhou ao redor, desconfiado, mas nada que pudesse chamar sua atenção. Foi então que pensou.

- Maldita, o suco, deve estar envenenado... Mas por que logo aqui?

Estava se preparando para reagir quando notou algo estranho, em sua mão estavam aparecendo letras, formando palavras. Bem estranhas por sinal.


Citação :
"Não esqueça do nosso jantar...


- Era só o que faltava, ou essa garota ai é uma bruxa e fez algo com essa bebida, ou o velho devia ser algum mago ou ter feito algo comigo... Cara, como eu detesto magia...

- Com sua licença, tenho um compromisso, mas mais tarde acho que posso vir terminar nosso assunto, Milady...


Fez uma pequena pausa, esperando que ela possa dizer o nome, mas tempo suficiente apenas para terminar de beber e dar um aceno com a mão para ela, saindo da taverna, fazendo questão de passar próximo da garota que tinham colocado o papel no bolso da jaqueta e do casal de aventureiros, tentando dar uma segunda olhada no mapa, mas procurando não encarar aquela mulher de frente, pois ela devia saber de algo e não era bom começar uma briga ou algo assim ali.

Caso conseguisse sair sem problemas, quando saísse da taverna iria dar uma olhada ao redor em busca do tal encapuzado, procurando-o para ver onde teria ido, pensando em ter um "encontro profissional" com o sujeito e saber um pouco mais sobre o que estava acontecendo ali. Rezava para que o velho não estivesse ali fora ainda, pois se estivesse, teria que acompanha-lo e tentar ver que tipo de homem ele era para ter feito algo daquele tipo com ele.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Goran Pandev
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 973
Idade : 31
Data de inscrição : 23/07/2008

MensagemAssunto: Re: Espectro - Bones   Qua Dez 11, 2013 11:01 am

- Dáfini... A garçonete te responde no mesmo tom de antes e ao término da sua bebida percebe que também deu uma piscada com seu olho esquerdo e ajeitou o decote novamente.

Só então seguiu seu caminho. No momento em que passa perto da dupla que analisava o mapa, a brutamonte lhe olha novamente te deixando desconcertado, com isso não percebeu nada além do que já tinha visto.

Os dois jovens falavam em visitar o cemitério da floresta para encontrar algum item valioso.

E ao lado de fora não conseguiu ver o encapuzado nem o velho.


________________________
OFF: faz um teste de Habilidade +2 (Percepção).
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
DEATH
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1017
Data de inscrição : 15/11/2010

MensagemAssunto: Re: Espectro - Bones   Qua Dez 11, 2013 11:30 am

[Teste de Habilidade 13+2 (percepção)]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Kleiner
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1810
Idade : 32
Data de inscrição : 13/07/2008

MensagemAssunto: Re: Espectro - Bones   Qua Dez 11, 2013 11:30 am

O membro 'Bones' realizou a seguinte ação: Dados

'd20' :

Resultado : 15

________________________________________________

WhatsApp 41 9886 1050
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://mundorpg.forumbrasil.net
Goran Pandev
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 973
Idade : 31
Data de inscrição : 23/07/2008

MensagemAssunto: Re: Espectro - Bones   Qua Dez 11, 2013 12:16 pm

Espectro já estava seguindo seu caminho para praça, quando seus olhos observaram um vulto em seu lado esquerdo, indo para os fundos da taverna. Pela forma é bem provável que seja o encapuzado que acabara de sair da mesma.


_____________

OFF - Por pouco heim!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
DEATH
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1017
Data de inscrição : 15/11/2010

MensagemAssunto: Re: Espectro - Bones   Qua Dez 11, 2013 9:22 pm

[off: deve ter sido a sombra do vulto o que ele viu hehehe xD ]

Em seu caminho pela saída da taverna, pode perceber que os jovens buscavam algum tipo de item valioso, o que por si só ja era o suficiente para lhe chamar a atenção e quem sabe lhe render o suficiente para sair de vez daquela vila com o capital de que tanto precisava.

Já o outro casal, aquela guarda costas parecia desconfiada de mais dele, encarando-o, e sem poder se aproximar o suficiente para ter uma conversa amigável com o sujeito, ficaria difícil saber se valeria a pena ou não perder o seu tempo com eles. Estavam praticamente descartados, por hora...

Ao sair da taverna, não acha nenhum sinal do tal encapuzado ou do velho ainda, então decidiu se dirigir ate a praça e dar uma olhada no movimento noturno dali, para saber o quão "livre" estaria ali para poder trabalhar sossegado.

Entretanto, percebeu uma movimentação estranha vindo do seu lado esquerdo, indo para os fundos da taverna. Deveria ser o encapuzado, parecia que ja estava agindo, mas não sem sua permissão primeiro.

Para tal, procurou ver se não existiam olhares curiosos ao seu redor, pois pretendia usar seu teleporte para diminuir a distância entre eles e falar com ele antes que entrasse novamente na taverna. Caso alguém estivesse olhando, iria caminhar um pouco mais apressado e assim que possível usaria seu poder, tentando fazer o menor barulho possível.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Goran Pandev
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 973
Idade : 31
Data de inscrição : 23/07/2008

MensagemAssunto: Re: Espectro - Bones   Qui Dez 12, 2013 9:59 am

OFF - isso, isso, isso!!! lol! ....XPs a mais por isso!!!

______________________________

Seu olhar foi rápido e percebeu que as pessoas na ruas estão distraídas demais para repararem em sua habilidade. Com isso se teleportou duas vezes parando em frente ao sujeito. Os fundos da taverna é completamente escuro, não consegue enxergar nada, nem o rosto do sujeito.

Porém com um único movimento um globo de luz surge entre as mãos do encapuzado, revelando seu rosto.



Com a voz baixa ele lhe diz: - Sabia que viria atrás de mim. Não ouse me seguir, para o seu bem... E logo depois uma névoa começa a surgir no chão tomando conta do local, envolvendo vocês dois e logo depois a mesma some, mas o sujeito não está mais no local, desapareceu juntamente com a névoa.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
DEATH
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1017
Data de inscrição : 15/11/2010

MensagemAssunto: Re: Espectro - Bones   Qui Dez 12, 2013 6:32 pm

Quando finalmente alcançou o encapuzado, em vez de respostas acabou ficando com mais perguntas, pois o homem não lhe deu a chance de falar nada antes de desaparecer em meio a uma névoa.

- Que tipo de sujeito quer permanecer anônimo e cria um globo de luz para mostrar sua face!? Será que todos nessa cidadezinha são magos !? Onde diabos eu vim parar...

Com isso ele decide voltar para a frente da taverna, se perguntando o que exatamente deveria fazer naquele momento. A ultima coisa que gostaria de ter atrás dele é um mago raivoso, mas não sabia qual era a ligação entre ele e os jovens e muito menos que tipo de "item" eles estavam buscando. Poderia ate mesmo ser um boato, mas caso não fosse, valeria a pena arriscar...

Decidiu voltar para dentro da taverna, mas dessa vez, iria falar com os dois em vez de ficar se matando de tanto se questionar sobre aquele monte de possibilidades. Se aproximou com um ar sério, deixando os outros um pouco de lado no sentido de se importar com suas reações, mas atento a alguma movimentação suspeita, como alguém tentar ataca-lo ou o encapuzado retornar para o local. Procurou falar com um tom firme mas não muito ameaçador, tentando não falar alto, num tom que apenas os dois pudessem ouvi-lo.

- Vocês estão chamando atenção de mais aqui... Garota, olhe em seu bolso. Não acho que vão durar muito tempo se continuarem assim, acredite, opinião de um especialista...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Goran Pandev
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 973
Idade : 31
Data de inscrição : 23/07/2008

MensagemAssunto: Re: Espectro - Bones   Ter Dez 17, 2013 2:12 pm

Perguntas e mais perguntas. Uma simples vila está deixando um especialista nas artes sombrias preocupado. Primeiro foram as duas casas, uma élfica e outra anã. Depois as palavras em sua mão e agora o encapuzado que desapareceu sem responder nada.

Com tantas dúvidas em sua mente decidiu retornar para taverna e conversar com os dois jovens. Assim que os informou sobre um possível perigo, o rapaz demonstrou um certo receio e a garota colocou a mão no bolso e retirou o papel de dentro dele.

O papel possui coloração marrom escuro e há algumas coisas escritas, um odor de enxofre há nele.

Com a voz fina ela o responde: - Quem colocou isso em meu bolso?! E não consigo entender o que está escrito... E lhe entrega esperando que conseguisse ler, porém sem sucesso. Nem mesmo o rapaz conseguiu ler. Esse por sua vez está muito assustado e a garota manteve a calma.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
DEATH
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1017
Data de inscrição : 15/11/2010

MensagemAssunto: Re: Espectro - Bones   Qua Dez 18, 2013 10:12 am

- Ótimo, eles estão começando a entender que estão ferrados...

Sem ter sucesso em ler o que estava naquele papel, pelo odor presente nele e por saber quem foi que havia colocado aquilo no bolso dela, ja podia imaginar que não era coisa boa, então decidiu permanecer com o papel por enquanto, em cima da mesa enquanto conversam, pois já sabia o que fazer com ele...

Vendo a apreensão dos dois, decidiu que seria uma boa oportunidade de começar seus serviços na cidade e uma boa oferta viria bem a calhar naquele momento para eles.

- Lamento informar, mas só agora vocês perceberam que estão sendo seguidos e não parece boa coisa. Percebi que vocês estão indo para algum lugar, o que não é bom, pois podem ser atacados a qualquer instante. Posso oferecer meus serviços, seja como guarda costas, batedor ou executor de tarefas, ou todos eles se assim desejarem, mas precisaremos discutir os termos de um acordo e uma recompensa justa pelos serviços. Não preciso saber de nomes ou mais nada, muito menos o que estão buscando, mas uma vez que aceitem, garanto fidelidade enquanto nosso acordo existir. O que acham? Seria mais sensato do que se arriscar a cair nas mãos de alguém indesejado ou "anti-profissional"...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Goran Pandev
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 973
Idade : 31
Data de inscrição : 23/07/2008

MensagemAssunto: Re: Espectro - Bones   Seg Jan 13, 2014 5:59 pm

A garota mesmo com suas palavras da oferta do serviço mantêm a calma e lhe ouve atentamente, seus olhos estavam vidrados em você, porém ela não se movia e após o término da sua proposta, um silêncio se fez, e ela o respondeu, com a voz fina e baixa:

- E por que irei confiar num homem que nunca vi na vida?! Conheço a região muito bem e posso me virar por aqui. Mas e se eu aceitar os seus serviços, qual seria o pagamento?! E como posso confiar que esse papel não foi posto em meu bolso a seu pedido apenas para ganhar algumas moedas?! Espero que seja breve em sua resposta, pois não iria querer uma menina indefesa berrando aqui dentro...

Ao término das palavra solta um leve sorriso sínico para você.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
DEATH
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1017
Data de inscrição : 15/11/2010

MensagemAssunto: Re: Espectro - Bones   Seg Jan 13, 2014 10:52 pm

Ja poderia de alguma forma esperar uma resposta como aquela, mas pelo menos pensava que viria do rapaz e não justamente da garota. O final do argumento dela foi sem duvida o que mais lhe surpreendeu, realmente não esperava aquilo. Procurava olhar ao redor para ver se alguem demonstrava interesse na conversa deles e deu mais uma rapida olhada para o papel sobre a mesa antes de começar a responder.

- Ha Ha... Que garota fdp... Justamente tinha que ter uma assim aqui... Pensou ele com o mesmo tom de sarcasmo dela...

-Não confie, não estou oferecendo isso e sim um serviço. Eu poderia simplesmente esperar, matado os dois e tê-los roubado caso eu quisesse apenas o que vocês buscam. Sendo assim, por que me daria ao trabalho de me dar trabalho?

Seu olhar focava os olhos dela enquanto falava, usando um tom firme pois estava em meio a uma negociação e qualquer palavra mal colocada poderia causar algum mal entendido, com uma população raivosa o perseguindo com tochas e ferramentas...

- Aceito dinheiro, informações valiosas, itens ou favores, tudo de acordo com a dificuldade do serviço e com possibilidade de negociação... Fica a seu critério.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Goran Pandev
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 973
Idade : 31
Data de inscrição : 23/07/2008

MensagemAssunto: Re: Espectro - Bones   Ter Jan 14, 2014 1:07 pm

Ela mantêm sua calma e seu olhar meigo e te ouve atentamente. O rapaz por sua vez demonstra estar surpreso com a atitude de sua amiga, mas nada diz, apenas presta atenção em tudo. Suas palavras foram rápidas e ao término delas a garota solta um leve sorriso e percebe que você procurava algo dentro da taverna.

Com a voz fina e baixa ela lhe diz: - Não se preocupe. Tirando a atendente do balcão ninguém nos conhece aqui. Antes de aceitar sua proposta, quero saber o que está escrito nesse bilhete. Depois disso iremos negociar. E solta mais um leve sorriso.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
DEATH
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1017
Data de inscrição : 15/11/2010

MensagemAssunto: Re: Espectro - Bones   Ter Jan 14, 2014 4:18 pm

- Exatamente por isso que fico atento... Mas enfim...

Disse ele na mesma hora, tomando um breve folego para voltar a conversar. Ao que parece, estava sendo um sucesso a negociação e finalmente ele teria um trabalho curto, algo que ja serviria como pretexto para passar pouco tempo com o velho e sua tosse.

- Vou colaborar dizendo o que sei: entrei instantes antes de vocês e percebi um encapuzado bisbilhotando. Quando vocês entraram ele passou por vocês e esbarrou na senhorita, deixando o bilhete. Sai, indo atrás dele, que parecia me esperar atrás de uma construção. Ele me advertiu para ficar longe e sumiu numa neblina escura. Não duvido que seja um mago e isso dai seja alguma runa ou feitiço para segui-los ou estar nos ouvindo nesse instante...

Sem falar mais nada ou esperar uma resposta, se levanta e pega o tal papel que havia deixado sobre a mesa, o escondendo entre os dedos, com a mão fechada. Planejava fazer o mesmo que o encapuzado fez, deixa-lo no bolso de outra pessoa, e ja sabia exatamente de quem seria.

Começou a caminhar, cambaleando um pouco, como se estivesse pouco bêbado, não muito, apenas como se tivesse passado um pouco do ponto. Foi em direção a mesa onde estava a guerreira e o viajante, tropeçando e ameaçando de cair próximo deles, chegando a ficar com um joelho no chão, o suficiente para que sua mão com o papel pudesse se aproximar de um dos dois e deixar o conteúdo com eles.

Caso conseguisse, iria dar mais alguns passos e voltaria, dessa vez indo em direção a atendente do balcão. Se a informação fosse verdade, ela poderia dar o recado que precisava. Quando se aproximasse, iria chama-la pra perto, tentando colocar o rosto próximo ao ouvido dela, sussurrando.

- Vou ajudar sua amiga ali e o garoto... Diga em segredo para eles me encontrarem daqui duas horas na praça e que até lá fiquem alertas.

Piscou o olho para ela e começou a sair, indo para a praça, encontrar o tal velho...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Goran Pandev
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 973
Idade : 31
Data de inscrição : 23/07/2008

MensagemAssunto: Re: Espectro - Bones   Ter Jan 21, 2014 10:30 am

Toda sua encenação funcionou muito bem, realmente parecia estar bêbado, e no momento que cambaleou a guerreira do machado o ajudou a levantar, e nesse instante tratou de colocar o papel num bolso de sua calça. Assim que chegou no balcão, a atendente de deu um sorriso de concordância e continuou o seu trabalho.

Assim que saiu da taverna percebeu que já está noite e a movimentação está muito menor, ou seja, apenas você e alguns outros bêbados estão caminhando.

Não foi difícil encontrar a praça e logo ouviu a tosse do velhinho que o deu carona.

- Pontual...gosto de pessoas pontuais... Ele lhe cumprimentou com um certo sarcasmo e continuou: - Vamos...o jantar logo estará pronto e temos que conversar um pouco...

E assim vocês foram, com o velho tossindo muito e cuspindo um catarro verde nojento. Após algumas vielas escuras, você começa a sentir um cheiro muito bom, parece ser frango assado com batatas, fazia tempo que não sentia algo tão bom.

O velho adentra numa casa simples de cor avermelhada, suas janelas são reluzentes e a grama em frente aparadas, na porta há um símbolo, uma adaga presa num escudo.

Ao entrarem ele vai direto para cozinha e o chama. O interior da casa o impressiona, há muitos objetos de valor, entre tapetes, taças, vasos, lamparinas, almofadas, espadas, escudos. Definitivamente ele é muito misterioso.

- O jantar está servido, arroz com alho, e frango assado com batatas e para acompanhar um delicioso vinho dos nossos amigos elfos. Ele te dá um sorriso e volta a falar: - Você deve estar com muitas dúvidas, pode me fazer as perguntas que terei o prazer em respondê-las...




_____________________________________-

OBS

Parabéns, passou de nível graças a seu último post, gostei muito da ideia do bêbado.
Deixe informado onde irá gastar a pontuação na sua ficha.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Espectro - Bones   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Espectro - Bones
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 3Ir à página : 1, 2, 3  Seguinte
 Tópicos similares
-
» mazoquecara adm - bones bolado parte 2

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Mundo RPG :: PLAY BY FÓRUM :: Jogos :: Evolução :: Área ON-
Ir para: