Mundo RPG

O Lar do Rpgista Brasileiro
 
InícioInício  PortalPortal  GaleriaGaleria  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-se  

Compartilhe | 
 

 Entre a Loucura e a Razão

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2  Seguinte
AutorMensagem
Heidi Cavalieri
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1178
Idade : 26
Data de inscrição : 15/07/2008

MensagemAssunto: Entre a Loucura e a Razão    Qui Dez 13, 2012 1:19 pm


O que parecia estar solucionado, agora, torna-se um problema ainda maior. O apartamento de Eduardo é implodido, jogando estilhaços por todos os lados, gerando um enorme barulho, as estruturas do prédio acabam abaladas. Pode-se ouvir um grande ranger de concreto.

A corda que segurava Eduardo e a mulher rompe-se, Yasmim por sua vez, salta antes que isso ocorra, mas machuca seriamente o seu pé, enquanto Eduardo apenas observa a mulher se afastar na direção dos outros estranhos que estavam no outro lado da rua. Um grande pedaço de concreto vem na sua direção, acertando-o na coxa direita, começa a sangrar um pouco, e se não fizesse nada, a outra corda que te sustenta irá arrebentar em poucos instantes.

Dom fica apenas observando a cena, assusta-se com a grande explosão, o que faz com que inúmeros zumbis voltem a sua atenção para aquele beco. Aisha leva as mãos à cabeça, em desespero, segura fortemente no braço de Dom e quase que o puxando, fala em um tom em que todos pudessem escutar:

- Estamos perdidos, temos que sair daqui AGORA. Os zumbis são atraídos pelo barulho. Temos que conseguir uma condução ou será nosso fim.

A mulher recém chegada estava suando frio, estava mancando muito, seus braços e pernas arranhados, com muito sangue em sua roupa. Mas não parecia ser resultado da tirolesa. Ela chega perto e fala, com a respiração ofegante, pálida.

- Naquele prédio haviam muitos zumbis. Mas não podemos deixar aquele cara lá, ele é meio...estranho! Nem sabe do que esta acontecendo na cidade, ou não quer acreditar.

Dito isso, ela fica sem ar, apoiando-se em um dos cientistas que ali estavam, e acaba desmaiando. Seus ferimentos pareciam suar muito.

Spoiler:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Elessar III
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 554
Data de inscrição : 03/12/2010

MensagemAssunto: Re: Entre a Loucura e a Razão    Qui Dez 13, 2012 5:01 pm

-HUHUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUU *Gritava Eduardo alegre com o que via, afinal para ele aquilo era uma obra de arte, ver o fogo o barulho, o calor tudo aquilo o deixava eufórico ao extremo*

-Maravilha, mas tá na hora de dar o fora.... tratou de apanhar sua mochila companheira dentro estava seu kit básico de sobrevivência, afinal era um louco paranoico, e sabia que cedo ou tarde acabaria tendo de fugir. Não que esperasse ter de fugir de zumbis mas sim da policia, exercito, aeronáutica, marinha ou dos monstros de branco que eram os tais Médicos.

Onde será que deixei meu carro? *Pensou o Cachorro louco enquanto revirava a mochila indo em direção a garota que a pouco conhecera, e que parecia estar tirando um cochilo ao longe*

Mais uma vez podia contar com sua amante fiel, sua incrível SORTE era um milagre ter saído daquela situação usar arames comuns e ainda com duas pessoas? Talvez fosse sua loucura ou talvez realmente existisse um deus que insistia em proteger o Pobre louco em sua alopradas ideias, seja o que fosse ele estava ali inteiro
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Arvedui
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1799
Idade : 104
Localização : Mundo da Lua
Data de inscrição : 13/07/2008

MensagemAssunto: Re: Entre a Loucura e a Razão    Sex Dez 14, 2012 8:33 am

"Puta merda, que confusão dos diabos..."

Com sua mente ultra-atenta Dominic conseguiu acompanhar todos os detalhes do que acontecia: a explosão, a descida louca do casal pela tirolesa, o que resulta no ferimento da mulher, mas nada acontecera ao homem, que parecia desnorteado, ou ensandecido, era difícil dizer. Uma coisa era certa: o comportamento daquele sujeito não era normal. Dominic o observava com uma curiosidade quase acadêmica.

Em momento algum o gênio alarmou-se com as palavras aflitas de Aisha. Parecia estar curtindo a situação, de algum jeito bizarro. A adrenalina injetada em seu corpo só lhe deixava com mais vontade de andar o máximo possível na tênue linha entre vida e morte. Sentia-se eufórico demais com aquela situação, quase a ponto de seus sentidos serem obscurecidos pelo êxtase.

- Tenha calma, Aisha. Mantenha o foco em conservar uma distância segura dos zumbis. Vou ver se encontro algum veículo, posso fazer uma ligação direta.

Dito isso, Dominic corre os olhos ao redor, procurando algum veículo abandonado, enquanto caminha em direção ao estranho que descera da tirolesa:

- Ei, você! Por que não cuida da garota que você quase matou, enquanto eu procuro um carro para que possamos ter alguma chance de sair daqui com vida? - falou vagarosamente, como se se comunicasse com uma criança, já que, aparentemente, aquele homem não era normal.

________________________________________________
Devagar e sempre...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Heidi Cavalieri
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1178
Idade : 26
Data de inscrição : 15/07/2008

MensagemAssunto: Re: Entre a Loucura e a Razão    Sab Dez 15, 2012 12:16 pm

Os acontecimentos são rápidos. Não há muito tempo para compreende-los. Mas no final, tudo da certo, ou quase tudo.

Eduardo consegue sair das cordas sem maiores problemas, mas sua perna sangrava muito, não chegava a doer, mas o sangue escorria pela sua calça. A sorte, sempre aliada em horas como essa, parece que o abandonou por alguns dias. O seu carro, novo, estava de baixo dos escombros do prédio, que pegava fogo, e aos poucos mais e mais pedaços de concreto são derrubados.

Dom tenta analisar uma saída, só tinha uma saída. O prédio ficava em um beco, e a entrada dele estava repleto de zumbis. Não conseguiriam passar por ali com carros ou a pé, seriam alvos fáceis. Deveriam achar outra maneira de sair.

O local era simples, um beco com alguns prédios. Olhando melhor, pode perceber que o primeiro prédio o saguão estava limpo, sem zumbis, e o prédio atravessava a rua por inteiro, dando acesso às outras ruas, saindo daquele beco.

Eduardo corre atrás do que restara do seu carro, e acha ali ao lado, uma pequena mochila, com água, comida e uma pistola com munição. Será que a sorte estava voltando a lhe sorrir? O carro mais próximo fica do outro lado da rua, só podendo ser visto através de um prédio, que suas portas são de blindex transparentes. Parece estar livre de zumbis no momento.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Arvedui
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1799
Idade : 104
Localização : Mundo da Lua
Data de inscrição : 13/07/2008

MensagemAssunto: Re: Entre a Loucura e a Razão    Dom Dez 16, 2012 3:10 pm

"Merda!"

Foi o pensamento instintivo do jovem gênio ao perceber que as opções estavam diminuindo. O louco da tirolesa já havia corrido em direção a um pedaço de sucata, mas parece ter achado uma mochila com algo útil naquele carro velho. Tanto ele como a mulher que o acompanhava estavam feridos, mas isso não preocupava Dominic por enquanto.

Vislumbrou o único prédio que parecia oferecer algum abrigo e chance de saírem vivos. Um prédio em que o saguão por enquanto estava limpo. Não havia muito o que pensar, era lá que estava a salvação de todos. Dominic olha por cima do ombro e vê que os zumbis estão cada vez mais alvoroçados, em breve estariam todos mortos. A Adrenalina pulsa forte no sangue do jovem cientista.

- Ei, Aisha... aquele prédio parece em ordem. - disse apontando para o local - Chame todos e vamos para lá! Precisamos sair dessa merda de beco dos infernos, isso me lembra uma droga de esgoto. Que fedor!!! - gritou.

Ainda com o pequeno machado em punho, Dominic para e observa, esperando a reação dos demais. Estava começando a se sentir incomodado ali. Não se importava com os outros, mas de certa forma não seria legal correr e deixar todos para trás. Contudo, se aqueles idiotas insistissem em continuar fazendo asneiras, Dominic fugiria sozinho e os deixaria ali para serem comidos vivos. Se conseguisse encontrar uma arma, talvez pudesse se defender melhor do que com aquele maldito machado de cortar bife! Evil or Very Mad

________________________________________________
Devagar e sempre...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Elessar III
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 554
Data de inscrição : 03/12/2010

MensagemAssunto: Re: Entre a Loucura e a Razão    Dom Dez 16, 2012 10:06 pm

-Minha belina novinaaaa! NÃOOOO... *Pensou ou falou ou ainda pensou em falar tais palavras ao ver que o alarme tocara, e que o carro estava embaixo de escombros. Não era bem isso que ele tinha em mente mas tudo bem, ao menos encontrou algumas coisas uteis*

-Ho! Nunca mais encontrarei outro motor igual ao seu! POR QUE POR QUE os bons tem que morrer primeiro? *Agora sim tinha certeza que pronunciava isso em voz alta enquanto percebia a presença de um novo veiculo, e ainda um caminho livre de Zumbis, essa seria o caminho a ser seguido.*

-Pessoal, estou vendo nosso caminho pra fuga, do outro lado, tem um carro, podemos dar o fora daqui nele.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Heidi Cavalieri
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1178
Idade : 26
Data de inscrição : 15/07/2008

MensagemAssunto: Re: Entre a Loucura e a Razão    Seg Dez 17, 2012 10:25 am

Enquanto Domic chama Aisha para o prédio, Eduardo se lamenta pela perda do seu carro, mas o que adiantaria ter um carro novo a essa altura do campeonato? Bastava que funcionasse e tirasse a todos dali.

Ambos viram e tiveram a mesma ideia. Dom começa a correr para o prédio, seguido por Aisha, Eduardo e alguns dos cientistas, que sofriam para carregar a mulher nos braços. Não eram acostumados com peso.

Assim que entram no saguão do prédio, não tem nada, apenas a passagem para o outro lado. Mas chegando na porta, esta estava trancada, tinha alguns pesos segurando ela pela parte de fora e também trancada pela fechadura. É uma porta de blindex, com o trielho na parte superior.

Todos foram rápidos, mas deparam-se com esse empecilho. Não há mais tempo.

Olhando para trás, cerca de doze zumbis vinham na direção de vocês, um deles pega o primeiro cientista que encontra, o puxa com força para o seu lado, o cientista cai ao chão, aos gritos, desesperado, e concentram-se nele quatro zumbis. Restavam oito.

Aisha atira em dois, na cabeça certeiros, mas tem que recarregar a arma, perdendo algum tempo. Dois zumbis andam rapidamente na direção de Eduardo, o cheiro era insuportável, carne podre. Um deles vem pelo lado direito e o outro pelo esquerdo.

Outros dois zumbis se aproximam de Dom, da mesma forma, cada um de um lado. E os outros dois vão na direção do restante dos cientistas, que estavam com a mulher desmaiada.

Precisavam agir rápido, acabar com os zumbis e arrombar a porta. Logo aquele saguão estaria infestado pelos zumbis.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Elessar III
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 554
Data de inscrição : 03/12/2010

MensagemAssunto: Re: Entre a Loucura e a Razão    Qua Dez 19, 2012 2:00 pm

-Vem ni mim seus alienígenas comedores de cérebro! Monte de estrume governamental!!!!! *Reclamava Eduardo enquanto sacava sua arma, ele era louco mas não era burro para saber que estava em perigo e não era uma boa hora pra brincadeira. Ao menos não agora pois o cheiro não era dos melhores e ao menos se fossem perfumados, com um aroma agradável, talvez procurasse uma outra solução que não gastar suas belas nesses seres tão hediondos.

Bam! um tiro para a direita Bum outro para a esquerda. Era trinado para o uso de armas de fogo, apesar de não gostar muito de armas de pequeno calibre, preferia algo mais digno, principalmente de brincar com algo que pudesse fazer mais estragos, como bazucas, granadas, lança chamas algo do tipo, mas nunca são as melhores escolhas para momentos de fuga pois ocupam muito espaço

-Alguém ai não teria a chave dessa porta no bolso teria? *era uma pergunta retorica é claro, mas ainda assim quem sabe alguém soubesse como abrir aquilo, pois Eduardo sabia pilotar, era especialista em veículos e até mesmo abrir portas de carro mas esse não era o caso, aquilo era uma maldita fechadura de porta comum se ao menos fosse de algum carro seria mais facil*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Arvedui
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1799
Idade : 104
Localização : Mundo da Lua
Data de inscrição : 13/07/2008

MensagemAssunto: Re: Entre a Loucura e a Razão    Qua Dez 19, 2012 7:19 pm

Dominic não era exatamente um lutador, mas era bem mais alto que a média, mais pesado e, portanto, um pouco mais forte. Com dois zumbis vindo em sua direção ameaçadoramente, o jovem gênio não viu outra alternativa que não partir para o ataque, embora se sentisse terrivelmente desajeitado lutando com aquele pequeno machado que mal cortaria um pedaço de bife.

Mesmo assim, Dominic tinha alguma destreza, sabia, ao menos, fazer o movimento correto para um golpe, e foi isso que tentou. Pôs toda a sua força na mão que segurava o machado e, aproveitando a lentidão do zumbi que vinha a sua direita, direcionou o golpe para a cabeça do monstrengo.

"Isso provavelmente não vai adiantar e, se meus cálculos estiverem certos, eu estou fodido"

Deixa lá o machado fincado onde quer que tenha acertado o golpe no outro zumbi, não adiantaria perder tempo tentando tirá-lo, e ainda correr o risco de ser comido pelos zumbis no processo. Agil o máximo de pode, Dominic muda de posição, de modo a não ficar mais com um zumbi de cada lado, mas sim de frente para ambos os zumbis (simplesmente caminhando para frente ou para trás, onde houvesse espaço), forçando-os a mudarem de direção para vir atrás dele.

- Alguém atire na maldita porta... atirem EXATAMENTE no meio do vidro, pois esse é o ponto mais frágil. Um tiro à queima-roupa. A porta deverá rachar em vários pedaços e poderemos terminar de quebrá-la com chutes.

________________________________________________
Devagar e sempre...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Heidi Cavalieri
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1178
Idade : 26
Data de inscrição : 15/07/2008

MensagemAssunto: Re: Entre a Loucura e a Razão    Qua Dez 19, 2012 7:51 pm

Spoiler:
 

Eduardo estava com arma em mãos, sabia utilizá-la, com a adrenalina do momento, não pensou duas vezes, logo atirou uma vez em cada zumbi. Eles param por alguns instantes, um dos tiros acerta o braço do zumbi à esquerda, o zumbi da direita é acertado no ombro. Eles não param, parece que a fúria deles aumentou e continuam andando na sua direção.

Dom por sua vez lança a machadinha com toda a sua força para cima de um dos zumbis, ele era forte, mas não tinha jeito com objetos de arremesso ou em lutas. A machadinha acerta o pescoço do zumbi, mas não chega a decepar a cabeça, o atrasa por algum momento, mas continua andando na sua direção.

Aisha escuta o que Dom fala, mas ela também não era acostumada com armas, esta se atrapalhando um pouco com a arma, mas é a única que fica atrás de todos, fugindo assim dos zumbis. Era a que estava livre.

Yasmim, a mulher que apareceu no apartamento de Eduardo estava desmaiada, no colo de um dos cientistas, que se escondia com ela atrás de um balcão. A moça acorda, e por incrível que pareça, ela acorda como uma zumbi, agarrando o pescoço do pobre homem e o dilacerando.

Dom dá alguns passos para trás e chama a atenção dos zumbis, o que dá certo, eles estão vindo na sua direção. Tudo dependia de Aisha acertar a porta.

Por um instante ela derruba a arma, mas pega novamente, estava apavorada, mas consegue carregar e dá dois tiros na porta, que se parte em milhares de pedaços. Ela mal consegue falar, estava tremendo. Mas olha para todos e grita para Eduardo.

- Acerte no cérebro, caso contrário eles não morrem.

Dito isso, ela dá um tiro na cabeça de um dos zumbis que vinham na direção de Eduardo e outro que estava vindo na direção de Dom, e sai correndo para o carro abandonado.

Podem notar que há MUITOS zumbis entrando no prédio.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Elessar III
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 554
Data de inscrição : 03/12/2010

MensagemAssunto: Re: Entre a Loucura e a Razão    Qua Dez 19, 2012 9:39 pm

-Na cabeça? Por que não tive essa ideia antes? E por que só agora é que você me avisa? Gastei duas balas nesses aliens

Eduardo segura sua arma como no tempo que serviu as forças armadas e corre em direção ao carro queria sair o rápido dali. Nem mesmo viu o que havia acontecido com a estranha que adentrara seu AP. Olhou para direita esquerda cima e baixo analisando com seus reflexos se algo vinha ainda em sua direção ou mesmo se atrapalharia sua eminente corrida para a liberdade

-Mal dia Mal dia! eu queria ter visto o episodio novo dos simpsons, mas não... tive de sair fugindo de alienígenas que querem meu cérebro!
*pensou em voz baixa*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Arvedui
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1799
Idade : 104
Localização : Mundo da Lua
Data de inscrição : 13/07/2008

MensagemAssunto: Re: Entre a Loucura e a Razão    Qui Dez 20, 2012 9:50 pm

Dominic sentiu seu sangue congelar por um milésimo de segundos, quando viu a mulher que viera com o maluco virar zumbi e atacar um dos cientistas que a carregavam. Não sentiu medo, mas uma estranha sensação de nojo. Seu coração pulsava forte por conta da adrenalina, e ele sentia que estavam perdidos caso Aisha não tivesse controle naquela maldita arma para quebrar a porta.

De certa forma, Dominic estava quase desistindo de fugir e se preparando para, ao menos, dar combate físico àquelas criaturas desprezíveis, quando ouviu o estrondo da porta se partindo em milhares de pedacinhos. Aquele som pareceu mais bonito ao gênio do que uma sinfonia de Bach. Sem esperar pelos demais, Dominic ganhou a rua em direção ao carro. Se conseguissem pegar aquele carro, provavelmente estariam salvos.

- Aisha, o carro tem chave? Se não tiver, terei de fazer uma ligação direta, e isso pode levar um tempo. Você terá de manter os zumbis à distância!

Correndo feito louco, Dom chega próximo ao veículo. Parecia em bom estado, mas será que conseguiriam fugir a tempo? A mente de Dom trabalhava a mil, com dezenas de possibilidades, todas elas desaguavam em momentos não muito agradáveis, nos quais o próprio Dom virava comida de zumbi.

"Merda, temos de conseguir! Logo agora que estamos tão próximos da cura..."

________________________________________________
Devagar e sempre...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Heidi Cavalieri
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1178
Idade : 26
Data de inscrição : 15/07/2008

MensagemAssunto: Re: Entre a Loucura e a Razão    Dom Dez 23, 2012 9:46 pm



Dom e Eduardo saem correndo do jeito que podem, às pressas, olhando em volta pra ver se tinha mais algum zumbi, na rua, estava tudo limpo. O problema era dentro do prédio.

Muitos zumbis se aglomeram em volta do corpo de um dos cientistas, outro na fuga desesperada, tropeça e é alvo dos zumbis, do grupo inicial, sobreviveram apenas Aisha, Dom e aquele senhor que falou calmamente com o gênio no começo da confusão.

Eduardo fica segurando sua arma, estava indignado com toda essa invasão, do seu modo, dentro de seus delírios, mas não iria ceder e queria sobreviver, fica fazendo a guarda junto com Aisha, que tinha uma expressão de puro medo, mesmo assim ela fica ali, atirava nos zumbis que se aproximavam muito. Puderam notar que ela chorava, mas não perdia a pontaria, ela levava jeito.

- Ande rápido Dom, a munição esta acabando! – Ela olhou pra Eduardo, aflita – Me desculpe, na hora eu nem vi que tinha uma arma...

Dom consegue abrir a porta do carro, não estava trancada. A ligação direta é feita rapidamente, mas o combustível estava quase esgotado. Será que conseguiriam ir para muito longe?

Olhando para trás, há muitos zumbis, a explosão chamou uma verdadeira legião. O problema é que o laboratório agora ficará bloqueado por um bom tempo...


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Elessar III
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 554
Data de inscrição : 03/12/2010

MensagemAssunto: Re: Entre a Loucura e a Razão    Seg Dez 24, 2012 7:25 am

-Arma? Onde? Ahhh se refere a isso aqui... Bem não foi minha primeira escolha... Tenho um ranchinho no interior, qualquer dia te convido para ir lá... E lá sim é que tenho armas....

-Simbora que eu dirijo! *Eduardo olhou que o cara estranho já tinha aberto a porta do veiculo, se não tivesse de ficar vigiando os "Aliens" ele mesmo teria feito o serviço, mas uma coisa era certa, ele iria ser o piloto de fuga, pois ali dificilmente haveria alguém que pudesse ser melhor q ele*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Arvedui
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1799
Idade : 104
Localização : Mundo da Lua
Data de inscrição : 13/07/2008

MensagemAssunto: Re: Entre a Loucura e a Razão    Qua Dez 26, 2012 6:36 am

Finalmente as coisas se encaminhavam para um final melhor do que as agradáveis mordidas de zumbis. Dominic, como sempre, mantinha uma certa frieza. A ausência de medo lhe tornava estranho em situações de alta adrenalina: ao mesmo tempo frio e ansioso por alguma ação.

Ao conseguir fazer a ligação direta no veículo, percebe que o combustível está escasseando. Isso era um problema. Se aquele maldito carro morresse no meio de uma rua tomada por zumbis, nada daquela fuga teria feito sentido, morreriam do mesmo jeito. Precisariam encontrar outro veículo e retirar o combustível dele, ou encontrar um posto de gasolina razoavelmente livre de sanguessugas.

O veículo era necessário para que pudessem ter alguma proteção a mais, e a esperança de chegarem vivos a algum lugar seguro, embora o louco que agora os acompanhava parecesse certo de que segurança não era um problema por ali. Dominic de certa forma simpatizou com aquele homem: se ele tinha medo, não demonstrava. Alguém que, neste ponto, era exatamente igual ao jovem cientista.

- Vamos, vamos, vamos, sem conversa! Você dirige, cara... mas espero que saiba o que está fazendo. Seria ridículo escapar de zumbis e morrer preso nas ferragens de um carro. - falou para Eduardo.

Então, num gesto estranho e inesperado, caminhou até Aisha, passou o braço por sobre seu ombro e puxou-a delicadamente em direção ao veículo. A mulher chorava:

- Vamos, Aisha... precisamos viver. Temos uma cura para descobrir.

________________________________________________
Devagar e sempre...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Heidi Cavalieri
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1178
Idade : 26
Data de inscrição : 15/07/2008

MensagemAssunto: Re: Entre a Loucura e a Razão    Qua Dez 26, 2012 12:42 pm

Dom cede seu lugar de motorista para Eduardo, que parecia estar extasiado com toda a situação. Não sabiam para onde iriam, mas isso decidiriam pelo caminho, o primordial era sair dali, não conseguiriam dar conta de tantos zumbis sozinhos.

O senhor que estava com vocês, simplesmente fica parado olhando os zumbis, ele olha para todos e sorri.

- Estou muito velho para essas fugas. O que eu tinha para fazer em vida, já foi feito. Andem seus tolos, fujam. Não se preocupem comigo.

Ele deu as costas ao grupo, e ficou olhando os zumbis, parado, estático. Aisha estava pronta para puxá-lo a força, mas por alguma razão não o fez, apenas despediu-se dele silenciosamente. Nenhum homem deveria ser forçado a viver.

Logo que Dom segura a cientista pelo ombro, ela leva um pequeno susto, não esperava por aquilo, pelo que pode perceber, a mulher era muito focada em seu trabalho, não dando espaço para a convivência social.

Ela encara seus olhos por alguns instantes, e, sem resistência deixa-se levar até o carro. Quando entram, ela olha pela janela para trás, e com a voz quase falhando fala:

- Nossas amostras Dom...estão naquele prédio com os cientistas mortos. Não poderemos nos afastar tanto daqui. Estávamos tão perto. – Fala olhando para baixo, suas mãos tremiam, estava nervosa.

E assim o trio saiu o mais rápido que pode daquele lugar. As ruas estavam cheias, a infecção estava generalizada, andam mais ou menos uns 2km do local, até que a gasolina acaba.

Olhando em volta há muitos carros, a rua estava vazia, mas ao longe, pode-se perceber uma série de zumbis vindo. Nada alarmante, por volta de uns 15.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Elessar III
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 554
Data de inscrição : 03/12/2010

MensagemAssunto: Re: Entre a Loucura e a Razão    Qua Dez 26, 2012 1:51 pm

-Corre! bixinho! *Eduardo saiu cantando uma sinfonia de pneus, deixando o cheiro de borracha queimada no ar a medida q subia uma fumaça branca*

-Não tenho ideia para onde vamos, mas podem confiar em mim, onde quer que seja é para lá que iremos
* Eduardo falava isso virando-se para o casal, sem se importar muito com o que estava a sua frente, tinha total confiança em seus talentos e até mesmo a supervalorizava, afinal somente um louco com muito sorte poderia pilotar as cegas. Não havia muito transito isso ajudava, mas em contrapartida muitos obstáculos devido ao caos generalizado que havia na cidade*

-Pessoal... Temos um probleminha... Alguém tem dinheiro ou cartão de credito? Vamos precisar de um para poder passar em um posto de combustível... Mas quem é o maldito que deixa o carro na reserva longe de um posto de combustível? Se eu encontrar o responsável desse carro, eu mesmo vou dar sua cabeça para os alienígenas

-E agora para onde? * Planejar não era bem o forte do Cachorro louco, seu negocio mesmo era ação, não tinha um plano e muito menos um rumo a seguir, isso jamais fora importante para sim, pois sempre ia ao local certo na hora certa mesmo sem saber, sempre estava onde era preciso estar e pronto*

-Mamãe mandou eu escolher aquele ali!!!! *Apontou para um dos carros a frente. Aquele seria seu próximo veiculo e quem sabe o que encontraria dendro dele. Quem sabe o que a sorte lhe reservara nesse momento*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Arvedui
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1799
Idade : 104
Localização : Mundo da Lua
Data de inscrição : 13/07/2008

MensagemAssunto: Re: Entre a Loucura e a Razão    Sex Jan 04, 2013 5:02 pm

Aisha escreveu:
- Nossas amostras Dom...estão naquele prédio com os cientistas mortos. Não poderemos nos afastar tanto daqui. Estávamos tão perto.


- Aisha, você conhece este lugar melhor do que eu. Há algum ponto dessa cidade que esteja servindo de abrigo? - em seguida, vira-se para Eduardo - Ei, você, como se chama? Pode pegar outro carro para fugirmos?

-Cachorro Louco a seu serviço! O seu é Dom né? Mas Dom quixote? Dom Casmurro? Particularmente eu gostei mais do Dom Casmurro... Só acho que o filho era no final dele mesmo... Ops, foi mal ai, olha eu contando aqui pedaços do livro... Tudo bem depois passo numa livraria e pego um novinho pra ti! OK? Quanto ao carro, pode deixar que to providenciando, minha duvida é se pego um com freios ou sem freios... Eu prefiro sem freio, dá mais emoção nas curvas HEHEHHEH

*Agora virando-se para para os carros parados*

-Vamos ver... Vamos ver... Que cor eu vou escolher? ? ? Eu queria um azeitona... Seria ótimo para combinar com meu Martine

________________________________________________
Devagar e sempre...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Elessar III
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 554
Data de inscrição : 03/12/2010

MensagemAssunto: Re: Entre a Loucura e a Razão    Sab Jan 05, 2013 10:04 am

Arvedue escreveu:
- Aisha, você conhece este lugar melhor do que eu. Há algum ponto dessa cidade que esteja servindo de abrigo? - em seguida, vira-se para Eduardo - Ei, você, como se chama? Pode pegar outro carro para fugirmos?




-Cachorro Louco a seu serviço! O seu é Dom né? Mas Dom quixote? Dom Casmurro? Particularmente eu gostei mais do Dom Casmurro... Só acho que o filho era no final dele mesmo... Ops, foi mal ai, olha eu contando aqui pedaços do livro... Tudo bem depois passo numa livraria e pego um novinho pra ti! OK? Quanto ao carro, pode deixar que to providenciando, minha duvida é se pego um com freios ou sem freios... Eu prefiro sem freio, dá mais emoção nas curvas HEHEHHEH

*Agora virando-se para para os carros parados*

-Vamos ver... Vamos ver... Que cor eu vou escolher? ? ? Eu queria um azeitona... Seria ótimo para combinar com meu Martine
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Heidi Cavalieri
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1178
Idade : 26
Data de inscrição : 15/07/2008

MensagemAssunto: Re: Entre a Loucura e a Razão    Sab Jan 05, 2013 2:17 pm

Os três estavam agora em uma rodovia, inúmeros carros à sua frente, olhando para trás, percebem que a maioria dos zumbis sumiu, provavelmente não viram os humanos por ali e desviaram pela mata, porém, ainda há uns quatro vindo na direção de vocês, lentamente.

Pelo andar deles, levarão mais ou menos vinte minutos para chegarem ali. Aisha estava agitada, parecia que nem ouviu o que Dom disse, andava de carro em carro, com uma mochila vazia nas costas, vasculhava tudo, quando de repente voltou a si:

- Desculpe-me Dom, esqueci de respondê-lo. Bom, se seguirmos nessa rodovia chegaremos a uma cidade menor, acho que a infecção não deve estar tão grande assim por lá. Visto que as pessoas foram todas na direção de Petrópolis, atrás do abrigo.

Ela arrombava o porta malas de um dos carros, e parecia maravilhada, pegava água, comida, olhava algumas peças de roupas, tudo que fosse útil estava recolhendo.

- Mas antes de irmos, sugiro que peguem comida, água, peças de roupa que sirvam em vocês. Não sei quanto tempo isso vai demorar para passar, se passar.

Pegou um facão que estava em dos carros e estava segurando firme. Olhava para os zumbis que se aproximavam do pequeno grupo.

Eduardo achou o seu carro cor de azeitona, um scort, mas haviam tantos outros melhores e mais potentes por ali, bom para viagens longas. Procurando melhor, havia uma troller verde, olhou pelo painel e o tanque estava cheio. Talvez a sorte estava sorrindo novamente para o cachorro doido.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Heidi Cavalieri
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1178
Idade : 26
Data de inscrição : 15/07/2008

MensagemAssunto: Re: Entre a Loucura e a Razão    Qui Jan 31, 2013 4:26 pm

Spoiler:
 

Sem enrolação, os três conseguem uma boa quantidade de suprimentos e roupas tiradas dos carros. Os zumbis estavam se aproximando cada vez mais, não podiam ficar muito tempo por ali, caso contrário seriam alvos fáceis.

Seguem na direção que Aisha indica, e realmente, o volume de carros é bem menor, em comparação ao Rio de Janeiro.

Algum tempo depois, podem perceber ao longe, três carros blindados, típicos da polícia do Rio de Janeiro, do BOPE.

Estão parados em um descampado, podem perceber que discutem sobre alguma coisa, e fora isso, não há sinais de zumbis ao redor.

Aisha logo fica olhando para aqueles carros, e pergunta aflita:

- Devemos parar?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Elessar III
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 554
Data de inscrição : 03/12/2010

MensagemAssunto: Re: Entre a Loucura e a Razão    Dom Fev 03, 2013 10:49 pm

Spoiler:
 

-Minha azeitona... E ainda com tanque cherinho... Faltou só as prostitutas pra eu fazer a festa!

-Bora povo é esse aqui!
*Gritava para o casal enquanto entrava no carro todo eufórico procurando se existia uma chave perdida por lá*

Apanhou o carro e logo arrancou para fora dali, não tinha uma direção certa, nem ao menos tinha uma errada, apenas dirigia seja lá para onde. Lá foi avistado carros da policia.

-Olha aqui gata doutora, eu não paro mesmo... Aquilo são agentes do governo, e de quem acha que é a culpa dessa loucura? Do governo... Eles não vão me pegar jamais.. se quiserem eu os deixo aqui para irem.

-Sabe de uma coisa? vamos para o Chile, lá é ótimo nessa época do ano
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ninja
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1150
Idade : 21
Localização : Na frente do Pc
Data de inscrição : 29/11/2010

MensagemAssunto: Re: Entre a Loucura e a Razão    Sex Fev 22, 2013 11:38 am

Que droga veio...ja começam a Quizumbar...Se continuar assim vai dar merda...
Um capitão do bope armado e um Anderson silva enfezado...vai sobrar pra mim maluko...
Daqui a poco vai começar os tapas.
Melhor pinar daqui......mas pra onde?
Hum...aqueles caras ali...talvez...se eles parassem...será que dá?
Droga...vou acabar preso com esses caras...e agora? como saio daqui?

________________________________________________
Kung Lao, Jogador de Chapelão

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://italicox.blogspot.com.br/
Goran Pandev
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 973
Idade : 31
Data de inscrição : 23/07/2008

MensagemAssunto: Re: Entre a Loucura e a Razão    Sex Out 11, 2013 2:54 pm

Esperando a resposta do capitão reparo que um carro se aproxima de nós e com a voz firme digo:

Então capitão. O que será?!
Vamos continuar nesse carro subindo a serra até onde der ou vamos seguir a pé sorrateiramente. E ainda tem aquele carro vindo em nossa direção.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Kleiner
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1810
Idade : 32
Data de inscrição : 13/07/2008

MensagemAssunto: Re: Entre a Loucura e a Razão    Sab Out 12, 2013 2:23 pm

Capitão Nascimento ve um movimento à frente.
Desce do Blindado, sempre de olho em volta. Acompanhado de quatro homens.
- Fecha a Rua 06....pára esse carro aí. Vamo ve o que tem lá pra frente...

Rapidamente, 06, um Policial bem treinado do Bope, com vasta experiencia vira o primeiro blindado na pista impedindo a passagem.
Nascimento e seus homens sacam os Rifles e fazem sinal para o veículo parar.

- Para essa porra.... - gritavam os policias do Bope.

"Eu não quero saber que porra é essa....não quero saber de quem é a culpa. Só quero salvar o máximo de gente que puder. E se esses filhos da puta do carro puderem ajudar, eles vão ajudar. Nem que seja dando até a ultima gota da gasolina desse carro..."

________________________________________________

WhatsApp 41 9886 1050
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://mundorpg.forumbrasil.net
Arvedui
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1799
Idade : 104
Localização : Mundo da Lua
Data de inscrição : 13/07/2008

MensagemAssunto: Re: Entre a Loucura e a Razão    Qua Out 16, 2013 8:13 am

O grupo agora estava mais numeroso e, com isso, as esperanças de sucesso na empreitada de sobrevivência aumentavam. Contudo, aquele grupo parecia por demais heterogêneo. Havia múltiplas personalidades ali, algumas conflitantes entre si. Seria interessante observar como se daria a luta pela sobrevivência envolvendo indivíduos tão díspares. Dominic limita-se a observar, por algum tempo, as discussões que se desenrolam em busca de uma saída para o impasse.

Após refletir cuidadosamente sobre a situação em que se encontravam e observar ao longe os carros da polícia de elite do Rio de Janeiro, Dominic chega à conclusão de que pode ser interessante para o grupo estar em companhia de homens treinados. Unindo sua inteligência privilegiada com o bom treinamento daqueles policiais, a chance de sobrevivência de todos aumentaria. Ademais, o que Dominic pretendia era deixar o quanto antes aquel e caos e poder estudar, com calma, uma cura para aquela epidemia bizarra, o que não poderia ser feito enquanto precisasse lutar por sua sobrevivência.

- Eu opto por seguirmos em frente, até porque, pelo visto, os policiais já nos viram. A nossa única alternativa é parar e torcer para que não sejam um bando de zumbis fortemente armados. De minha parte, prefiro a companhia de pessoas bem treinadas para a sobrevivência.

Sem pensar duas vezes, Dominic abre a porta do carro e faz menção de pular do veículo.

________________________________________________
Devagar e sempre...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Heidi Cavalieri
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1178
Idade : 26
Data de inscrição : 15/07/2008

MensagemAssunto: Re: Entre a Loucura e a Razão    Qui Out 17, 2013 9:57 pm

O dia enfim começa a escurecer, uma pequena névoa se forma, dificultando um pouco a visão por entre os carros, pelo ar frio, podem perceber que a noite será muito fria.

Dentro do carro, Eduardo, o cachorro doido, fica em silêncio por alguns minutos, o que era extremamente difícil para ele, parecia que era uma pessoa 'normal'.

Aisha, ouve com atenção a ideia de Dominic, e se aproveitando do momento lúcido de Eduardo, pede para que ele pare o carro.

Todos podem perceber, que os zumbis que estavam atrás do carro dos cientistas, estão se aproximando cada vez mais, porém são muito lentos, mesmo assim a quantidade assusta, não tem como matar todos eles, nem com a ajuda do BOPE.

Ao redor da pista, na floresta que a cerca, começam a ouvir alguns barulhos estranhos, relinchos de cavalos, gemidos, algumas árvores balançando.

Aisha se antecipa, descendo do carro com as mãos na cabeça, olha para trás preocupada, mas se dirige com educação e medo aos policiais:

- Boa tarde senhores, só estamos tentando fugir desse caos. Poderiam nos ajudar?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Kleiner
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1810
Idade : 32
Data de inscrição : 13/07/2008

MensagemAssunto: Re: Entre a Loucura e a Razão    Sex Out 18, 2013 10:48 pm

- Sai todo mundo do carro !!! - berrou Nascimento indo na direção das pessoas que do carro saiam.

- 02, 06, vão lá no carro e tirem a gasolina deles e passem pro blindado. E rápido porque tem um monte daqueles seres vindo pra cá...

- Algum dos Senhores se opõe a entrar no nosso blindado?
- Os senhores estão bem?
- falava em tom alto. Com a arma já abaixada.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://mundorpg.forumbrasil.net
Arvedui
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 1799
Idade : 104
Localização : Mundo da Lua
Data de inscrição : 13/07/2008

MensagemAssunto: Re: Entre a Loucura e a Razão    Seg Out 21, 2013 8:14 am

Dominic deixa que Aisha conduza o primeiro contato com os policiais. Ela era nativa do país, certamente se entenderia melhor com eles. Sua atenção só é desviada pelos sons que começam a escutar. Aquilo certamente significava que mais mortos-vivos se aproximavam. A estranha sensação de náusea toma conta do corpo de Dominic, mas apenas por um pequeno instante. Logo recupera-se, voltando a sua habitual lucidez fria.

Seus olhos esquadrinham o ambiente ao redor, na tentativa de perceber alguma coisa que passara despercebido para os outros. Somente após essa olhada inicial é que o homem volta-se para os policiais:

- Não me oponho de forma alguma, Capitão.


Rapidamente toma a direção do carro. Seus pensamentos estavam embaralhados. Tanta coisa havia acontecido de forma tão rápida, que somente agora Dom começava a voltar ao seu estado normal de  gélida concentração. Enquanto entrava no veículo, observava o lento e contínuo progresso da horda de zumbis.

"Isso será memorável..."

________________________________________________
Devagar e sempre...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Goran Pandev
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 973
Idade : 31
Data de inscrição : 23/07/2008

MensagemAssunto: Re: Entre a Loucura e a Razão    Seg Out 21, 2013 9:58 am

Apenas solto um sorriso ao ver o capitão mandando o carro parar. Dou alguns passos em sua direção e digo calmamente:

- Eu sei usar armas, então se me permitir, posso ajudar na segurança, pois estou com uma pistola aqui porém com pouca munição.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Entre a Loucura e a Razão    

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Entre a Loucura e a Razão
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 2Ir à página : 1, 2  Seguinte
 Tópicos similares
-
» [Brasil} Helicóptero desaparece entre Campinas e Guarujá
» Corujão PSB - Só poste aqui entre 1 e 6 da manhã!
» Diferença entre selo MINT e NOVO
» Como se calcular a razão de descida/subida?
» Razão de subida do ifly 737

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Mundo RPG :: Arquivo Morto :: JOGOS :: Cidade dos Mortos :: O Som dos Tambores-
Ir para: