Mundo RPG

O Lar do Rpgista Brasileiro
 
InícioInício  PortalPortal  GaleriaGaleria  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-se  

Compartilhe | 
 

 1a Cronica de Tihak: Bons negocios...

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6
AutorMensagem
Tihak
Usuário
avatar

Número de Mensagens : 547
Idade : 29
Data de inscrição : 06/11/2012

MensagemAssunto: Re: 1a Cronica de Tihak: Bons negocios...   Ter Fev 12, 2013 8:28 pm

Urrando de raiva, Skundar desiste de tentar empurrar o vorcha e tenta levanta-lo. Não importa o quão forte ele fosse, ele ainda pesava pouco mais que um vorcha norrmal. O krogan ergue o vorcha acima da própria cabeça, segurando com as duas mãos, e enquanto bufava de raiva, se aproxima da grade de proteção e joga o vorcha do andar em que estão. Ele nem espera para ver o que aconteceu, se vira e corre para os computadores, enquanto estabelece contato com Schells:

- Grrr.... argh... to colocando a cura no sistema.... agora. Vocês tem minha posição? - Skundar descreve rapidamente um pouco o prédio em que esta - Tem como chegarem até aqui?!

O krogan segue as instruções que havia recebido anteriormente, pega a cura do compartimento seguro de sua armadura e admministra ela no sistema. Ele tenta fazer tudo o mais rápido possível mas priorizando fazer o trabalho corretamente: havia se esforçado muito para cometer algum erro ali. Skundar só sai da sala após ter 100% de certeza que fez tudo que devia fazer corretamente, e que o virus criado pelos Blood Reapers estava realmente neutralizado.

- Onde vocês estão?! - ele fala no rádio.

________________________________________________
"A knight is sworn to valour

His heart knows only virtue

His blade defends the helpless

His might upholds the weak

His word speaks only truth

His wrath undoes the wicked."


                         
- The "Old Code"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Bidy
Moderador
Moderador
avatar

Número de Mensagens : 1466
Idade : 28
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 23/11/2010

MensagemAssunto: Re: 1a Cronica de Tihak: Bons negocios...   Ter Fev 12, 2013 8:39 pm

Você coloca a cura no suporte e configura os controles. Pelo painel você vê que assim que ela entra em contato com a parte de purificação do ar, ela vai de liquido para vapor e começa a se espalhar, em algumas horas estaria em toda Omega.

Schells: - Estamos indo ai!

O tanque vai exatamente para baixo da escada, você vê Kolvant na metralhadora em cima do tanque dando uma chuva de bala nas forças interminaveis de vorchas e krogans. O tanque estava com uma fumaça nada agradavel na traseira e vários buracos de bala.

Kolvant: - Vem logo!

Assim que você alcança a escada, uma explosão azul biotic entra no lugar, sete guardas do lado de fora voam para dentro.

- GAAAAAVOOOOOOOOOOOOOORRRNNNNN!!!!!

Uma voz gutural de krogan ecoa, você não lembra de ter visto tanta raiva em um unico grito.

Assim que alcança a parte de cima do tanque, você vê um krogan em uma armadura pesada vermelha com um pequeno exército de krogans e vorchas andando atrás dele, uma cena bem intimidadora, você quase pode sentir o quão fodidos aqueles caras estão.




Assim que você entra, Kolvant o segue.

Kolvant: - Tira a gente daqui JA!

Schells acelera abrindo um buraco no lado que você entrou, vocês rapidamente vão para a rua onde Kolvant manda Schells parar.

Schells: - O que está fazendo?

Você vê que Kolvant sai do tanque com a Spike thrower engatilhada.

Kolvant: - Não posso deixar meus companheiros lutando sozinhos. Temos assuntos pendentes com aquele vorcha e não vou deixar Garm com toda a diversão.

Ele solta um sorriso amigavel e acena conforme anda para o lugar de novo.

Kolvant: - Quando eu voltar, as bebidas são por minha conta.

Schells: - Bem...temos ainda que reportar ao Urgot. Nosso trabalho aqui acabou...

________________________________________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://z6.invisionfree.com/Mundo_das_Trevas/index.php?s=6f82bdff
Tihak
Usuário
avatar

Número de Mensagens : 547
Idade : 29
Data de inscrição : 06/11/2012

MensagemAssunto: Re: 1a Cronica de Tihak: Bons negocios...   Ter Fev 12, 2013 8:58 pm

Assim que Skundar se certifica de que o trabalho esta feito, ele se vira e sai correndo da sala, para apenas para pegar sua shotgun do chão e ja guarda ela, em seguida ele sai correndo a toda velocidade para a escada. Quando esta chegando, Skundar nota os guardas sendo jogados pelo poder biotic e ouve o grito de Garm enquanto ele aparece.

Skundar para e observa... aquela era uma das cenas mais medonhas que Skundar ja havia visto. Ele até esquece a surra que tinha tomado do vorcha, seu único desejo agora era sair dali. Skundar desce pela escada deslizando ao estilo militar, o jeito mais rápido de descer uma escada, e entra para dentro do mako o mais rápido e desajeitadamente possível.

- Pronto, vai vai VAAAAAAAAAAI!!!!!!! -Skundar ja começa a gritar assim que fecha a porta do mako, antes mesmo se arranjar um lugar para se sentar.

O krogan despenca em um acento, mas em seguida se vira e gruda o visor do capacete em uma das janelas ou algum dos monitores de visão do mako: a visão de Garm aparecendo de maneira tão assustadora e imponente havia deixado Skundar com medo, seus instintos diziam que ele deveria correr o mais rápido que pudesse dali... porém, sem ter controle do mako, Skundar não conseguia tirar Garm da vista, seus instintos exigiam que ele tivesse total noção de onde estava a ameaça. Havia algo mais, porém: a demonstração de poder bruto e biótico de Garm havia deixado Skundar curioso, e ele fica de olho no battlemaster até este sumir de vista.

Após escaparem dali, Skundar volta ao normal. Quando Kolvant manda parar e desce, Skundar não diz nada, ja sabia o que Kolvant iria fazer e não estava surpreso por aquilo.

- Ei!. . . . - Ele segura Kolvant por um segundo - Não morra porque eu vou cobrar essas bebidas depois, entendeu?! Boa caçada!-Ele então solta Kolvant e deixa ele ir.

O krogan então se encosta no banco novamente e respira fundo.

- É. Acabou. - diz e em seguida se cala. Skundar volta a olhar para fora do mako, vendo o caos e destruição que haviam causado. Após sairem daquela área, a atenção de Skundar se volta para o interior do mako: estar dentro de um tanque o lembrava a época que vivia em Tutchanka, mas aquele tanque era limpo, apertado e aparentemente frágil demais para alguem acostumado aos tanques criados para os krogans.

________________________________________________
"A knight is sworn to valour

His heart knows only virtue

His blade defends the helpless

His might upholds the weak

His word speaks only truth

His wrath undoes the wicked."


                         
- The "Old Code"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Bidy
Moderador
Moderador
avatar

Número de Mensagens : 1466
Idade : 28
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 23/11/2010

MensagemAssunto: Re: 1a Cronica de Tihak: Bons negocios...   Ter Fev 12, 2013 9:07 pm

Você não consegue ver muito da luta visto que Schells acelerou o maximo que podia até sair do lugar.

Assim que Kolvant sai, Schells dirige mais tranquilamente visto que não tem mais perigo iminente, o tanque parece bem destruido pelo fogo que tomou, mas nada irremediavel.

Você não consegue deixar de perceber umas partes chamuscadas na armadura de schells e alguns restos de medi gel nos braços dele, pelos buracos perto dele, deve ter tomado alguns tiros na luta.


Schells: - Não foi como eu esperava, mas deu certo, talvez agora consiga o que quero...se quiser pode ficar com esse tanque quando chegarmos, não tenho espaço pra ele mesmo.

(Se quiser acelerar coloco que voces chegaram lá no Urgot logo)

________________________________________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://z6.invisionfree.com/Mundo_das_Trevas/index.php?s=6f82bdff
Tihak
Usuário
avatar

Número de Mensagens : 547
Idade : 29
Data de inscrição : 06/11/2012

MensagemAssunto: Re: 1a Cronica de Tihak: Bons negocios...   Ter Fev 12, 2013 9:40 pm


Enquanto observava o tanque, Skundar acaba percebendo a armadura de Schells chamuscada e as marcas de medi gel.

- É. Não foi. Encontrei alguns problemas no caminho. - ele observa os ferimentos de Schells - Pelo jeito vocês tambem tiveram uma luta dura. - Skundar não podia deixar de transparecer uma certa surpresa por como Schells havia conseguido passar por tudo isso sem ter a regeneração que ele e Kolvant dispunham.

Skundar pensa um pouco no que Schells disse. Ele se lembra então da ficha que havia lido sobre Schells, mas não achava aquela uma boa hora para revelar que sabia do passado dele.

- He. Eu ganhei uma boa grana com esse trabalho - ele fala enquanto começava a soltar os tubos de ar ligados a seu capacete - Mas não foi só por isso. - Skundar então tira o capacete da armadura, pondo-o de lado - Urgott me prometeu algo tambem. Informação. Informação sobre.... algo importante. Além disso, existem um ou dois não krogans que eu ficaria muito chateado se morressem por causa desse virus.

Skundar sabia que iria levar algum tempo até chegarem onde deveriam ir, e que podia ler relativamente rápido. O Krogan abre o compartimento da armadura e tira aquelas pastas com os documentos que tinha encontrado na casa dos turians. Ele deixa o de Schells por último, ja que era o que ja havia lido, e começa a ler os outros documentos. Ele segurava os documentos de forma que só ele pudesse le-los.

________________________________________________
"A knight is sworn to valour

His heart knows only virtue

His blade defends the helpless

His might upholds the weak

His word speaks only truth

His wrath undoes the wicked."


                         
- The "Old Code"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Bidy
Moderador
Moderador
avatar

Número de Mensagens : 1466
Idade : 28
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 23/11/2010

MensagemAssunto: Re: 1a Cronica de Tihak: Bons negocios...   Ter Fev 12, 2013 10:23 pm

Schells: - Sei o que quer dizer...também tenho pessoas que não quero que morram.

Ele estrala o ombro um pouco.

Schells: - Ainda bem que coloquei aquele modificador de medi-gel automatico, esse tanque é bom mas não é feito pra ficar tomando tiro a toa.

Durante o caminho você abre as fichas.

Ideena Nara.
Raça: Quarian.
Idade: 18 anos.
Altura: 1,75.
Peso: 65 kg


Nascida em uma nave menor da flotila quarian, Ideena sempre foi fascinada por tecnologia militar, compartilhando de um forte desejo por retomar seu planeta como muitos quarians e de uma total antipatia por sinteticos, dedicando boa parte de sua adolescencia a estudar geths e planejar modos mais criativos de destrui-los.
Sua pilgrimage veio e com isto ela saiu sozinha determinada a aprimorar suas habilidades como engenheira.
Foi encontrada por uma tropa de piratas que a adotaram a sua tripulação onde ela colocou suas habilidades como engenheira a dispor deles e em troca teria os espólios relevantes a seu trabalho.
O pirata que liderava todos era um turian chamado Johan que aproveitou-se da confiança da quarian para descobrir a localização de sua nave natal e aproveitando-se do fato dela ser pequena e em maioria feita por civis, saquearam ela resultando no exilio de Ideena e em uma culpa avassaladora por sua familia e amigos terem pagado por sua ingenuidade.
Foi para Omega tanto para tentar localizar Johan quanto para começar uma nova vida, seus objetivos são redimir-se perante seu povo, se é que tal coisa é possivel e fazer a vida de Johan o mais miseravel quanto humanamente possivel...

Skarr Drau.

Raça: Krogan.
Altura: 2,10.
Peso: 137 kg.
Idade: 347 anos.


Skar nasceu no Clã Drau, também conhecido como "Ruzad" ou Juizes durante a antiga republica krogan antes da guerra civil que transformou Tuchanka num deserto radioativo.
Mesmo depois disto, o clã mantinha seu trabalho em conservar as tradições pré guerra.
Skarr sempre foi um krogan simples que não aspirava muito. Apesar disto, mostrava uma ironica habilidade em inspirar os outros a sua volta, de fato era considerado um tanto quanto problemático por seu interesse em outras raças em especial sua literatura.
Em seu ritual de passagem foi o unico a voltar vivo após um encontro contra dois thresher maws, só sobreviveu por que estavam ocupados demais devorando o resto de seu grupo, coisa que nunca se sentiu orgulhoso e desde então nunca mais quis liderar nada.
Assim que pôde, alistou-se nos Blood Pack almejando uma oportunidade de deixar Tuchanka pra trás.
Em omega ganhou uma reputação relativamente boa, ficando famoso por ter sido capturado por um grupo da frota turian que patrulhava as bordas entre o terminus e o espaço do conselho e após dias sendo torturado o que resultou num ferimento na garganta que tirou sua capacidade de falar, conseguiu libertar-se e matar todos os tripulantes da nave em seu sono sem armas, dizem que até mesmo os soldados mais veteranos não conseguiram entrar na nave e encarar o açougue turian que aquela nave se transformou.
Demonstrou uma força absurda mesmo para um krogan, apesar de parecer um tipico krogan bruto, a verdade é que raramente entra em furia de sangue, de fato está a anos sem ter que recorrer a este estado.
De fato os poucos que o conhecem bem dizem que ele é bem calmo e até simpatico com as poucas pessoas que confia.

Aleena.
Raça: Asari.
Altura: 1,70.
Peso: 65.
Idade: 165 anos.


Aleena é uma ex commando que desistiu da carreira por motivos ainda desconhecidos. Seguindo uma carreira como mercenária, operando a serviço de vários contratantes.
Sua reputação se consolidou com os rumores de que havia sobrevivido a um encontro contra um krogan battlemaster chamado Urdnot Wrex que resultou na completa destruição de uma nave cheia de mercenários e piratas.
Em omega, foi responsavel pela morte de uma gangue inteira para vingar sua irmã e desde então faz parte da equipe formada por Urgot.
Seus poderes biotics são poderosos e precisos, apesar de sua personalidade impetuosa, mostra um controle excepcional sobre seus poderes, está longe de ser uma matriarca, mas também está longe de ser uma cadete.

Syglar.

Raça: Turian.
Idade: 21 anos.
Altura: 1,85.
Peso: 87 kg


"Syglar" parece ser o mais curioso deles. A verdade é que este é um nome "emprestado" de um soldado qualquer da frota turian.
Syglar foi parte de um programa numa base militar na lua de Palaven, para produzir soldados mais avançados, com implantes que aumentam excepcionalmente sua agilidade e resiliencia.
Para impedir que revelassem segredos confidenciais, várias drogas inibidoras de memoria foram usadas e como resultado até hoje não sabe quem é, de onde veio ou como era sua vida antes.
No entanto o projeto provou-se um fracasso já que os implantes de modo similar aos biotics L2 provocam certos efeitos mentais nocivos, Syglar seria descartado e marcado para execução, mas ao que parece conseguiu fugir deixando um rastro de destruição em seu caminho.
Adotando o nome de outro turian que provavelmente pegou por acaso, Syglar não achou opção senão atuar como mercenário, por todo lugar que passava foi notado sua tendencia grave a psicopatia e até mesmo a esquizofrenia.
Fez uma reputação respeitavel ao assassinar diversos lideres de gangue, politicos na citadel e até mesmo uma tentativa não muito sucedida de matar o primarca turian que foi o unico contrato que não conseguiu concluir.
A única coisa incontestavel é sua habilidade de infiltração e sua maestria em combate corpo a corpo, podendo rivalizar até mesmo com criaturas fisicamente superiores.

Sauren

Raça: Turian.


Filho único de um oficial de de campo, Saren cresceu como um turian normal, frequentando a academia e aprendendo diversos conhecimentos uteis para o campo de batalha e sobre sua sociedade e sobre o conselho. Recebeu um implante devido a uma afinidade que ja haviam detectado, mas ainda era algo muito latente nele, demoraria tempo até que começasse a desenvolve-la adequadamente. Tudo ia bem até que seu pai foi morto em uma emboscada feita por mercenarios humanos.
Faltavam ainda dois anos para que se tornasse um adulto, mas mesmo assim conseguiu fugir de casa e seguir os passos deles. Demorou para achar o rasto, mas quando conseguiu, começou a se aproximar cada vez mais do grupo, ate que, quando se deu conta, estava trabalhando pra eles. Durante todo esse tempo, mais de 6 anos, um odio foi alimentado e crescendo conforme convivia com eles, passando cada vez mais a odia-los.
Até que um dia sua vingança teve efeito quando o grupo mudava de base. Demorou, mas conseguiu planejar uma sequencia de panes e problemas em 2 das naves deles, matando assim cerca de 75% do grupo. Ele estava na nave restante usando um traje quando despressurisou-a, mas um pequeno grupo conseguiu sobreviver e acabou havendo um conflito. No final, estava ferido, com algumas costelas quebradas e um tiro no ombro, mas estava encima do desgraçado que havia matado seu pai.
Mas ele não o matou... Fez coisa pior. Sabia que aquele grupo andava alimentando diversas inimizades e não seria dificil encontrar alguem interessado em sua cabeça. Tendo pilhado a nave e conseguido alguns equipamentos e um rifle em otimo estado ( era usado apenas pelo "chefe" ), conseguiu programar o piloto automatico das duas naves restantes seguirem a menor (mais facil de comandar com apenas uma pessoa e tinha armamento rasoavel), levando o tal homem até a orbita de um conhecido terriorio mercenario.
De la, começou um pequeno "leilão" pela cabeça do homem e das naves, sem que um comprador soubesse do outro... Terminou com uma boa proposta: permaneceria com aquela nave para si e poderia escolher entre sair vivo dali ou trabalhar para eles. Pensou pouco a respeito e acabou concordando com a oferta de trabalho. Não sentia mais nenhuma necessidade de voltar para casa. Quando fechou o negocio, acabou sendo pego pelo grupo, não o que venceu, mas outro que estava roubando-os.
A partir de então, começou a fazer os serviços para ele e alguns de fora com a aprovação dele, afinal, não gostaria de se meter nos negocios de seu chefe sem mais nem menos. Não usava nenhum uniforme ou emblema, para todos os efeitos, ele era um freelancer numa terra sem lei lutando para sobreviver...

________________________________________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://z6.invisionfree.com/Mundo_das_Trevas/index.php?s=6f82bdff
Tihak
Usuário
avatar

Número de Mensagens : 547
Idade : 29
Data de inscrição : 06/11/2012

MensagemAssunto: Re: 1a Cronica de Tihak: Bons negocios...   Ter Fev 12, 2013 10:45 pm

Skundar ia lendo as fichas, vendo aquelas figuras que não conhecia. Ele para para pensar quão parecido era com alguns ali. Skundar via a sí mesmo como alguem forçado a entrar naquela vida de crimes por falta de opções. Quando Schells fala sobre pessoas que ele não queria que morressem, Skundar ja sabia de quem ele estava falando.

O krogan fica quieto por enquanto, ele espera eles chegarem ao local que estavam indo. Assim que Schells para o mako, Skundar diz:

- Schells, espera - Skundar pega o documento que se tratava dele, e entrega para o salarian - Acho que vai querer ficar com isso. Encontrei naquela casa la, aquela dos turians, que você nos encontrou e saimos com a nave.

O krogan então deixa Schells ler o documento referente a ele, com os outros ainda em mãos.

________________________________________________
"A knight is sworn to valour

His heart knows only virtue

His blade defends the helpless

His might upholds the weak

His word speaks only truth

His wrath undoes the wicked."


                         
- The "Old Code"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Bidy
Moderador
Moderador
avatar

Número de Mensagens : 1466
Idade : 28
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 23/11/2010

MensagemAssunto: Re: 1a Cronica de Tihak: Bons negocios...   Ter Fev 12, 2013 10:57 pm

Schells liga o piloto automatico do tanque e olha as fichas, a primeira que ele vê é a dele, você percebe pelos olhos arregalados e pelo jeito que ele colocou fogo na ficha dele com um isqueiro que ele não se sente exatamente a vontade com isso.

Schells: - Nota mental...descobrir quem é o futuro defunto que ta nos expiando. Mas já que estamos aqui...

Ele muda de preocupado para a tipica curiosidade salarian em segundos e começa a ler os outros.

Schells: - Aham...complexo de culpa, explica a Ideena ser tão mole...intrigante...sempre quis saber por que o Skarr não fala, suponho que ser eloquente e peder a voz deixe qualquer um puto.

Lendo a ficha de Syglar e Aleena ele arregala tanto os olhos que você jura que vão saltar para fora da cara dele.

Schells: - Cacete! Sabia que aquela história das vozes na cabeça do Syglar não eram piada. E a Aleena sobreviveu a um...não não...se todos os batltemasters forem metade do que aquele tal de Garm é...a Aleena deve ser a asari mais medonha que já vi pra poder aguentar uma luta com...aquilo...

Ele olha a ficha de seu capitão e coça o queixo.

Schells: - È isso explica por que ele não é chegado a humanos...me pergunto se o Urgot sabia disso quando colocou uma humana como piloto pra gente...

________________________________________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://z6.invisionfree.com/Mundo_das_Trevas/index.php?s=6f82bdff
Tihak
Usuário
avatar

Número de Mensagens : 547
Idade : 29
Data de inscrição : 06/11/2012

MensagemAssunto: Re: 1a Cronica de Tihak: Bons negocios...   Ter Fev 12, 2013 11:14 pm

Skundar observa a reação de Schells... e fica surpreso. A raiva de Schells ao ver a própria ficha não o surpreende, mas sim que alguns meros segundos depois, o salarian parecia ter voltado ao normal, como se nada tivesse acontecido.

-É, tambem não gosto dos outros fuçando na minha vida. He... não que tenha algo muito interessante em consertar tanques velhos por várias décadas em Tutchanka.

Quando Schells começa a falar dos integrandes, Skundar apenas ouve. Como suspeitava, eles eram um grupo. Assim que ele fala de Ideena, Skundar fala:

- Esse Wrex, ja ouvi sobre ele. Tambem sou um Urdnot. Dizem que ele é um dos maiores battlemasters ainda vivos, mas eu não conheço ele. Saiu de Tutchanka muito antes de eu nascer. - Skundar então fica sério, parecendo até mesmo estar falando aquilo contra sua vontade - ... eu nunca tinha visto um krogan tão.... assustador... quanto Garm. Nem mesmo em Tutchanka.

Depois de alguns momentos quieto, Skundar volta a falar:

- Urgott havia me prometido informações sobre a Genophage. Foi um dos motivos que eu aceitei esse trabalho. Agora eu sei o que ele estava planejando: ele me colocaria em contato com você, Schells. - Skundar pausa por um segundo, observando o salarian - Devo admitir que sua ficha de todas essas, é a mais curiosa.

________________________________________________
"A knight is sworn to valour

His heart knows only virtue

His blade defends the helpless

His might upholds the weak

His word speaks only truth

His wrath undoes the wicked."


                         
- The "Old Code"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Bidy
Moderador
Moderador
avatar

Número de Mensagens : 1466
Idade : 28
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 23/11/2010

MensagemAssunto: Re: 1a Cronica de Tihak: Bons negocios...   Ter Fev 12, 2013 11:32 pm

Schells: - Já ouvi dos Battlemasters. Aparentemente são o equivalente krogan a STG ou aos membros do programa N7 da Aliança Humana...ja ouvi rumores sobre seu poder, mas nunca testemunhei pessoalmente. Aquele Garm...cruzar o caminho dele é morte na certa. Já ouvi vários krogans dizendo que um Battlemaster tem poder para matar um esquadrão de 10 pessoas sozinho mas nunca imaginei que isso poderia ser verdade.

Ele escuta sobre sua hipotese sobre Urgot te-lo colocado em contato com Schells por causa da Genophage.

Schells: - Sinto dizer mas não sei muito. Como deve ter lido me recusei a ser parte do programa para modifica-la, provavelmente o proprio Urgot tem a informação que busca. Deve ter notado que não tenho nenhum orgulho com o legado da minha familia, de fato nunca entendi o que há de tão glamoroso em condenar uma raça toda a uma morte lenta, especialmente quando a culpa é nossa.

Ele dá uma pausa e pensa um pouco no assunto.

Schells: - Não posso dizer que te condeno por querer uma cura para o seu povo, no seu lugar faria a mesma coisa. Mas apenas curar a genophage não resolveria nada. Pense bem. A esmagadora maioria dos krogans iniciaria um genocidio galactico se tivessem a oportunidade, ninguém na galaxia correria este risco a não ser que os krogans dessem alguma prova absoluta de que estão mudando, e se outra Rebelião Krogan acontecesse, receio que a genophage viraria genocidio. Sem falar que a STG está constantemente monitorando o progresso da genophage e alterando-a em caso de adaptação. Não estou dizendo que deva desistir, mas enquanto você for a exceção e krogans como Garm forem a regra, dificilmente os krogans conseguirão alguma simpatia.

________________________________________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://z6.invisionfree.com/Mundo_das_Trevas/index.php?s=6f82bdff
Tihak
Usuário
avatar

Número de Mensagens : 547
Idade : 29
Data de inscrição : 06/11/2012

MensagemAssunto: Re: 1a Cronica de Tihak: Bons negocios...   Qua Fev 13, 2013 12:10 am


- Os battlemasters são guerreiros muito antigos, que tem uma vida muito longa de combate. Qualquer um que sobreviveu a mais de um milênio lutando com certeza deve ter muita experiencia.

Skundar então ouve tudo que Schells tem a dizer sobre a hipótese dele e sobre a genophage em sí. Skundar fica muito sério, e depois que Schells termina, o krogan apenas fica olhando para ele por um tempo que para Schells deve ter parecido muito longo. Skundar estava pensando. Tudo que Schells disse, algumas coisas ele ja sabia, outras ele nunca havia cogitado. Sobretudo, estava surpreso com o que Schells disse, dizendo que Skundar era uma excessão.

- Eu não sou uma excessão. Eu gosto de lutar como qualquer krogan, mas isso não significa que eu vou entrar em lutas e guerras sem motivo só por causa disso! E eu não sou uma excessão. - Skundar para um pouco, olhando o mako or um momento, antes de voltar a olhar Schells - Sabe.... eu levei muitos anos para conseguir sair de Tutchanka. Nós não podemos ter naves, os únicos que tem são os Blood Pack e alguns outros grupos de guerreiros. Só que eu não sou como eles. Eu não quero apenas ser mais um varren que luta pelo dinheiro de alguem, até morrer em alguma luta idiota. Eu quero ajudar meu povo. Quero poder levar para Tutchanka todas as coisas que as outras raças tem, mas que nós não. Eu sou um krogan, mas do mesmo jeito que eu gosto de destruir meus inimigos, eu tambem gosto de criar coisas para ajudar meus amigos! - Skundar suspira profundamente - Mas ninguem leva a sério um... hehehe... krogan cientista.

Após alguns segundos, ele volta a falar, inclusive gesticulando bastante agora:

- A genophage esta fazendo mais que nos matar, ela esta destruindo nosso povo. O conselho nos abandonou, eles falam o tempo todo essa baboseira de "quando os krogans estiverem prontos", mas quem esta fazendo algo?! Eu tentei. Qual foi o resultado? Ninguem quis me oferecer nenhum tipo de ajuda. Até mesmo para vir para cá eu tive que vir como um guarda-costas! Nós precisamos da cura para a genophage, Schells! Eu sei que a maioria dos krogans iria querer iniciar outra guerra contra a galaxia, mas talvez..... uh.... quem sabe com muita.... talvez..... -ele para de gesticular, solta outro suspiro longo e volta a olhar pela janela do mako, visivelmente aborrecido - ... é.. é... talvez você esteja certo.

Skundar permanece olhando pela janela do mako, com o queixo apoiado em uma das mãos, era claro que estava muito aborrecido, mas tambem parecia estar pensativo.

________________________________________________
"A knight is sworn to valour

His heart knows only virtue

His blade defends the helpless

His might upholds the weak

His word speaks only truth

His wrath undoes the wicked."


                         
- The "Old Code"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Bidy
Moderador
Moderador
avatar

Número de Mensagens : 1466
Idade : 28
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 23/11/2010

MensagemAssunto: Re: 1a Cronica de Tihak: Bons negocios...   Qua Fev 13, 2013 12:23 am

Schells: - É mais do que pensa. Só o fato de você querer criar algo ao invés de só destruir já te faz uma exceção. Já tratei varios krogans na minha clinica e até já lutei contra varios e todos só queriam saber de lutar e sobreviver, vários sabiam que os krogans estão com poucas chances mas nenhum de fato fazia algo. Em meus quase 30 anos de vida você deve ter sido o primeiro krogan que vi que disse que quer aprender ciencia para ajudar o proprio povo, o que é algo respeitavel.

Ele percebe seu humor mais introspectivo.

Schells: - De os mais estupidos podem subestima-lo, do mesmo jeito que disseram que salarians não podiam ser bons guerreiros ou que vorchas não podiam ser organizados...no fim a STG já produziu soldados para por inveja até nas Asari e acabamos de ver um vorcha que organizou um grupo tão bem que teve que ir um battlemaster pessoalmente para enfrenta-lo. Pela minha experiencia raça é irrelevante para diria eu...90% das aptidões, sem falar que é logico, se os krogans precisam de avanço cientifico para sair da merda, é mais do que obvio que alguém vai tentar esse caminho.

O tanque para, Schells abre a porta e desce.

Schells: - E olha pelo lado bom...vocês krogans vivem por séculos, eu vou dar sorte se aguentar mais cinco anos. Quem sabe na próxima vida eu tente não atirar em um oficial superior, me pouparia muita dor de cabeça.

O afterlife estava diante de vocês.

________________________________________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://z6.invisionfree.com/Mundo_das_Trevas/index.php?s=6f82bdff
Tihak
Usuário
avatar

Número de Mensagens : 547
Idade : 29
Data de inscrição : 06/11/2012

MensagemAssunto: Re: 1a Cronica de Tihak: Bons negocios...   Qua Fev 13, 2013 12:35 am


No meio do discurso de Schells o krogan volta a olhar para ele, prestando atenção. Depois que Schells termina, Skundar começa a ri, mas uma risada mais baixa e contida.

- Eu tenho literalmente várias vezes a sua idade... e agora me sinto como uma criança que não sabe de nada. Eu não ligo quanta coisa vou ter que estudar, nem quantos krogans vou ter que enfrentar. O que eu precisar fazer para ajudar meu povo... eu vou fazer.

Assim que descem do tanque e Skundar ouve Schells falando sobre ter atirado em um oficial superior, Skundar diz:

- Ou talvez você possa nascer um krogan. Ninguem ligaria se você atirasse em um oficial superior! Hehehe.... é, você teria que sobreviver a genophage antes..... ok, esquece.

Skundar deixa seu capacete dentro do tanque, não achava que precisava ir com a armadura completa ali, ja que não estava em missão. Ele se certifica de fechar e lacrar o mako o melhor possível, sempre quis ter um tanque só seu, e não queria ninguem mechendo em sua propriedade.

-Uhm... eu nunca encontrei o Hurgott. Mostre o caminho.

________________________________________________
"A knight is sworn to valour

His heart knows only virtue

His blade defends the helpless

His might upholds the weak

His word speaks only truth

His wrath undoes the wicked."


                         
- The "Old Code"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Bidy
Moderador
Moderador
avatar

Número de Mensagens : 1466
Idade : 28
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 23/11/2010

MensagemAssunto: Re: 1a Cronica de Tihak: Bons negocios...   Qua Fev 13, 2013 12:50 am

Schells: - Não posso evitar. Nós amadurecemos tanto fisica quanto mentalmente mais rapido do que as outras espécies por causa disso. Literalmente não temos tempo a perder. Tem seus beneficios...e seus prejuizos, é bem estranho falar com alguma academica asari com cinco séculos de existencia tendo um milezimo da idade dela. Mas são só detalhes...

Enquanto vocês entram e cruzam o salão sempre lotado Schells vai falando no caminho.

Schells: - Só lembra de não falar merda ou tentar confronta-lo, isso é pedir pra morrer.

Assim que chegam perto do sofa onde ele geralmente fica, os dois guarda costas só saem da frente quando o krogan faz um sinal para deixa-los passar assim que vê Schells.

Schells: - Missão cumprida. A cura está se espalhando no ar.

Urgot: - Excelente. Como suspeitava, o Garm não demorou pra começar sua festinha, creio eu que não tenham encontrado complicações.

Schells: - Nada que não pudessemos lidar.

Urgot: - Vocês e Garm já tiraram metade do peso das minhas costas...o outro problema já to lidando. Schells como sempre seu pagamento será transferido para a conta de sempre. Quanto ao garoto, gostaria de falar com ele a sós.

Schells: - Ok...estarei na minha clinica se precisar de mim. Te vejo por aí Skundar.

Schells se retira, Urgot passa a observar o movimento no lugar.

Urgot: - Tive minhas duvidas. Parece que apostei no varren certo quando ouvi que você era um dos poucos krogans com alguma coisa entre os ouvidos. Me diga uma coisa...o que quer com essa informação sobre a Genophage.

Ele volta o olhar para você, como se te analisasse de fora pra dentro.

________________________________________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://z6.invisionfree.com/Mundo_das_Trevas/index.php?s=6f82bdff
Tihak
Usuário
avatar

Número de Mensagens : 547
Idade : 29
Data de inscrição : 06/11/2012

MensagemAssunto: Re: 1a Cronica de Tihak: Bons negocios...   Qua Fev 13, 2013 1:14 am

Skundar vai seguindo Schells, observando o Afterlife. Ja havia ido ali uma ou outra vez, mas não era comum. Quando Schells sugere a Skundar não confrontar Urgot, ele apenas acena com a cabeça.

- Entendido.

Ele vai seguindo Schells. Quando chegam a Urgot, Skundar apenas ouve e deixa Schells falar. Assim que Schells sai, Skundar responde.

- Até a próxima, doutor.

Skundar em seguida observa Urgot. Perto de Garm, Urgot parecia apenas um krogan velho e gordo sentado em um sofá e fazendo pose, mas Skundar sabia que Urgot era extremamente perigoso. De qualquer forma, ficar no lado bom do senhor do crime que manda em Omega com certeza seria algo positivo.

Quando Urgot começa a falar, Skundar apena ouve. Relaxa um pouco, cruza os braços, então responde:

- A genophage é apenas uma das muitas coisas que me interessam. Eu me interesso por vários campos de estudo, não pretendia fazer nada relacionado a genophage por enquanto... mas qualquer informação que eu conseguir hoje pode me ajudar muito quando eu for... examinar esse problema no futuro. Senhor Urgott, creio que na sua posição o senhor saiba que conhecimento - pausa um pouco - é poder. Eu quero poder. Poder para ajudar o senhor, ajudar a mim mesmo, e os outros krogans com os estudos que pretendo fazer e as coisas que pretendo criar.

Skundar fala convencido e confiante. Não esperava que Urgott fosse levar aquele discurso muito a sério, mas oque Skundar falava era verdade, e ele não se intimidaria e esconderia aquilo de nenhum krogan.... exceto Garm talvez.

________________________________________________
"A knight is sworn to valour

His heart knows only virtue

His blade defends the helpless

His might upholds the weak

His word speaks only truth

His wrath undoes the wicked."


                         
- The "Old Code"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Bidy
Moderador
Moderador
avatar

Número de Mensagens : 1466
Idade : 28
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 23/11/2010

MensagemAssunto: Re: 1a Cronica de Tihak: Bons negocios...   Qua Fev 13, 2013 8:16 am

Urgot escuta suas palavras com toda a paciencia de sua idade e posição.

Urgot: - Entendo...acho realmente que a Genophage não tem jeito. Eu mesmo já tive pessoas pesquisando sobre o assunto a alguns anos, ela não infecta só nossas celulas de reprodução, mas cada celula do nosso corpo, tornando a terapia genética quase impossivel.

Ele solta um suspiro desanimado enquanto se volta para a paisagem para o andar debaixo.

Urgot: - Mas quem sou eu para discutir com os jovens e idealistas? Como combinado seu pagamento foi transferido para a conta do volus que você arrasta por aí e a informação que quer foi para seu e-mail. Acredito jovém Urdnot que nosso negocio está concluido. Agora se não tiver mais o que perguntar tenho metade de Omega para tomar de volta.

________________________________________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://z6.invisionfree.com/Mundo_das_Trevas/index.php?s=6f82bdff
Tihak
Usuário
avatar

Número de Mensagens : 547
Idade : 29
Data de inscrição : 06/11/2012

MensagemAssunto: Re: 1a Cronica de Tihak: Bons negocios...   Qua Fev 13, 2013 7:14 pm

Skundar ouve Urgot, considera um pouco e então responde:

- Uhm... a genophage não é minha prioridade. Antes de correr atrás de um sonho, tem muitos outros problemas que eu posso resolver com um pouco de inteligência e tecnologia. Esses são os problemas que estou correndo atrás. - ele para e considera mais um pouco, olhando o movimento do bar abaixo, em seguida volta a olhar para Urgot - Sim, nosso negócio esta concluído.

O krogan se vira e sai, descendo as escadas para o hall lotado do Afterlife. Depois de tudo aquilo, algumas doses de ryncol cairiam bem. Kolvant deveria estar despedançando Blood Reapers ainda, não compensava cobrar a bebedeira que ele havia prometido agora, porém, Skundar se lembra que havia prometido uma para Zada Ban antes de partir. Assim que sai do Afterlife, Skundar tenta contato pelo rádio enquanto abre e entre em seu novo mako.

- Zada Ban? Sou eu. O trabalho ta feito, to voltando pra casa.

________________________________________________
"A knight is sworn to valour

His heart knows only virtue

His blade defends the helpless

His might upholds the weak

His word speaks only truth

His wrath undoes the wicked."


                         
- The "Old Code"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Bidy
Moderador
Moderador
avatar

Número de Mensagens : 1466
Idade : 28
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 23/11/2010

MensagemAssunto: Re: 1a Cronica de Tihak: Bons negocios...   Qua Fev 13, 2013 9:03 pm

Você decide sair do Afterlife e entrar em contato com Zada que atende o radio.

Zada Ban: - *pshh* Skundar! Aham *tshh* ...digo...como foram as coisas?

Ele fala a principio com uma mistura de preocupação e alivio e em seguida tenta disfarçar para um tom mais forçadamente apatico.

Zada Ban: - È...ok...te encontro lá.



OFF: Sua experiencia será dada em breve e sua 2a cronica logo começará.

________________________________________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://z6.invisionfree.com/Mundo_das_Trevas/index.php?s=6f82bdff
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: 1a Cronica de Tihak: Bons negocios...   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
1a Cronica de Tihak: Bons negocios...
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 6 de 6Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6
 Tópicos similares
-
» Cenários muito bons!
» Dúvida sobre minha placa nvidia
» Posky 737 Overspeed durante a decolagem
» O que vocês acham dos animes "populares"? (Spoilers)
» Jogos fáceis de Platinar ^^

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Mundo RPG :: Mass Effect :: Galaxia Mass Effect: Jogos-
Ir para: